Connect with us

Geral

Comércio de rua funcionará das 9h às 19h em Campinas e ACIC estima que 13º salário injete R$ 1,9 bilhão na economia local

Publicado

em

Os comerciantes, que já esperavam a ampliação do horário do funcionamento em dezembro para as vendas de Natal, terão que limitar o atendimento a 10 horas diárias e a 40% da capacidade de cada estabelecimento. O Departamento de Economia da Associação espera um incremento nas vendas com o recebimento, pelos consumidores, da segunda parcela do 13º.

Obedecendo às regras da Fase Amarela do Plano São Paulo que determinam o funcionamento de estabelecimentos comerciais por, no máximo, 10 horas diárias em todo o Estado, a partir de amanhã, 3 de dezembro, o comércio de rua de Campinas permanecerá aberto das 9h às 19h, de segunda a sábado, e das 9h às 17h, aos domingos. O horário havia sido escolhido por 80% dos comerciantes que participaram da consulta feita diretamente pela presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), Adriana Flosi. Já no feriado de 8 de dezembro, conforme acordo coletivo definido no início do ano, o comércio deverá funcionar das 9h às 17h.  

No entanto, em respeito aos 20% que preferiam a abertura das 10h às 20h, a presidente da ACIC encaminhou ao prefeito Jonas Donizette o resultado da consulta e sugeriu que os comerciantes de rua, a exemplo dos shoppings centers, tenham a liberdade de escolher o horário de funcionamento, desde que não ultrapasse 10 horas diárias. O pleito foi acatado pelo prefeito. Já os shoppings centers funcionarão em três horários diferentes: Parque D. Pedro, Parque das Bandeiras e Iguatemi, das 12h às 22h; Campinas Shopping, Galleria e Spazio, das 11h às 21h; e Prado Boulevard, das 10h às 20h.

Para Adriana Flosi, o comércio, um dos setores mais prejudicados este ano devido à pandemia da Covid-19, vê-se novamente obrigado a novo sacrifício. “Não são apenas duas horas a menos por dia porque, tradicionalmente, em dezembro, as lojas ampliam o horário de funcionamento para atender à demanda referente ao Natal”, salienta. A presidente da instituição, no entanto, destaca que, ao longo do confinamento devido à pandemia, a ACIC proporcionou diversas palestras e cursos para orientar e preparar os lojistas a oferecerem seus produtos e serviços, comercializando-os também por meio das redes sociais, aplicativos de mensagens instantâneas e e-commerce.

“Como não há previsão de quando a situação se normalizará, a ACIC tem procurado orientar seus associados no sentido de usar as ferramentas disponíveis para movimentar os seus negócios para além da loja física”, lembra. Adriana reforça, mais uma vez, a necessidade de cumprimento das normas sanitárias pelos comerciantes para que a situação não se agrave. “`Pedimos a colaboração de todos, comerciantes e clientes, para que, mesmo com limitações, possamos seguir mantendo os nossos negócios e os empregos”, diz.

Programação

Em dezembro, por exemplo, na sexta-feira, 18, das 8h às 10h, dentro do programa AC Networking Celebrate, a ACIC realizará a palestra “Como diminuir o ciclo de vendas e fechar negócios mais rápido”, proferida por Lucia Haracemiv, fundadora e CEO da DNA de Vendas. Lúcia é uma cientista do “Comportamento do Consumidor”, com mestrado e pesquisas na área pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ela criou uma metodologia inovadora que tem contribuído para melhoria de resultados de Vendas em grandes empresas como General Motors, Google, MRV, Ifood, Resultados Digitais e em mais de 40 segmentos. O evento é gratuito para os associados e, para não sócios, o preço é de apenas R$ 10,00. Inscrições no link https://www.sympla.com.br/ac-networking-celebrate–2020__1042008.

Vendas de Natal

A análise divulgada pelo Departamento de Economia da ACIC, feita no final de novembro, indicava que o faturamento do comércio de Natal em Campinas, em 2020, deveria ser de R$ 2,5 bilhões (queda de R$ 165 milhões em relação à 2019). Na opinião do economista Laerte Martins, diretor da instituição, o retrocesso à Fase Amarela, embora possa afetar as vendas físicas, devem fazer com que as vendas digitais se elevem na mesma proporção

13º salário 

O 13º salário deve movimentar até dezembro de 2020, em Campinas, cerca de R$ 1,9 bilhão. Em 2019, foram R$ 2 bilhões. A queda é de 1,75% em relação ao ano passado. De acordo com a avaliação feita pelo economista da Associação Comercial e Industrial de Campinas, Laerte Martins do montante de R$ 1,9 bilhão, este ano, 55% devem ser direcionados para o consumo; 44% para quitar a inadimplência e 1% para a poupança.

O faturamento do comércio em dezembro deste ano, previsto em R$ 2,6 bilhões, representa uma queda de 3,20% em relação ao faturado em dezembro 2019, que atingiu R$ 2,7 bilhões. A redução será de R$ 87,1 milhões no Faturamento.

