Connect with us

Geral

Convênio com Polícia Rodoviária une sistemas de monitoramento veicular

Publicado

em

Convênio de cooperação entre as forças de segurança do município e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai permitir a troca de informações dos sistemas de monitoramento eletrônico de veículos, envolvendo o Sistema Inteligente de Monitoramento Veicular de Campinas (Simvecamp) e o sistema “Alerta Brasil” da Polícia Rodoviária Federal.
A assinatura do convênio pelo prefeito Jonas Donizette aconteceu nesta sexta-feira, dia 1º de dezembro, na Sala Azul. A formalização do trabalho conjunto se dará por meio da Secretaria Municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança.
O documento firmado nesta sexta aponta como finalidade o desenvolvimento de ações conjuntas contra a criminalidade. O acordo estabelece procedimentos de cooperação técnica e operacional, além do intercâmbio de conhecimentos, dados e tecnologias.
O prefeito Jonas Donizette destacou que o convênio com Campinas é o primeiro deste tipo entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e um município. “O trabalho de Campinas servirá de exemplo e de modelo para outros convênios que possam vir a acontecer. É uma somatória de forças, a PRF vai ceder as imagens das câmeras, assim como cederemos as nossas, em uma união de forças para melhorar nossa segurança pública”.
Pelo acordo, segundo o prefeito, a PRF processará as informações das placas dos veículos obtidas pelo Simvecamp e também auxiliará a Secretaria Municipal na interpretação e identificação dos padrões obtidos a partir das placas coletadas. Além disso, “vai disponibilizar para as forças de segurança do município os dados do sistema ‘Alerta Brasil’, da PRF. Em contrapartida, serão disponibilizados os dados locais que possam ajudar a PRF em ações contra a criminalidade”, afirmou.
Combate ao crime
Segundo o Superintendente Regional da PRF de São Paulo, Valmir Cordelli, o acordo representa um passo grande para que essa união não se restrinja aos órgãos máximos de controle da PRF e os Estados. “Fazer um convênio como esse com os municípios é muito importante para nós, já que tudo o que transita em uma rodovia sai dos municípios”.
O superintendente também elogiou a disposição de Campinas em fechar o acordo: “somente a integração consegue dar respostas à sociedade na luta pela segurança”, afirmou. Para o órgão, é fundamental avaliar a movimentação veicular de Campinas e como isso impacta a região e as rodovias do entorno, sendo o combate ao roubo de cargas um aspecto importante dessa questão.
O Secretário Municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, Luiz Augusto Baggio, lembrou que o sistema de Campinas não pertence ao município exclusivamente, mas integra o aparato de segurança, sendo o cidadão o grande beneficiário. “Fazer a ligação entre as informações de circulação de veículos na cidade de Campinas e o sistema da PRF não diminui nem um sistema nem outro, aumenta ambos. Tem a função de ampliar a segurança do cidadão, que é o nosso cliente final, e é a quem nós devemos isso. Nós temos a responsabilidade, como autoridades, de nos unirmos em favor daquilo que é correto”, afirmou.
Também compuseram a mesa da solenidade de assinatura do convênio o diretor do Centro Integrado de Monitoramento de Campinas (Cimcamp), Willian Barbanera; o Superintendente Regional Substituto da PRF de São Paulo, Luciano da Silva Fernandes; e o deputado federal Luiz Lauro Filho. O evento teve a presença de secretários municipais e seus representantes, membros da Guarda Municipal e da Polícia Rodoviária Federal.
Próximos passos
Será criado um grupo de trabalho de integração para promover continuadamente a avaliação de resultados, compartilhamento de informações técnicas e ajustes de procedimentos necessários. O acordo terá vigência por 60 meses, a partir da data da assinatura, podendo ser renovado por igual período a partir do interesse das partes.
O trabalho em parceria com a PRF passou por um período de verificação ao longo de um ano. Durante esse tempo, foi avaliada a viabilidade do acordo. A equipe da PRF constatou a qualidade do trabalho realizado pela GM, Cimcamp/Simvecamp e os resultados positivos da fase de testes, para que fosse possível chegar à aprovação e assinatura do convênio agora formalizado.
A parceria deve ser ampliada futuramente para os outros municípios da Central Regional de Inteligência e Monitoramento (CRIM), abrangendo os 18 municípios da região que já trabalham integrados.
Monitoramento
Em 2015, a Prefeitura lançou o programa Campinas Bem Segura com reforço do monitoramento da cidade. Atualmente são cerca de 400 câmeras em operação em pontos estratégicos da cidade, principais vias e acessos. Em conjunto, foi implantado o sistema inteligente de monitoramento veicular de Campinas, o Simvecamp, com as câmeras inteligentes nas principais vias de tráfego, em 28 pontos, com 89 câmeras.
Em pouco mais de dois anos de funcionamento do Simvecamp, de setembro de 2015 a outubro de 2017, foram recuperados/apreendidos mais de 230 veículos e 45 carros clonados foram retirados de circulação, além de o sistema ter contribuído para a prisão de vários procurados pela Justiça e de pessoas envolvidas com a criminalidade. Esse sistema é interligado à Cimcamp e também ao sistema regional CRIM. Em breve, serão vinte cidades, com a adesão já em processo de Santo Antônio de Posse e Atibaia.
Em 2016, o Simvecamp começou a ser integrado, a pedido do governador Geraldo Alckmin, ao “Detecta”, o Sistema Inteligente de Monitoramento Criminal da Secretaria de Segurança Pública do Estado. O convênio foi assinado no ano passado e está em fase de implantação. O município já envia informações ao Estado e agora negocia os procedimentos para também receber informações.

