Connect with us

Geral

Direção da Ceasa Campinas discute projeto do porto seco com holandeses

Publicado

em

O diretor-presidente da Ceasa Campinas, Wander Villalba, se reuniu na noite desta terça-feira, dia 6 de fevereiro, com o ministro-conselheiro da Embaixada do Reino dos Países Baixos (Holanda) no Brasil, Roderick Wols. Em visita a Campinas, Wols veio conhecer as possibilidades de cooperação entre a Holanda e Campinas na área de logística e demonstrou interesse pelo projeto de criação de um porto seco dentro da central de abastecimento campineira.
O encontro é resultado de uma viagem da missão técnica brasileira à Holanda, realizada na primeira semana de outubro do ano passado pelo Agropolo Campinas-Brasil, da qual Villalba fez parte, representando a Ceasa. O encontro para a discussão do projeto da central foi sugerido pelo líder da missão técnica, Ernst-Jan Bakker, assessor de Inovação do Consulado da Holanda.
Os holandeses têm interesse em firmar parcerias com empresas brasileiras e oferecem sua expertise em logística e também como grandes produtores e exportadores de alimentos. “Temos todo interesse nesse projeto da Ceasa Campinas e podemos contribuir com nossa experiência em logística”, disse Wols. “Além disso, por nossa localização geográfica, somos a porta de entrada para toda a Europa. Também nos interessa trabalhar com o Aeroporto Internacional de Viracopos”, completou o holandês.    
Um dos projetos da atual gestão da Ceasa Campinas, a criação de um porto seco dentro da planta do entreposto, visa facilitar e agilizar a exportação de hortifrútis. A ideia é transformar a Ceasa num centro exportador de produtos de todo o Estado, com todos os serviços de desembaraço aduaneiro e ligação direta com Viracopos, o maior aeroporto de cargas do País.
Foi muito importante esse encontro com a comitiva holandesa. Eles demonstraram muito interesse no nosso projeto. A direção do Aeroporto de Viracopos também já se mostrou favorável. Isso sinaliza que estamos no caminho certo para formatar uma proposta de criação de um porto seco dentro da Ceasa”, disse Villalba.
Presença
Também integraram a comitiva holandesa Jorgen Leeuwestein, assessor do Departamento Econômico do ministério holandês, e Robbert Appeldoorn, primeiro secretário para Assuntos Aduaneiros. O diretor administrativo e financeiro da Ceasa, Miguel Jorge Nicolau, e o gerente de Comunicação do entreposto, Ricardo Alécio, também participaram do encontro, realizado no Zaff Bar, em Campinas. 
Além do encontro com a diretoria da Ceasa, o roteiro da comitiva holandesa ainda incluiu visitas à Prefeitura de Campinas – onde foi recebida pelo vice-prefeito, Henrique Magalhães Teixeira -, ao aeroporto de Viracopos e à cidade de Holambra.

Geral

Vias têm bloqueio para poda de árvore e interligação de rede de água.

Publicado

em

Por

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) irá bloquear o tráfego de veículos em trecho de duas vias no município. As interdições ocorrem nesta quarta-feira, dia 18 de setembro. As ações são necessárias para a continuidade dos trabalhos de poda de árvores; e interligação de rede de água.

 

 

A Avenida Francisco Glicério, no Centro, segue com bloqueio viário no trecho entre a Avenida Aquidaban e a Rua Henrique de Barcelos. Mas, desta vez, a interdição será na pista da direita, no período das 8h30 até as 16h. No local ocorre a continuidade de trabalhos do Departamento Municipal de Parques e Jardins (DPJ).

 

 

Na segunda e terça-feira, dias 16 e 17 de setembro, o fechamento da via foi na pista da esquerda. A Emdec programou o desvio pela pista da esquerda da Avenida Francisco Glicério. A interdição provoca alterações temporárias no itinerário das linhas de ônibus que circulam na região.

 

 

O outro bloqueio viário será na região do Parque Oziel. A Emdec interdita a Rua Gessi da Silva Durães, no período das 8h30 até as 17h. O fechamento da via será no trecho entre as ruas Lúcia Maria de Souza e Engenheiro Sylvio Antônio Zuffo Grieco.

 

 

A ação é necessária para trabalhos sob responsabilidade da Sanasa. A Emdec programou desvio pelas vias Lúcia Maria de Souza, José Pereira dos Santos e Sylvio Antônio Zuffo Grieco.

 

 

Nos dois locais, agentes da Mobilidade Urbana monitoram o trânsito e orientam os motoristas. A Emdec recomenda, caso seja possível, que os motoristas evitem a circulação pelas regiões, durante o período de interdição.

