Connect with us

Geral

Danças marcam concertos da Sinfônica de Campinas sábado e domingo

Publicado

em

Para os próximos concertos deste fim de semana –  sábado, 9, às 20h, e  domingo, 10, às 11h, no Teatro Castro Mendes –, a Sinfônica de Campinas convida o público para “bailar” movido por um repertório vibrante formado por danças de vários países do mundo. 

Sob a batuta do maestro Victor Hugo Toro, os músicos interpretam, na primeira parte do programa, uma série de elegantes danças barrocas francesas, seguidas de uma Suíte de Coppélia (um dos mais famosos balés da história), além de apaixonadas danças húngaras de Brahms, cheias de virtuosismo e influência cigana.

A “América Latina é sempre uma festa e por isso, na segunda parte, a Orquestra apresentará obras que são referências desta forma de arte”, adianta o regente Toro. Do tango argentino a uma valsa mexicana, de uma seleção de danças brasileiras de Ernesto Nazareth a uma suíte de mambos de Perez Prado, “a Sinfônica de Campinas quer terminar a temporada oficial em grande estilo”, frisa, entusiasmado.

 

 

Publicidade

Abaixo, considerações das obras do pesquisador Leonardo A.C. de Oliveira.

 

Jean-Philippe Rameau (1683-1764)

Orquestração de Felix Mottl (1856-1911)

Suíte de Balés

Publicidade

 

 

Rameau foi, ao lado de Couperin, um dos compositores mais importantes da música francesa de seu tempo. Ficou conhecido pela publicação de um tratado de harmonia em 1722. Suas obras ficaram esquecidas por muito tempo e apenas no início do século XX foram relembradas. Mottl foi um dos defensores de suas composições. A primeira dança apresentada hoje é de sua ópera Platée, que conta a história de uma proposta de casamento feito à ninfa de um pântano para curar o ciúme de Juno por Júpiter. Os movimentos que seguem remetem a instrumentos musicais – uma gaita de fole e um pequeno tambor – e são de sua ópera Fêtes d’Hébé, que tem como temática movimentos independentes que envolvem a poesia, música e dança.

 

 

Publicidade

Léo Delibes (1836-1891)

Suíte de Coppélia

 

 

Swanilda e Franz, um casal que está prestes a se casar, vivem em uma aldeia onde o Doutor Coppélius cria bonecos de tamanho real. Entre eles, Coppélia. Seu desejo é fazer com que a boneca transforme-se em um ser vivo e para que isso aconteça, necessita de um sacrifício humano. Coppélius tenta matar Franz. Swanilda, ao perceber, engana o doutor que nota apenas depois o ocorrido. O matrimônio, assim como a reconciliação de todos, se realiza ao final. Léo Delibes utiliza danças nacionais difundidas no cenário da época e incorpora o caráter impressionista de cores e imagens em sua obra.

Publicidade

 

 

Johannes Brahms (1833-1897)

Danças Húngaras

 

Publicidade

 

Desde muito cedo, o compositor teria tido contato com a música húngara e se encantado com seu estilo. Não tinha uma afinidade com a revolução política que ocorria na Hungria naquele momento e seu interesse se restringia ao estilo musical. As danças não são de caráter exclusivamente étnico húngaro, mas de influências dos ciganos daquele país. A orquestra apresenta transcrições das obras escritas pelo compositor para piano a quatro mãos que ganharam posteriormente sua versão para orquestra. A primeira teve como motivo a canção folclórica Isteni Csárdás e a quinta, Batfai Emlek.

 

 

Astor Piazzolla (1921-1992)

Publicidade

Orquestração de Rodrigo Morte (1976)

Bordel 1900 

 

 

A música de Piazzolla é apaixonada, cheia de saudade e, ao mesmo tempo, atual. O compositor conseguiu elevar o tango a um nível nunca antes alcançado, incorporando em sua obra influências das cidades onde viveu: Buenos Aires, Paris, Nova Iorque. Sua variação na formação instrumental é uma preocupação contemporânea e sua voz serve como inspiração para outros compositores. Bordel 1900 é primeiro movimento de uma suíte do compositor: Histoire du Tango. O compositor procurou fazer uma síntese desse estilo musical desde o surgimento em bordéis em Buenos Aires até conquistar as salas de concerto. 

