Connect with us

Geral

Circuito de cinema no MIS traz seleção diversificada de títulos

Published

on

Julho chega com uma programação eclética no Circuito MIS de Cinema. Com temáticas distintas, a seleção traz ao público longas e curtas com assinaturas de importantes diretores brasileiros e internacionais, como Luis Buñuel, Guillermo Del Toro, Alfred Hitchcock, Walter Salles, Andrei Tarkóvski, Isao Takahata, entre outros nomes de destaque da cinematografia.  
Após as exibições há debate com o público. 
Confira a programação: 
Terça-feira, 3 de julho, 14h 
O TÚMULO DOS VAGALUMES 
direção de Isao Takahata 
Um dos filmes mais assistidos no Japão, Túmulo dos Vagalumes narra a história de dois irmãos que perdem tudo durante a Segunda Guerra Mundial. Este filme conta o outro lado da Guerra, sendo considerado um clássico. Japão, 1988. Colorido, 93 min. Classificação indicativa: Livre.  
Mostra: Jia Zhang-me 
Terça-feira, 3 de julho, 19h30 
JIA ZHANG-KE – UM HOMEM DE FENYANG  
Direção: Walter Salles 
Sinopse: Um retrato afetivo do jovem realizador chinês Jia Zhangke que, para muitos, se tornou um dos mais importantes cineastas de nosso tempo. Jia Zhangke volta aos locais onde rodou seus filmes, junto com seus atores, amigos e colaboradores mais próximos para relembrar as fontes de inspiração dos seus filmes. É a memória de um cineasta e também da China, um país em convulsão que se desvenda pouco a pouco. Brasil, China, França, 2014, 105 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Sessão da tarde especial de férias
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira 
Quinta-feira, 5 de julho, 14h
EXTRAORDINÁRIO 
direção de Stephen Chbosky 
Sinopse: Auggie Pullman é um garoto que nasceu com uma deformidade facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele irá frequentar uma escola regular, como qualquer outra criança, pela primeira vez. No quinto ano, ele precisa se esforçar para conseguir se encaixar em sua nova realidade. EUA, 2017. Colorido, 113 min. Classificação livre. 
MODIVE-SE 
Quinta-feira, 5 de julho, 19h30 
Rapaz em Amarelo 
Direção: Lucas Hossoe – 20’ 
Brasil, 1981. Rodolfo sente os limites entre sua vida privada e profissional tornarem-se cada vez mais tênues quando o jovem Alberto é contratado na pequena Lima Advogados Associados. Não recomendado para menores de 12 anos. 
MAR DE CIÚMES 
Estados Unidos 
Direção: Reid Waterer – 13’ 
Quando Carlos descobre fotos que seu namorado fez de um modelo masculino nu, ele fica morrendo de ciúmes. Não recomendado para menores de 12 anos. 
AQUILO QUE ME OLHA
Brasil 
Direção: Felippy Damian – 25’ 
Vocalista metalhead transexual, Belladona está empenhada em acertar seu cotidiano. Entre impulsos e ritos, sente seus dias degringolarem encontrando pessoas de seu passado. Em episódios de delírios ou absurdos reais, ela irá projetar suas inquietações. Não recomendado para menores de 12 anos. 
ALCOBAS BLANCAS
Espanha 
Direção: Gabriel Moran – 3’ 
Gestos, movimentos e ações que permitem dar o valor de cada uma das palavras do poema “Busco Tu Piel Inconfesable” de Antonio Gamoneda. Um piscar de olhos pode definir tudo. Não recomendado para menores de 12 anos. 
VANILLA 
Brasil 
Direção: Leo Tabosa -13’ 
Olhe a sua volta. Tudo que você vê e toca pode ter o gosto de baunilha. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Ciclo Cinema & Literatura 
Curadoria Ricardo Pereira 
Sexta-feira, 6 de julho, 19h30 
JAKOB, O MENTIROSO 
Direção de Frank Beyer 
Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, Jakob é um judeu polonês preso num gueto ao lado de outras centenas de famílias. Detido por violar o toque de recolher, vai parar numa cela e lá tem acesso a uma rádio da Gestapo. Baseado no romance homônimo de Jurek Becker. Alemanha, 1975. Colorido, 100 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Sábado, 7 de julho, 17h 
1917: A GREVE GERAL 
Direção: Carlos Pronzato 