Na Região Metropolitana de Campinas (RMC), o recebimento do 13º salário deverá movimentar até o final de dezembro cerca de R$ 4,9 bilhões, contra R$ 5,1 bilhões faturados em dezembro de 2019, indicando uma redução de 3,75%. O economista da ACIC estima que R$ 4,9 bi, cerca de 55,0% deverão ser direcionados para o consumo; 44% para a inadimplência e 1% para a poupança. No faturamento de dezembro deste ano, a previsão é de R$ 6,1 bilhões, que representam um percentual negativo de 3,75%) em relação aos R$ 6,3 bilhões do mesmo período de 2019. A redução é de R$ 223,5 milhões no faturamento de 2020.

Fase Amarela

Na Fase Amarela do Plano SP, a ocupação máxima dos estabelecimentos é limitada a 40% da sua capacidade e o horário de funcionamento é reduzido para 10 horas diárias. Nos shoppings, as praças de alimentação só podem funcionar se estiverem ao ar livre ou em áreas arejadas, assim como bares e restaurantes que deverão encerrar as atividades até às 22h. Todos são obrigados a adotar os protocolos padrões e setoriais específicos. Em Campinas, 40% das lojas estão localizadas em shoppings centers, em diferentes bairros; 35% na região central e 25% na periferia

As mesmas regras valem para os salões de beleza. As academias de ginástica devem ter ocupação máxima limitada a 30% da capacidade do local, e são permitidas apenas as aulas e práticas individuais, estando suspensas as atividades em grupo.

Geral

Região de Campinas regride de fase no Plano SP contra Covid-19

Publicado

em

Por

O governo do estado anunciou nesta sexta-feira(22) que o Departamento Regional de Saúde (DRS-7) de Campinas, vai regredir à fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo, aos finais de semana e feriados, e das 20h às 6h em dias úteis, passando a valer a partir de segunda-feira (25).

Aos sábados, domingos, e todos os dias úteis após às 20h apenas serviços essenciais como padarias, mercados e farmácias podem funcionar. Bares, restaurantes e comércio não poderão abrir.

Fora destes períodos, os municípios da região de Campinas também regrediram da fase amarela para a fase laranja, que não pode, por exemplo, ter a abertura de bares.

De acordo com o governo do estado a taxa de ocupação dos leitos de UTI atingiu 70,4% no Departamento Regional de Saúde (DRS-7), que tem sede em Campinas. O índice indicou que a região deveria mesmo ser reclassificada para a fase laranja.

CONFIRA COMO FICA NA FASE LARANJA

COMÉRCIO:

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específicos

SHOPPINGS E GALERIAS:

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Praças de alimentação: funcionamento de acordo com a categoria do estabelecimento
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específicos

SALÕES DE BELEZA E BARBEARIAS:

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específicos

RESTAURANTES E SIMILARES – CONSUMO LOCAL

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Consumo local e atendimento exclusivo para clientes sentados
  • Venda de bebidas alcóolicas até as 20h
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico

BARES – CONSUMO LOCAL

  • Atividade não permitida

ACADEMIAS E CENTROS DE GINÁSTICA

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Agendamento prévio e hora marcada
  • Permissão apenas de aulas e práticas individuais, suspensas as aulas e práticas em grupo
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específicos

EVENTOS, CONVENÇÕES E ATIVIDADES CULTURAIS

  • Capacidade 40% limitada
  • Horário reduzido (8 horas): Após as 6h e antes das 20h
  • Obrigação de controle de acesso, hora marcada e assentos marcados
  • Assentos e filas respeitando distanciamento mínimo
  • Proibição de atividades com público em pé
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico

OUTRAS ATIVIDADES QUE GEREM AGLOMERAÇÃO

  • Não Permitido

Continue Lendo

Geral

Sanasa fará obra de melhoria na região do Jardim Ouro Verde

Publicado

em

Por

A Sanasa informa que, em continuidade aos trabalhos de melhoria na oferta e distribuição de água da cidade, fará o serviço de interligação de redes.

Para isso, será necessário interromper o fornecimento de água na terça-feira, dia 26 de janeiro, das 8h às 17h, para os bairros Jardim Ouro Verde e Vila Aeroporto. 

A Sanasa recomenda aos moradores que façam a reserva antecipada ao período, para que não falte água. 

Continue Lendo

Geral

Trecho da Eduardo Lane será interditado de 28 até 30 de janeiro

Publicado

em

Por

Entre os dias 28 e 30 de janeiro, quinta-feira a sábado da próxima semana, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) interditará totalmente o tráfego de veículos em trecho da Rua Eduardo Lane, no Bairro Vila Nova. Nos dias 28 e 29, o fechamento será no período das 8h até as 13h. Já no dia 30, o bloqueio começa às 8h e se estende até as 18h.  

 

 

 

A interdição da Rua Eduardo Lane será no trecho entre as vias Gonçalves Cézar e Dr. Pelágio Lobo. O local recebe trabalhos de poda e extração de árvores de grande porte, sob responsabilidade da empresa Plana Reflorestamento. 

 

 

 

A Emdec programou desvio pelas vias Gonçalves Cézar, Clóvis Bevilácqua e Dr. Pelágio Lobo. Agentes da Mobilidade Urbana monitoram o local da interdição, visando preservar a segurança viária.  

 

 

 

Para informações de trânsito e sugestões, acesse os canais do Fale Conosco Emdec, pelo telefone 118, site (portal.emdec.com.br/faleconosco) ou baixe o aplicativo “Emdec”, disponível para download no Google Play (sistema operacional Android) e App Store (sistemas operacionais iOS).  

Continue Lendo









<





Populares