Connect with us

Geral

Conciliação: com intermédio da presidência da Câmara, CMDU decide abrir mão de pedido para suspender tramitação do Plano Diretor; PDE segue tramitando e terá seis audiências públicas

Publicado

em

O Plano Diretor Estratégico (PDE) de Campinas seguirá tramitando normalmente na Câmara e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU) irá apresentar o parecer do órgão durante o mês de novembro, sem que haja a necessidade de nenhuma interrupção do processo no qual, inclusive, haverá seis audiências públicas promovidas pelo Legislativo. Este consenso foi atingido em reunião realizada na tarde desta quarta (11), por iniciativa da presidência da Câmara Municipal, para que não houvesse a suspensão do processo, que chegou a ser solicitada pelo Ministério Público em virtude da ausência do parecer emitido pelo CMDU.
“O texto da lei orgânica determina a entrega do parecer do CMDU, porém não fica claro em que momento do processo isso deve ser feito. Contudo, ainda ontem conversei com o Conselho garantindo que haveria amplo espaço para o debate com a presença do órgão, inclusive compondo as mesas das audiências públicas, e que a entrega do parecer com o processo em andamento não traria prejuízos. Em paralelo, falei também com o promotor Valcir Kobori que me disse que, se houvesse um consenso entre Legislativo, Executivo e CMDU, o MP concordaria com o acordado e retiraria o pedido de suspensão”, conta o vereador Rafa Zimbaldi (PP), presidente da Casa.
“Com esse acordo que firmamos hoje nós vamos oficiar o Ministério Público solicitando a retirada do questionamento anterior. Iremos continuar acompanhando a tramitação e em novembro apresentaremos nosso parecer “, diz Fábio Silveira Bernils, presidente do CMDU. Ontem mesmo, após a conversa inicial com Rafa Zimbaldi, o Conselho já havia aprovado por votação que retiraria o pedido feito ao MP – que gerou a solicitação daquele órgão para ocorrer a suspensão – mediante a um consenso na reunião desta tarde, o que acabou ocorrendo.
O presidente Rafa Zimbaldi ressalta que a Câmara irá promover seis audiências públicas, a partir do dia 7 de novembro, para debater o Plano, e que – além do recebimento do parecer – em todas elas o CMDU terá lugar à Mesa para se manifestar sobre a peça. “Além disso, em paralelo, iniciaremos um estudo sobre o regramento do Plano Diretor, com o objetivo de fazer alterações na lei para que não haja mais dúvidas como esta que ocorreu em relação ao parecer do CMDU”, diz.
Rafa acrescenta que o calendário com as audiências públicas específicas do plano será divulgado na semana que vem e a Câmara também deverá colocar no ar um “hotsite” do PDE, que unirá todas as informações sobre o plano, o calendário envolvendo a peça e até mesmo um formulário on line para quem já quiser mandar sugestões para serem acrescidas nele.
“O Plano Diretor irá definir as prioridades de crescimento e planejamento da cidade pelos próximos dez anos. Propostas que gerem sustentabilidade, centralidades, bairros planejados, respeitem o meio ambiente bem como propiciem a regularização de bairros existentes desprovidos de serviços como saneamento básico e que objetivem acabar com as diferenças sociais: esse é o grande desafio. E quanto mais claro, ágil e participativo pudermos tornar este processo, melhor.”
O secretário municipal de Urbanismo, Planejamento e Desenvolvimento Urbano, Carlos Santoro, acrescenta que o executivo irá manter uma equipe presente nas Audiências, para que dúvidas possam ser tiradas em tempo real. “Vamos determinar uma equipe de quatro ou cinco técnicos que estarão presentes em todas as audiências, dando apoio e esclarecendo quaisquer pontos em tempo real”, afirma.
Texto e foto: Central de Comunicação Institucional da CMC
  
 