Sinopse: A primeira greve geral do Brasil, ocorrida em julho de 1917, promovida por organizações operárias de origem anarquista, foi uma das mais abrangentes e longas da História do Brasil. Fato histórico, muitas vezes, omitido ou deturpado nas salas de aula. O documentário, através de entrevistas a especialistas e estudiosos do tema, possibilita uma necessária e atual reflexão sobre as lutas dos trabalhadores brasileiros. Brasil, 2017, 90 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Cursinho PROMETHEUS 
Sábado, 7 de julho, 19h30 
CORRA – Get Out
direção: Jordan Peele 
Sinopse: Inesperado sucesso de crítica e bilheteria nos EUA, esse terror traz como protagonista jovem afro-americano (Daniel Kaluuya) que vai conhecer a família liberal da namorada branca (Allison Williams) e descobre um segredo assustador. EUA, 2017. Colorido, 103 min. Não recomendado para menores de 14 anos.  
Ciclo Luis Buñuel 
Curadoria Adriano de Jesus 
Segunda-feira, 9 de julho, 19h30 
SIMÃO DO DESERTO 
Direção: Luis Buñuel 
Sinopse: O roteiro deste filme baseia-se na história de Simão Stilites que, dizem, viveu 37 anos no topo de uma coluna pregando a cristandade, até sua morte em 459 A.C. Luiz Buñuel usa a história para um ataque divertido e cínico contra a religião e o fanatismo. Assim, o personagem central do filme, Simão, é um fanático religioso que passa sua vida no alto de sua coluna, no meio do deserto, rezando, pregando pela salvação, abençoando os peregrinos e ditando regras de conduta. O demônio, disfarçado, tenta seduzi-lo o tempo todo… México, 1965, 45min. Não recomendado para menores de 12 anos.
UM BUNUEL MEXICANO  
Direção: Emilio Maillé 
Sinopse: Documentário sobre a produtiva passagem do cineasta espanhol Luis Buñuel pelo México, após ser despedido, em 1946, da Warner Bros., onde supervisionava as versões em espanhol das grandes produções do estúdio, vai para o México, país em que realizará 21 longas-metragens. México/França, 1997, 56min. Não recomendado para menores de 12 anos.
Ciclo”Tributo a Isao Takahata”  
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira 
Terça-feira, 10 de julho, 14h 
MEMÓRIAS DE ONTEM 
direção de Isao Takahata 
Sinopse: Taeko é uma mulher solteira que se dedica apenas ao trabalho. Ela sai de sua nativa Tóquio pela primeira vez e viaja a Yamagata para visitar a família da irmã durante a colheita anual de açafrão-bastardo. Ao longo da viagem, ela começa a questionar se sua vida estressante é o que desejava quando jovem. Japão, 1991. Colorido, 119 min. Classificação indicativa: Livre.  
Mostra: Jia Zhang-me 
Terça-feira, 10 de julho, 19h30 
PLATAFORMA 
Direção: Jia Zhang-me  
Sinopse: Situado em Fenyang, na província de Shanxi, o filme se passa na década de 1980 quando a China inicia a sua abertura política. Centrado em um grupo estatal chinês de teatro e dança, a história acompanha as transformações da compania que refletem as mudanças da população em geral na China diante das variações socioeconômicas. China, 2000, 154 min. Não recomendado para menores de 12 anos.  
Ciclo Ficção Científica 
Curadoria Claudia Amoroso Bortolato, Murilo Ramos A. S. Guimarães e Ricardo Biasoto Manacero 
Quarta-feira, 11 de julho, 19h30 
O PLANETA DOS MACACOS 
Direção: Franklin J. Schaffner  
Sinopse: George Taylor (Charlton Heston), um astronauta americano, viaja por séculos em estado de hibernação. Ao acordar, ele e seus companheiros se veem em um planeta dominado por macacos, no qual os humanos são tratados como escravos e nem mesmo tem o dom da fala. Honraria especial: O Oscar especial dado a John Chambers aconteceu porque na época o Oscar não tinha entre suas categorias a de melhor maquiagem. Assim sendo, como forma de reconhecimento pelo trabalho feito em O Planeta dos Macacos nesta área, resolveu-se por dar a Chambers um Oscar honorário. EUA, 1968, 112 min. Classificação indicativa: Livre  
Sessão da tarde especial de férias
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira 
Quinta-feira, 12 de julho, 14h  
ME CHAME PELO SEU NOME 
direção de Luca Guadagnino 
Sinopse: O jovem Elio está enfrentando outro verão preguiçoso na casa de seus pais na bela e lânguida paisagem italiana. Mas tudo muda com a chegada de Oliver, um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai. Itália/EUA, 2017. Colorido, 132 min. Classificação 16 anos. 