Publicidade

 

 

Ángel Villoldo (1864-1919)

Orquestração de Rodrigo Morte (1976)

El Choclo

Publicidade

 

 

Villoldo foi um dos principais músicos da primeira fase do tango argentino e considerado por muitos historiadores o pai do gênero. El Choclo foi apresentado em um restaurante como dança crioula, já que os tangos eram proibidos pela elite. Traduzida livremente como O Milho, o compositor usou seu ingrediente favorito do puchero – ensopado a base de carne e legumes muito comum em casas humildes argentinas – para o nome da obra. Estava certo de que o sucesso do tango traria comida e prosperidade a sua mesa. O uso desse referencial denota forte significado social.

 

 

Publicidade

Juventino Rosas (1868-1894)

Sobre las Olas

 

 

Juventino Rosas foi um dos compositores mexicanos mais famosos do século XIX. Desde muito cedo tocava pelas ruas da cidade para sua própria sobrevivência e a de sua família. Chegou a entrar para o conservatório da Cidade do México, mas acabou abandonando a instituição. Sobre las Olas foi sua obra mais conhecida, mesmo tendo escrito muitas outras valsas, mazurcas e danças. A melodia inicial nos cativa e seduz, além de trazer do imaginário coletivo o caráter encantador e envolvente das valsas. Certamente existe uma influência européia em sua música, mas não podemos deixar de recorrer às valsas dos bailes de quinceañera.

Publicidade

 

 

Ernesto Nazareth (1863-1934)

Três Danças

 

Publicidade

 

Nazareth é o reflexo de seu tempo e traz em sua trajetória alguns pontos significativos para o contexto da música carioca; o olhar para as cenas do cotidiano na música; o nacionalismo na produção cultural do período; e a função social da música. O compositor caminhava entre os estilos erudito e popular e sua produção híbrida é um reflexo dessa característica. Foi um grande difusor dos tangos nacionais e também compôs sambas, canções, quadrilhas, choros e outras. Turbilhão de Beijos é dedicada ao seu amigo Dr. Benevenuto de Paula Fonseca e uma de suas valsas mais conhecidas. Bambino faz referência ao caricaturista Arthur Lucas, que também fez algumas capas das músicas do compositor. Odeon é um dos choros mais conhecidos no país e está ligado ao Cine Odeon, onde o compositor tocava na sala de espera antes do início dos filmes.

 

 

 

Publicidade

 

Perez Prado (1916-1989)

Suíte de Mambos

 

 

Publicidade

Perez Prado é um ícone da música cubana. Por volta das décadas de 1940, seus mambos foram amplamente divulgados no cinema hollywoodiano e dançados por atores como Marlon Brando ou interpretados por músicos como Nat King Cole. O mambo foi uma mistura da música afro-cubana e a instrumentação das big bands dos Estados Unidos, popularizada pelo compositor. Suas obras eram sucintas e procurava usar poucas palavras de caráter proverbial nas letras das músicas, destacando seu minimalismo. A natureza do estilo, portanto, não está nas letras, mas sim em sua música.

 

 

 

Programa

Publicidade

 

JEAN-PHILIPPE RAMEAU (1683-1764)

Orquestração de Felix Mottl (1856-1911)

Suíte de Balés – 7’

Minueto de “Platée”

Publicidade

Musette de “Fêtes d’Hébé”

Tambourin de “Fêtes d’Hébé”

 

 

LÉO DELIBES (1836-1891)

Publicidade

Suíte de Coppélia – 13’

Valsa

Czardas

Prelúdio – Mazurca

 

Publicidade

 

JOHANNES BRAHMS (1833-1897)

Danças Húngaras – 14’

N.º 1 – Allegro molto

Nº5 – Allegro

Publicidade

 

 

ASTOR PIAZZOLLA (1921-1992)

Orquestração de Rodrigo Morte (1976)

Bordel 1900 – 3’

Publicidade

 

 

ÁNGEL VILLOLDO (1864-1919)

Orquestração de Rodrigo Morte (1976)

El Choclo – 3’

Publicidade

 

 

JUVENTINO ROSAS (1868-1894)

Sobre las Olas – 7’

 

Publicidade

 

ERNESTO NAZARETH (1863-1934)

Três Danças – 12’

Turbilhão de Beijos

Bambino

Publicidade

Odeón

 

 

PEREZ PRADO (1916-1989)

Suíte de Mambos – 12’

Publicidade

Peanut Vendor

Patrícia, 

Quizás, quizás, quizás

História de um Amor

 

Publicidade

 

 

Serviço

Orquestra Sinfônica de Campinas

Victor Hugo Toro, regente

Publicidade

Quando: sábado, 9 de dezembro, 20h; 

domingo, 10 de dezembro, 11h

Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Correa de Lemos, s/n. Vila Industrial. Campinas).