 

 

Continue Lendo

Geral

Mudanças para tirar Carteira de Motorista começou a valer hoje (16)

Publicado

em

Por

Começa valer a nesta segunda-feira (16) a Resolução 778, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que define mudanças no processo de formação de motoristas. Entre as alterações, estão a que torna facultativo uso de simulador para a expedição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a que reduz de 25 para 20 horas o número de aulas práticas para a habilitação da categoria B.

O documento define também que a exigência de aulas noturnas diminui para 1 hora/aula prática tanto para a categoria A (moto) quanto categoria B (carro). Antes era de 20% sobre o total da carga horária. Outra mudança, é o aumento da validade da CNH que passa a ser de dez anos.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse que as mudanças visam reduzir a burocracia na retirada da CNH e diminuir os gastos do cidadão para obtenção da habilitação. “As aulas de simulador têm um custo diferente, mas dá para estimar que a gente vá ter uma redução de até 15%. A ideia é deixar que o mercado defina isso.”

O ministro ressaltou que não há comprovação sobre e eficácia do simulador na preparação do motorista. “O simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor. Nos países ao redor do mundo, ele não é obrigatório, em países com excelentes níveis de segurança no trânsito também não há essa obrigatoriedade. Então, não há prejuízo para a formação do condutor”, disse o ministro durante entrevista ao anunciar as mudanças em junho passado.

Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul é o estado onde a Resolução 778 ainda não tem validade. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região acolheu liminarmente ação do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado do Rio Grande do Sul (SindiCFC) contra a União, requerendo a suspensão da eficácia e dos efeitos da norma.

Com isso, até decisão em contrário, vale no estado a situação anterior, que obriga a realização de aulas em simulador de direção para a categoria B (carro).

fonte ebc

Continue Lendo

Geral

Apoio ao Trabalhador realiza a 6ª edição do Dia D na sexta, dia 20

Publicado

em

Por

A Prefeitura Municipal de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, promove nesta sexta-feira, dia 20 de setembro, a 6ª edição do Dia D, que tem por objetivo a inclusão no mercado de trabalho das pessoas com deficiência (PcDs) e reabilitados do INSS, em um dia de atendimento exclusivo a esse público. A ação começa às 8h e termina às 16h, com distribuição de senhas até as 15h, na sede do CPAT – Centro Público de Apoio ao Trabalhador, na Avenida Campos Sales, 427, Centro, em Campinas.
Na tarde da próxima quinta-feira, 19 de setembro, o CPAT vai publicar as vagas que serão ofertadas no Dia D. A relação poderá ser consultada em seu aplicativo para smartphones, chamado CPAT Vagas, e no site https://cpat.campinas.sp.gov.br
Para participar das entrevistas com as empresas, o candidato deverá primeiro passar pelo Setor de Atendimento ao Trabalhador, a fim de realizar ou atualizar o cadastro e verificar as oportunidades que estejam de acordo com seu perfil profissional. Para tanto, são necessários os seguintes documentos:
RG
CPF
Carteira de Trabalho
Cartão do PIS/PASEP ou Cartão-Cidadão
Comprovante de endereço
Laudos e ou históricos médicos (se tiver).
O secretário de Trabalho e Renda de Campinas, Luis Yabiku, ressaltou a importância da inclusão das PcDs no mercado de trabalho. ”Ao contratarem uma pessoa com deficiência, as empresas oferecem a elas não apenas um emprego, mas uma nova perspectiva de vida”, afirmou.
Durante a realização do Dia D, toda a estrutura do CPAT será colocada à disposição para o atendimento e encaminhamento das pessoas com deficiência às empresas contratantes, que realizarão o processo seletivo no próprio local. “Vale ressaltar que esse serviço de inclusão das PcDs no mercado de trabalho é feito pelo CPAT durante todo o ano”, explicou Yabiku.
Partindo para sua sexta edição, os números mostram uma evolução constante do CPAT no trabalho de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Na comparação entre a edição do ano passado e a de 2017, o CPAT quase dobrou os encaminhamentos de candidatos. Em 2017, foram 729 encaminhamentos contra os 1.551 registrados em 2018.
O número de empresas participantes também aumentou bastante, saltando de 28 em 2017 para 94 empresas em 2018, um aumento de 235%, o que levou a organização a realizar o evento em duas etapas. Já o número de vagas ofertadas se manteve praticamente estável: 402 em 2017, contra as 419 cadastradas em 2018, um aumento de 4,2%.
Sobre o CPAT
Inaugurado em 16 de junho de 2008, o CPAT tem como objetivo intermediar ações de procura e oferta de mão de obra, seguro-desemprego, qualificação social e profissional, além de levantar informações sobre mercado de trabalho, garantindo um espaço destinado ao atendimento do trabalhador. Essas ações são desenvolvidas através do Convênio Plurianual firmado com o antigo Ministério do Trabalho.

Continue Lendo




error: Content is protected !!