MODIVE-SE 
Quinta-feira, 12 de julho, 19h30  
One Way 
Chile 
Direção: Michelle Cassis – 3’ 
One way… or another… Todos nós nos sentimos como Ruby. Pelo menos uma vez! É como se o mundo inteiro estivesse contra você e … só há uma saída. Siga as regras, eles dizem. Você vai ficar bem, eles dizem. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Luana Muniz – Filha da Lua 
Brasil 
Direção: Leonardo Menezes e Rian Cordova – 78’ 
Longa-metragem documental que revela a intimidade de Luana Muniz, atriz dividida entre a prostituição, a militância LGBT e shows em cabarés. A Rainha da Lapa é conhecida em todo o Brasil pela participação em programas de TV e pela sua inesperada e polêmica aproximação com o padre e cantor Fabio de Melo. Com Alcione, Luis Lobianco, Padre Fabio de Melo, Lorna Washington, entre outros. Não recomendado para menores de 12 anos. 
CINECLUBE OUTUBRO 
Sexta-feira, 13 de julho, 19h30 
PALESTINA 
direção: Simone Bitton 
Sinopse: Este é um documentário montado a partir de imagens de arquivos históricos raros divididos em dois períodos: 1ªparte (1880 – 1950) e 2ªparte1950 – 1991). Mostra fatos desconhecidos da opressão aos movimentos de resistência palestina contra o sionismo de Israel, como greves massivas de trabalhadores. Além de revelar o que está por trás da antiga e árdua luta estre palestinos e israelitas. Excelente para se formar um ponto de vista à respeito e conhecer as raízes dos enfrentamentos atuais. França, 1988, 79 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
MODIVE-SE  
Sábado, 14 de julho, 16h30
MARIA ADELAIDE
Brasil 
Direção: Catarina Almeida – 15’ 
Maria Adelaide, retirante nordestina, descobre na cidade grande do Rio de Janeiro uma identidade que permanecia escondida. Não recomendado para menores de 12 anos. 
URSO +
Brasil 
Direção: Cristiano Souza – 5’ 
Paulo sente atração por ursos. Hugo é um urso carente. Tudo parece ser perfeito até uma condição pode mudar tudo. Não recomendado para menores de 12 anos. 
AINDA NÃO 
Brasil 
Direção: Julia Leite – 21’ 
Nos dias que precedem seu aniversário, Marina recebe a visita de sua mãe. Não recomendado para menores de 12 anos. 
BAILE DE FORMATURA
Brasil 
Direção: Lufe Steffen – 24’ 
BAILE DE FORMATURA é um curta-metragem que mistura documentário com ficção, trazendo relatos verdadeiros ocorridos em bailes de formatura com LGBTs. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Ciclo “Aula de Cinema” 
Curadoria: Ricardo Pereira e Gustavo Sousa 
Sábado, 14 de julho, 19h30 
FAHRENHEIT 451 
direção de François Truffaut 
Sinopse: Adaptação do livro de Ray Bradbury sobre uma sociedade do futuro que baniu todos os materiais de leitura e o trabalho dos bombeiros de manter as fogueiras a 451 graus: a temperatura que o papel queima. Um bombeiro começa a repensar sua função ao conhecer uma jovem encantadora que adora livros. Inglaterra/França, 1966. Colorido, 112 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Ciclo CineMulher 
Curadoria: Promotoras Legais Populares
Segunda-feira, 16 de julho, 19h30 
A LOUCURA ENTRE NÓS 
direção: Fernanda Valleirr.  
Sinopse: Através dos corredores e grades de um hospital psiquiátrico, busca-se personagens e histórias que revelem as fronteiras do que é considerado loucura. Por meio de, principalmente, personagens femininos, o documentário exala as contradições da razão nos fazendo refletir nossos próprios conflitos, desejos e erros. Brasil, 2016. 75 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Ciclo”Tributo a Isao Takahata”  
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira 
Terça-feira, 17 de julho, 14h 
POM POKO – A GRANDE BATALHA DOS GUAXININS 
direção de Isao Takahata 
Sinopse: O crescimento de Tóquio durante os anos 60 originou uma explosão urbanística nos subúrbios; montanhas foram aplanadas e florestas abatidas. Os tanuki, uma espécie de guaxinins, vêem-se ameaçados pelo desenvolvimento dos humanos: a área habitável reduz-se, bem como os recursos alimentares. A falta de comida conduz a guerras internas, mas a sabedoria dos anciões canaliza a energia e a frustração de todos os tanuki contra o inimigo comum: o Homem. Japão, 1994. Colorido, 119 min. Classificação indicativa: Livre.  