Ingressos: sábado – R$30,00 (inteira), R$ 15,00 (estudantes, aposentados), R$ 10,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências), R$ 5,00 (estudantes das redes municipal e estadual). 

domingo – valor promocional: R$ 6,00 (inteira), R$ 3,00 (meia entrada); R$ 2,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências); R$ 1,00 (estudantes das redes municipal e estadual). 

Publicidade

Geral

Inscrições abertas para curso gratuito de teatro no Sesi Amoreiras 

Publicado

em

Por

teatro

Serão formadas duas turmas: para alunos de 15 a 17 anos e pessoas acima de 18 anos 

O Núcleo de Artes Cênicas (NAC) do Sesi Campinas Amoreiras está com inscrições abertas para o curso gratuito de Iniciação Teatral voltado a interessados em ter contato com o universo do teatro. Serão abertas duas turmas: de 15 a 17 anos e acima de 18 anos. As inscrições devem ser feitas até 20 de julho presencialmente na Secretaria a unidade, mediante agendamento de horário. 

Os alunos terão a oportunidade de vivenciar as aulas no palco do Teatro do Sesi Amoreiras e no final do curso poderão apresentar o resultado a parentes e amigos. As vagas remanescentes ficam liberadas até o preenchimento da turma. O curso é semestralcomcarga horária de 30 horas e um encontro semanal ao longo do semestre. O início das aulas está previsto para 2 de agosto.  

Os NACs realizam atividades gratuitas de formação artística, visando melhorar a qualidade de vida dos participantes e estimular processos de aprendizagem teatral por meio da prática e da experimentação cênica. Em 2021, o NAC de Campinas teve o desafio da montagem teatral online, que resultou no espetáculo “Nem melhor nem pior na mesma”. 

Sobre o Núcleo de Artes Cênicas 

Publicidade

Criado em 1987, o Núcleo de Artes Cênicas (NAC) do Sesi-SP vem sendo desenvolvido de maneira ininterrupta e ocupa atualmente 5 unidades por todo o Estado de São Paulo: Campinas Amoreiras, Itapetininga, Ribeirão Preto, São José dos Campos e São José do Rio Preto. Os cursos oferecidos gratuitamente pelos NACs proporcionam a vivência da prática teatral para pessoas de diversas idades, que tenham ou não algum conhecimento sobre as artes cênicas. 

Serviço: 


Núcleo de Artes Cênicas do Sesi-SP 2022 


Iniciação Teatral – 15 a 17 anos
 

Terça, das 15h às 17h 

Publicidade

Iniciação Teatral – acima de 18 anos- Noite 

Terça, das 19h às 21h 

Inscrições  

Presenciais na Secretaria do Sesi Amoreiras, com agendamento de horário pelo site 

Documentos necessários:  

Publicidade

RG, CPF, comprovante de endereço. Para alunos menores de 18 anos, a inscrição é realizada pelo responsável 

Continue Lendo

Geral

Prefeitura divulga resultados de recursos dos agentes de ação social

Publicado

em

Por

A Secretaria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas divulgou, nesta terça-feira, dia 28 de junho, o resultado dos recursos dos agentes de ação social em relação à última reunião de validação dos títulos. A consulta pode ser feita pelo Diário Oficial (www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial/).

 

O DO também traz a convocação de uma candidata que teve o recurso deferido e poderá escolher vaga na reunião desta quarta-feira, dia 29. Os demais candidatos, convocados no dia 15 de junho terão, inicialmente, os títulos analisados e, se a pontuação obtida no processo seletivo for validada pela comissão, conforme as regras do Edital 01/2020, poderão participar da reunião de preenchimento de vagas.

 

 

Para isso, é importante que o candidato apresente os comprovantes completos da experiência profissional cadastrada e a declaração do empregador, validando as informações prestadas no momento em que ele se inscreveu.

 

 

As respostas aos recursos também estão sendo encaminhadas por e-mail para os candidatos.

 

“A candidata que teve o recurso deferido poderá escolher a vaga já na reunião de amanhã. Os demais candidatos terão primeiro a análise dos títulos apresentados e só depois escolherão vagas de acordo com a pontuação adquirida, caso a pontuação seja validada”, explicou a coordenadora de Concursos, Recrutamento e Seleção, Juliana Miorin.

 

A seleção dos agentes de ação social foi feita a partir de processo simples, sem aplicação de provas.

 

Os profissionais vão atuar na Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

Continue Lendo

Geral

Feira traz inclusão de pessoas com deficiência à Estação Cultura no sábado

Publicado

em

Por

Neste sábado, dia 2 de julho, a Estação Cultura de Campinas receberá a Feira do Empreendedor PCD (Pessoa Com Deficiência) Eficiente, organizado pela empresa Libras Visual. O evento vai reunir 37 expositores, além de 13 palestras e 10 apresentações, como desfiles de PCDs, dança do ventre, ballet com crianças cegas, entre outros, tudo com total acessibilidade para o público cego e surdo. 