Geral

Saúde aplica mais de 2 mil doses de vacina contra a covid-19 no sábado, 27

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde aplicou durante este sábado, 27 de novembro, 2.168 doses de vacina contra a covid-19, por meio da ação Campinas Vacina Mais. Pessoas de todas as faixas de idade acima dos 12 anos puderam se vacinar, sem precisar fazer agendamento, em diversos pontos. 

 

As ações do Campinas Vacina Mais começaram na sexta-feira, 26 de novembro, e seguem durante este domingo, dia 28. O objetivo é aumentar a cobertura vacinal, principalmente nos adolescentes e nos adultos entre 18 e 24 anos. O balanço completo do fim de semana será divulgado na segunda-feira.

 

Estão sendo aplicadas primeiras e segundas doses, assim como as doses adicionais. No caso das duas últimas, serão cumpridos os intervalos estabelecidos pelo Programa Estadual de Imunização (confira abaixo). 

 

Todas as pessoas precisam levar CPF e comprovante de endereço. No caso de segunda dose ou dose adicional é necessário apresentar o cartão de vacinação.

 

Intervalo

 

Vacina da Pfizer – para receber a segunda dose da Pfizer é preciso um intervalo de pelo menos 21 dias (três semanas) para pessoas a partir de 18 anos. No caso de adolescentes, o intervalo é a partir de oito semanas.

 

Vacina Astrazeneca – o intervalo entre as doses da vacina da Astrazeneca é de, no mínimo, oito semanas.

 

Vacina CoronaVac – o intervalo entre as doses da vacina CoronaVac é de quatro semanas.

 

Dose adicional – Pessoas a partir de 18 anos precisam ter completado o esquema vacinal há pelo menos cinco meses. Pessoas com alto grau de imunossupressão podem receber a dose adicional a partir de 28 dias da segunda dose.

 

Agendamento

 

Independentemente do “Campinas Vacina Mais”, o agendamento para receber as vacinas contra a covid-19 continua aberto.

 

A escolha do dia, horário e local pode ser feita no site https://vacina.campinas.sp.gov.br

Continue Lendo

Geral

Centros de Saúde começam a vacinar alunos em escolas da rede estadual

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Saúde iniciou a vacinação contra covid-19 nas escolas estaduais de Campinas para ampliar a cobertura vacinal de adolescentes e jovens adultos. Cada centro de saúde está responsável pela imunização das comunidades escolares das suas áreas de abrangência. O calendário é organizado de acordo com a disponibilidade dos estabelecimentos de Educação e de Saúde. As ações fazem parte do “Campinas Vacina Mais”, com vacinação sem agendamento em pontos estratégicos da cidade, iniciada em 23 de outubro. 

 

A medida foi tomada depois que um levantamento do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) apontou que cerca de 23 mil alunos da rede estadual com idade a partir de 12 anos estão sem a primeira dose da vacina. Em relação à segunda dose, são cerca de 14 mil com a imunização incompleta.

 

Em Campinas, a cobertura vacinal de primeira dose dos adolescentes entre 12 e 14 anos é de 64,3%. Entre as pessoas de 15 a 17 anos, a cobertura é de 67,1%.

 

Documentos

 

Os menores de idade devem levar RG e/ou CPF e autorização dos pais. Os adultos devem apenas levar o documento.

 

Campinas Vacina Mais

 

Neste final de semana, de 27 e 28 de novembro, serão realizadas outras ações do Campinas Vacina Mais em vários pontos da cidade. 

 

Clique e confira os locais e endereços em https://vacina.campinas.sp.gov.br/vacinas/covid-19.

 

 

Agendamento

 

Independente das ações do “Campinas Vacina Mais”, o agendamento para receber as vacinas contra a covid-19 continua aberto. 

 

A escolha do dia, horário e local pode ser feita no site https://vacina.campinas.sp.gov.br.

Continue Lendo

Geral

Performance será ato pela valorização da arte e história afro-descendente

Publicado

em

Por

No mês da Consciência Negra e combate ao racismo, os artistas Andrea Mendes e Antônio Pulquerio realizarão uma performance no Parque Portugal (Lagoa do Taquaral). A atividade artística terá início às 10h no portão principal da área de lazer e continuará até o Lago do Café, onde percorrerá as alamedas até a Casa de Vidro. Para finalizar, será feita uma ação de ativação artística na Liteira, que integra o acervo do Museu da Cidade.
Segundo os organizadors, a performance/cortejo revisita ritos ancestrais, evoca presenças de antepassados afro-descendentes para reviver memórias de origens que transcendem o peso das desumanizações que marcaram os corpos de seu povo. Os artistas classificam a performance como “uma celebração de (re)existência que proclama: Arroba não! Somos o peso milenar da nossa força ancestral!”
A intervenção é parte das ações artísticas realizadas durante a exposição “Ocupação Escritas Ocultadas”, que tem como curadora Sônia Fardin.

Data – 27/11
Início – 10h, no portão 1 do Parque Portugal (Taquaral)
Término – 11h, no Museu Casa de Vidro

Continue Lendo

Populares