Mostra: Jia Zhang-me 
Terça-feira, 17 de julho, 19h30 
EM BUSCA DA VIDA  
Direção: Jia Zhang-me  
Sinopse: A antiga cidade de Fengjie ficou submersa para a construção da represa de Três Gargantas, no rio Yangtze. Han Sanming (Han Sanming) é um trabalhador de minas de carvão que viaja até o local para reencontrar sua ex-mulher, a qual não vê há 16 anos. Simultaneamente Shen Hong (Zhao Tao), uma enfermeira, também retorna a Fengjie, na intenção de procurar seu marido, que não vê há 2 anos. O reencontro com seus esposos trará consequências diferentes para eles. China/Hong Kong/Japão, 2006, 108 min. Não recomendado para menores de 12 anos.  
Curadoria: Cintia Vilas Boas 
Quarta-feira, 18 de julho, 19h30 
WHAT HAPPENED, MISS SIMONE  
Direção: Liz Garbus  
Sinopse: Conheça a vida da cantora, pianista e ativista Nina Simone com gravações inéditas, imagens raras de arquivo, cartas e entrevistas de pessoas próxima da cantora. O documentário retrata uma das artistas mais incompreendidas de todos os tempos. EUA, 2015, 102 min. Não recomendado para menores de 12 anos.  
PROGRAMAÇÃO ESPECIAL/CineTrabalho 
Curadoria: Adriano de Jesus 
Quinta-feira, 19 de julho, 19h30 
NORMA RAE 
Direção: Martin Ritt  
Sinopse: Verão de 1978. Em Hinleyville, uma pequena cidade sulista, a maioria da classe operária trabalha em uma indústria têxtil, cujas condições de trabalho são intoleráveis. Lá também trabalha Norma Rae (Sally Field), uma mãe solteira que vive com os pais, que também são operários da fábrica. De repente vindo de Nova York chega Reuben Warshowsky (Ron Leibman), um sindicalista que, ao tentar arrumar um quarto em uma família de tecelões, conhece Vernon Witchard (Pat Hingle), o pai de Norma. Vernon trata Reuben de forma grosseira, assim como a maioria da cidade, mas isto não o impede de dizer que Vernon é mal pago e está sendo muito explorado. Esta discussão foi vista por Norma, que não dá importância. Logo eles se veriam novamente, primeiro quando ela encontra Reuben se hospedando no motel, onde ela foi se encontrar com um namorado, e logo depois quando Reuben a socorre após ela ter sido agredida, por ter terminado o relacionamento. Deste momento em diante surge entre os dois uma amizade que cresce com o engajamento de Norma na luta sindical, que se inicia quando ouve um discurso de Reuben mostrando as vantagens de serem sindicalizados. Paralelamente se casa com Sonny Webster (Beau Bridges), que entende Norma lutar pela criação do sindicato, mas isto o deixa inseguro, pois ela passa muito tempo com Reuben. Norma Rae é baseado na história real de Crystal Lee Sutton, que liderou uma campanha contra as condições de trabalho oferecidas pela J.P. Stevens Mill. EUA, 1979, 110 min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
CICLO: Revisão do Cinema Brasileiro 
curadoria: Ricardo Pereira 
Sexta-feira, 20 de julho, 19h30. 
ASSALTO AO TREM PAGADOR 
direção de Roberto Farias 
Sinopse: O bando de Tião Medonho rouba 27 milhões de cruzeiros do trem pagador da Central do Brasil, mas decide gastar pouco dinheiro para não despertar suspeitas. Porém, um dos bandidos contraria o combinado. Brasil, 1962. Preto e Branco, 102 min. Não recomendado para menores de 12 anos.  
Ciclo Diversidade Sexual  
Curadoria Cineclube Purpurina 
Sábado, 21 de julho, 16h 
GOD’S OWN COUNTRY  
Direção: Francis Lee 
Sinopse: A tradução do título “o reino de deus” é o nome popular do condado em que se passa a produção. O longa segue os passos de Johnny (Josh O’Connor). Ele mora no interior da Inglaterra com sua avó e seu pai, esse debilitado depois de um enfarto. Após o ocorrido, é Johnny quem deve tomar conta das principais tarefas da fazenda da família, tendo como distração o álcool e sexo casual. O pai então contrata Gheorghe (Alec Secarean), um imigrante romeno que aceita passar uns tempos na fazenda para auxiliar nos inúmeros afazeres. Ainda que inicialmente a relação entre eles seja repleta de tensão e que, existam alguns atritos, o certo é que conforme o tempo passa, as coisas se tornam mais intensas. O filme nos oferece uma construção estética sobre a beleza do silêncio. Reino Unido, 2017,105 min. Não recomendado para menores de 16 anos. 