 

O evento será das 9h às 17h e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

 

Campinas tem, segundo estimativas do IBGE, cerca de 28% da população, ou 345 mil pessoas, com algum tipo de deficiência: são 13 mil com deficiência intelectual, 54 mil com deficiência auditiva, 72 mil com deficiência motora e 205 mil com deficiência visual.

 

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos oferece os seguintes serviços à população com deficiência: 

 

– Plataforma Emprega Bem: plataforma digital on-line que aproxima as empresas dos profissionais com deficiência. 

 

– Cartão Bem Acessível:  documento de identificação da pessoa com deficiência que facilita o acesso prioritário aos serviços públicos municipais

 

– Programa de Acessibilidade Inclusiva: o PAI-Serviço, de transporte coletivo oferecido pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e Secretaria de Transportes de Campinas. 

 

– Guia Digital Caminhos da Inclusão: o guia aponta uma lista contendo os endereços acessíveis de Campinas: https://caminhos.campinas.sp.gov.br/. 

 

– Coordenadoria de Acessibilidade Arquitetônica: a Coordenadoria de Acessibilidade Arquitetônica (CAA) realiza as vistorias nos imóveis públicos ou de uso público para verificação e orientação quanto as normas de acessibilidade.  

 

– Centro de Referência da Pessoa com Deficiência: realiza o atendimento psicossocial para as pessoas com deficiência e suas famílias dando orientações sobre direitos. 

 

– Central de Interpretação de Libras: atende o surdo ou com deficiência auditiva, intermediando a sua comunicação com os demais serviços públicos.

 

 

Agenda das apresentações

 

10h – Igreja FF: Pantomima

 

10h20 – Mãos que Cantam

 

10h30 – Coral encantar com as mãos

 

11h20 – Andrea Rosa: A capacidade do PCD 

 

11h40 – Dança do ventre

 

12h10 – Sebrae Empreendedorismo

 

12h30 – História da Associação Assucamp

 

12h50 – Inclusione: Mercado de Trabalho PCD

 

13h10 – Lucas Carvalho PCD

 

13h30 – Cris Mendes: PCD – Inclusão 360

 

13h40 – Cais: Conhecer para incluir

 

14h – Balé com o Grupo sementes do Futuro – Associação Fernanda Bianchini

 

14h20 – Palestra com o Centro Cultural Louis Braille 

 

14h40 – Aline: Acessibilidade na estética 

 

15h – Arte libras: Decifrando a Libras 

 

15h20 – Raquel Moreno: projeto surdo caminhoneiro 

 

15h40 – Gilceliano: Autonomia, uma busca do PCD 

 

16h – Mãos que Cantam: Palestra e música

 

Lista de expositores

 

1 – Centro Cultural Louis Braille 

 

2 – Arte libras

 

3 – Inclusione – temperos prontos

 

4 – Inclusão e libras 

 

5 – Maira Massei – artesanato 

 

6 – Katia surda – tapetes 

 

7 – Sebrae

 

8 –  Apae 

 

9 – Boldrini 

 

10 – Cais 

 

11 – Assucamp 

 

12 – Lídia Michelin – madeiras 

 

13 – Marcia surda – reciclável 

 

14 – Remi – alimentos 

 

15 – Candido Ferreira 

 

16 – Vera e Vagner – temperos prontos 

 

17 – Khatia Vieira – livros 

 

18 – Giseli – canecas, camisetas acessórios libras 

 

19 – Karen Fernandes – pijamas 

 

20-  Carol Bonfim – chaveiros 

 

21-  Itamar – barba e cabelo 

 

22- Janaina – bijuterias de libras 

 

23 – Nisfran – artesanato 

 

24 – Asadep – tiara, lacinho 

 

25 – Mãos que Cantam

 

26 – Raquel Moreno – projetos online 

 

27 – Wickbold – 

 

28 – Juliana Soares  

 

29 – M. Eliana – acessórios de costuras 

 

30 – Igreja FF – pinturas rosto, teatro, oficina

 

31 – Daniela – acessórios 

 

32 – UNIP 

 

33 – Irene – artesanato de caixinhas

 

34 – Giowander

 

35 – Lucas Carvalho 

 

36 – Cris Mendes – consultoria

 

37 – Selma – roupas

 

38 – Vanessa – bolo de pote 

Continue Lendo

Populares