Geral

Oficina pedagógica discute conteúdos de mobilidade urbana com professores

Publicado

em

Por

A Semana Municipal do Trânsito (Semutran 2021) terá nesta terça-feira, dia 28 de setembro, às 9h, uma oficina pedagógica em que educadores da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) trabalharão conteúdos de educação para a mobilidade com profissionais das redes municipal, estadual e particular de ensino de Campinas. 
A oficina “Educação para Mobilidade na Primeira Infância – Intersetorialidade e Garantia de Direitos no Projeto Político-Pedagógico”, a terceira deste ano, é voltada a escolas da Educação Infantil ao Ensino Médio. Apesar do nome primeira infância, as discussões abrangem todas as faixas etárias de crianças e adolescentes. 
O evento será on-line, pelo Microsoft Teams. Os educadores devem se inscrever até as 23h59 desta segunda-feira, 27 de setembro, pelo formulário eletrônico bit.ly/educacao_mobilidade_pic. O link de acesso é enviado na confirmação da inscrição. 
Programação
Após a abertura, os profissionais da Emdec abordarão o tema “mobilidade e infância”, com estudos e diagnósticos das dificuldades encontradas por crianças, adolescentes e cuidadores no trânsito. 
Entrará em pauta o papel das escolas neste cenário: o que pode ser feito para melhorar a circulação, dentro e fora do espaço escolar?
A mobilidade urbana estaria presente na própria construção do projeto pedagógico da escola, pois envolve questões de acesso, de onde e como vêm os estudantes, aspectos de segurança (viária e pública) e de formação histórica dos bairros.  
Mais informações 
A Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) e a Emdec realizam o encontro em parceria com o Comitê Intersetorial pela Primeira Infância Campineira (PIC). 
Se precisarem de orientações, os educadores podem entrar em contato pelo e-mail [email protected]​​ ou telefone (19) 3772-7123​. 
Acesse a programação completa da Semutran em www.emdec.com.br/semutran2021. 

Continue Lendo

Geral

Campinas ganha destaque na União Internacional de Transporte Público

Publicado

em

Por

 

O presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Ayrton Camargo e Silva, que agora integra o Comitê de Autoridades Internacionais da União Internacional de Transporte Público / Divisão da América Latina (UITP), foi convidado para ser o anfitrião virtual da 49ª Reunião do Comitê, que contou com 20 autoridades mundiais, nesta última semana. 

 

 

A UITP é a única rede mundial que reúne todas as partes interessadas no transporte público e todos os modos de transporte sustentáveis. São mais de 1,8 mil membros no mundo, distribuídos em 16 escritórios, incluindo o da América Latina, que se encontra em São Paulo.  

 

 

Durante o encontro com autoridades dos Estados Unidos, Canadá, Rússia, China, Portugal, Singapura, França, Alemanha, Inglaterra, Suécia, Argentina, entre outros, Camargo apresentou um panorama geral do transporte público na América Latina e destacou a cidade de Campinas e o seu potencial econômico, turístico e social. Também apresentou dados da Região Metropolitana (RMC-Campinas).  

 

 

Os integrantes do Comitê Internacional puderam conhecer a estrutura organizacional da Emdec, suas ações, responsabilidades e diretrizes para a mobilidade urbana nos próximos anos. 

 

 

Camargo ressaltou o papel pioneiro da cidade em temas da mobilidade no Brasil, lembrando a adoção da fiscalização eletrônica digital e da tecnologia de pagamento por cartão nos ônibus do transporte público. A infraestrutura e a operação do transporte foram destacados. Camargo trouxe os dados de passageiros transportados, linhas, táxis, aplicativos, terminais e informações referentes ao BRT. 

 

 

Os participantes fizeram perguntas sobre o Sistema Bus Rapid Transit (BRT) – que vem sendo implantado, a integração entre os transportes, os dados de movimentação e Origem-Destino dos passageiros, e ainda sobre as ciclovias. 

 

 

Os participantes discutiram, ainda, a elaboração de dois documentos: um para orientar as autoridades sobre “Como ajudar na Sustentabilidade das Cidades”; e outro sobre “Como trazer passageiros que foram perdidos de volta ao sistema de transporte público”. 

 

 

A UITP tem o seu escritório central localizado em Bruxelas (Bélgica) e mais de 135 anos de história (foi fundada em 1885). 

 

Continue Lendo

Geral

Expresso Solidário inaugura roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas

Publicado

em

Por

Um grupo de 115 jovens, adultos e idosos embarcou no Expresso Solidário, passeio turístico de trem que partiu na tarde desta sexta-feira, dia 24 de setembro, da Estação Cultura de Campinas rumo a Valinhos. Foi a estreia do futuro roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas. A viagem foi uma realização das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo e de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

 

 

O Expresso Solidário contou com a participação de 20 jovens do Programa Juventude Conectada, 35 da Associação Beneficente Boa Amizade, entidade localizada no Jardim Eulina, e 60 da Guardinha Campinas. O grupo estreou o passeio de trem turístico pelo Vale das Frutas.

 

 

O Expresso Solidário é um projeto idealizado pelo Vale das Frutas Convention & Visitors Bureau e pela Associação de Preservação Histórica de Valinhos (APHV). A operação fica a cargo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), organização sem fins lucrativos com expertise na operação de trens turísticos e tem apoio da Rumo Logística, concessionária do trecho entre Jundiaí e Campinas.

 

Juventude Conectada

 

O Juventude Conectada de Campinas prevê a formação e atuação de jovens de 15 a 29 anos com oferta de bolsas pedagógicas e uma grade de formação em cidadania e desenvolvimento pessoal, cultura digital e gestão de telecentros, preparando esse jovem para atender o público do telecentro com a realização de oficinas e acesso livre à internet bem como, para o exercício da cidadania e o mercado de trabalho.

Continue Lendo

Populares