Ciclo Aula de Cinema 
Curadoria: Ricardo Pereira e Gustavo Sousa 
Sábado, 21 de julho, 19h30 
PACTO SINISTRO 
Direção de Alfred Hitchcock 
Sinopse: Dois completos desconhecidos concordam em matar alguém de quem o outro quer se livrar. O aristocrata Bruno Anthony encomenda a morte do seu odioso pai, e o jogador de tênis Guy Haines quer se divorciar da mulher para se casar com a filha do senador. EUA, 1951. Preto e Branco, 103 min. Não recomendado para menores de 12 anos.  
CINE DEBATE  
Curadoria PES – Mídia e Ativismo 
Segunda-feira, 23 de julho, 19h30 
MUITO ALÉM DO CIDADÃO KANE  
Direção: Simon Hartog  
Sinopse: O documentário é resultado da análise do “suposto” apoio da Rede Globo à ditadura militar brasileira, além da sua parceria ilegal com o grupo americano Time Warner. O longa apresenta as tentativas de manipulação da emissora de Roberto Marinho, como o auxílio dado à tentativa de fraude nas eleições fluminenses de 1982, para impedir a vitória de Leonel Brizola, a cobertura tendenciosa do movimento das Diretas-Já, em 1984, e da articulação da emissora para favorecer o candidato Fernando Collor nas eleições presidenciais. Esse documentário denuncia o monopólio da informação e do uso político deste, exercido no Brasil pela mídia em geral e pela Rede Globo em particular. O filme foi produzido de forma independente com apoio da BBC, TV pública britânica, e se baseia nos trabalhos de Romero Machado “A fundação Roberto Marinho” e Daniel Herz “A história secreta da Rede Globo”, que documentam os processos de formação e funcionamento da referida empresa. Reino Unido,1993,93min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Ciclo”Tributo a Isao Takahata” 
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira  
Terça-feira, 24 de julho, 14h 
MEUS VIZINHOS, OS YAMADAS 
direção de Isao Takahata 
Sinopse: A família Yamada é uma família como todas as outras, com os mesmos dilemas, alegrias e descobertas. Os pais lidam com cada situação com humor, tentando demonstrar todo o amor que sentem pelos filhos. Japão, 1999. Colorido, 104 min. Classificação indicativa: Livre.  
Mostra: Jia Zhang-me 
Terça-feira, 24 de julho, 19h30 
UM TOQUE DE PECADO 
Direção: Jia Zhang-me  
Sinopse: Na China dos dias contemporâneos, quatro pessoas de regiões e classes sociais muito distintas se cruzam. A história, descrita como um “road movie com cenas de ação”, passa tanto pela barulhenta metrópole de Guangzhou quanto pela calma província rural de Shanxi. China,Japão, 2013, 130 min. Não recomendado para menores de 12 anos 
Ciclo Ficção Científica 
Curadoria Claudia Amoroso Bortolato, Murilo Ramos A. S. Guimarães e Ricardo Biasoto Manacero 
Quarta-feira, 25 de julho, 19h30 
SOLARIS  
Direção: Andrei Tarkóvski  
Sinopse: O famoso psiquiatra Kris Kelvin (Donatas Banionis) vai à estação espacial Solaris com uma importante missão científica: decidir se deve o trabalho realizado de investigação sobre um misterioso planeta deve continuar. Ao chegar à estação Kelvin já é surpreendido pelo suicídio de um dos integrantes da tripulação, sendo que outros dois, Snaut (Jüri Järvet) e Sartorius (Anatoli Solonitsyn), estão à beira da loucura. Com o tempo o próprio Kelvin passa a se sentir estranho, tendo transes oníricos onde vê sua ex-esposa Hari (Natalya Bondarchuk), falecida há anos. Grande Prêmio do Júri e Prêmio FIPRESCI no Festival de Cannes de 1972. URSS, 1972, 167 min. Não recomendado para menores de 12 anos 
SESSÃO DA TARDE ESPECIAL DE FÉRIAS 
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira 
Quinta-feira, 26 de julho, 14h  
A FORMA DA ÁGUA 
direção de Guillermo Del Toro 
Sinopse: Elisa é uma zeladora muda que trabalha em um laboratório onde um homem anfíbio está sendo mantido em cativeiro. Quando Elisa se apaixona pela criatura, ela elabora um plano para ajudá-lo a escapar com a ajuda de seu vizinho. EUA, 2017. Colorido, 123 min. Não recomendado para menores de 14 anos 
Quinta-feira, 26 de julho, 19h30 
VULCANO – OS PORTAIS DO INFERNO SE ABREM 
Direção: Rodiney Assunção Wladimyr Cruz  
sinopse: O registro dos 35 anos de história da maior banda de Metal Extremo do Brasil:Vulcano, lendária banda santista, pioneira no estilo de metal extremo na América Latina. Brasil, 2016, 188 min. Não recomendado para menores de 12 anos 
Ciclo Diversidade Cultural, outras linguagens; outros olhares 
Curadoria Adriano de Jesus 
Sexta-feira, 27 de julho, 19h30 
ISSO NÃO É UM FILME  
Direção: Jafar Panahi,Mojtaba Mirtahmasb 
Sinopse: Condenado pela justiça do Irã, o cineasta Jafar Panahi aguarda em prisão domiciliar pelo resultado de sua sentença no tribunal de apelação. Este “não filme” retrata um dia nesta difícil rotina do diretor. O filme teve sua première mundial no Festival de Cannes e chegou até o evento graças a uma operação clandestina, em que o co-diretor Mojtaba Mirtahmasb, conseguiu contrabandear uma cópia do filme num pen drive escondido dentro de um bolo. Irã, 2011, 74min. Não recomendado para menores de 12 anos.  
Sábado, 28 de julho, 17h 
ARIRANG 
Direção: Ki-duk Kim  
Sinopse: Após o filme ‘Sonho’, o diretor coreano Kim Ki-duk se impôs um autoexílio. Apesar de muitas solicitações da imprensa, dos fãs e da indústria do cinema, ele preferiu ficar incomunicável num casebre simples. As razões para este homem que realizou quinze filmes em doze anos silenciar por três outros são informadas por ele neste documentário, que Kim chama de drama, entre as quais um acidente que quase vitimou a atriz principal de ‘Sonho’ no set e a traição de seus assistentes que o abandonaram em busca do sucesso. Coreia do Sul, 2011,100 min. Não recomendado para menores de 14 anos. 
Ciclo Aula de Cinema 
Curadoria: Ricardo Pereira e Gustavo Souza 
Sábado, 28 de julho, 19h30 
OS ANOS DE CHUMBO 
direção de Margarethe Von Trota 
Sinopse: Juliane (Jutta Lampe) e Marianne (Barbara Sukowa) são filhas de um pastor protestante, elas se afastam da severidade religiosa de seus pais para lutar pelos direitos das mulheres. Enquanto Juliane se torna uma jornalista engajada, sua irmã faz parte de uma organização terrorista. Quando Marianne é presa, Juliane decide ajudar a irmã, apesar das diferentes opiniões sobre como viver. Alemanha, 1981. Colorido, 106 min. Não recomendado para menores de 12 anos 
Ciclo Mensal CATAVENTO  
Segunda-feira, 30 de julho, 19h30 
CORPO ELÉTRICO  
Direção: Marcelo Caetano  
Sinopse: Elias (Kelner Macêdo) é assistente numa confecção de roupas no centro de São Paulo. Ele mantém pouco contato com a família na Paraíba e passa seus dias entre os tecidos do trabalho e encontros com homens. O fim do ano traz reflexões sobre possibilidades de futuro, reconexões com o passado e muitas horas extras, que acabam por aproximá-lo dos colegas da fábrica e consequentemente inseri-lo em novos círculos de amizade e cenários. Brasil, 2017, 94min. Não recomendado para menores de 16 anos.  
Ciclo”Tributo a Isao Takahata”  
Curadoria Andreia Reis e Ricardo Pereira 
Terça-feira, 31 de julho, 14h 
O CONTO DA PRINCESA KAGUYA 
direção de Isao Takahata 
Sinopse: Kaguya era uma bebê que foi encontrada dentro de um tronco de bambu brilhante. Passado o tempo, ela se transforma em uma bela jovem que passa a ser cobiçada por cinco nobres, dentre eles, o próprio imperador. Japão, 2013. Colorido, 137 min. Classificação indicativa: Livre. 
Ciclo “Fernando Coni Campo, o Champs” 
Curadoria João Antonio Buhrer / Carlos Tavares 
Terça-feira, 31 de julho, 19h30 
LADRÕES DE CINEMA 
Direção: Fernando Coni Campo 
Sinopse: Depois de assaltarem uma equipe de filmagens de Hollywood, um grupo de moradores de uma comunidade do Rio de Janeiro resolvem produzir um filme que expressasse a realidade do Brasil – com o tema da Inconfidência Mineira. Brasil, 1977, 127min. Não recomendado para menores de 12 anos. 
Serviço 
Circuito de Cinema 
Local: Museu da Imagem e do Som (MIS). 
Rua: Regente Feijó, 859, Centro – Campinas. Telefone (19) 3733 8800. 
Entrada gratuita – (32 lugares). 

Geral

Prefeito recebe ministro em cerimônia na EPAR Boa Vista nesta sexta, 23

Published

on

By

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, e o presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães, participaram na manhã desta sexta-feira, 23 de julho, da cerimônia de apresentação da Estação Produtora de Água de Reúso – EPAR Boa Vista. O evento contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e do secretário nacional de Saneamento, Pedro Maranhão.

 

 

 

 

A obra beneficia uma população de aproximadamente 55 mil moradores de 30 bairros de Campinas. A EPAR tem capacidade para tratar 180 litros de efluentes por segundo. O esgoto, tratado por meio de membranas ultrafiltrantes, resulta em água de excelente qualidade, que pode ser aproveitada como água de reúso com 99% de grau de pureza. Com a operação dessa unidade, a Estação de Tratamento de Esgoto Vó Pureza será desativada.

 

 

 

 

A EPAR Boa Vista faz de Campinas o primeiro município com mais de 500 mil habitantes a atingir 100% da capacidade instalada para o tratamento de esgoto. “Esta estação é inovadora, um exemplo de ação que gostaríamos que fosse multiplicada em outras cidades brasileiras. Além de tratar o esgoto de forma adequada, está produzindo uma água de qualidade que poderá desde retornar aos rios até ser usada na agricultura ou em aplicações mais nobres. Estou bem impressionado”, elogiou o ministro.

 

 

 

De acordo com o prefeito Dário Saadi, a obra impacta, principalmente, no desenvolvimento sustentável. “Podemos tratar o esgoto, que é fundamental para o meio ambiente, e produzir água de reúso que, além de ser destinada ao Ribeirão Boa Vista mais limpa, pode ser usada na indústria e em outros lugares”, comemorou.

 

 

 

 

De acordo com o presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães, a EPAR representa um avanço no tratamento terciário de esgoto. “Devolvemos aos rios água de muito melhor qualidade do que aquela que nós captamos para abastecer a nossa cidade. Recentemente, assinamos outro contrato de financiamento com a Caixa para a modernização da ETE Anhumas, que será transformada em estação produtora de água de reúso. Quando esse empreendimento estiver pronto, Campinas tratará, em caráter terciário, cerca de 70 por cento do esgoto produzido na cidade”, anunciou.

 

 

 

 

O investimento total da obra na Boa Vista foi de R$ 68.458.591,90, sendo R$ 45.998.479,18 financiados pelo PAC FIN/FGTS, e R$ 22.460.112,72 como contrapartida da Sanasa. O trabalho foi executado pelo consórcio formado pelas empresas Enfil e Augusto Velloso, escolhido por meio de licitação internacional. A obra teve início em 1º de março de 2016 em uma área de 90 mil metros quadrados. A EPAR Boa Vista leva o nome do córrego que margeia a estação.

 

 

 

Liberação de recursos

 

Durante o evento, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinou a liberação de recursos nos valores de R$ 126 milhões para obra de melhorias e modernização da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Anhumas.

 

 

Também foram liberados R$ 129,5 milhões para a implantação do sistema de esgotamento sanitário que ligará a bacia do Samambaia, em Campinas, à Estação Produtora de Água de Reúso (EPAR) Capuava, em Valinhos.

Continue Reading

Geral

Praças, teatros e museus voltam a receber público a partir de segunda, 26

Published

on

By

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo informa os horários de funcionamento dos museus, teatros, bibliotecas, casas de cultura, a partir desta segunda-feira, 26 de julho. Os horários foram definidos após o decreto publicado no Diário Oficial nesta sexta-feira, dia 23 de julho, que convoca todos os servidores municipais de Campinas da Administração direta e indireta para o retorno ao trabalho presencial.

 

 

 

O decreto também estabelece a retomada de atendimento presencial ao público. Assim, os espaços culturais também voltam a atender o público, obedecendo aos protocolos para proteção contra a Covid-19, com distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel. 

 

 

 

Confira o horário de cada espaço:

 

 

Museu de Arte Contemporânea “Jose Pancetti” (MACC)

 

Terça a sexta, das 9h às 17h

 

Sábado, das 9h às 12h

 

Fechado aos domingos e feriados

 

 

 

Museu de História Natural, Aquário e Casa do Animais Interessantes (MHN)

 

Quarta a domingo, das 9h às 12h e das 13h às 17h

 

Fechado às segundas, terças e feriados

 

 

 

 

Museu da Imagem e do Som (MIS)

 

Segunda a sexta, das 9h às 17h

 

Fechado aos sábados, domingos e feriados

 

 

 

 

Museu do Café (MUCA)

 

Terça a sexta, das 10h às 17h

 

Sábado, das 9h às 15h

 

Fechado aos domingos, segundas e feriados

 

 

 

 

Museu Dinâmico de Ciências e Planetário (MDCC)

 

Visitas ao Museu:

 

Terça a sexta – 9h às 16h30 (mediante agendamento prévio)

 

 

 

Sessões do Planetário:

 

Segunda a sexta – 9h, 10h30, 14h e 15h30

 

Fechado aos sábados

 

Domingo – 15h (infantil) e 16h

 

 

 

 

Museu da Cidade (Casa de Vidro)

 

Terça a sexta, das 10h às 17h

 

Sábado, das 10h às 15h

 

Fechado aos domingos, segundas e feriados

 

 

 

 

Centro de Cultura Caipira – Museu da Cidade

 

Agendamento conforme programação de eventos no local (oficinas e palestras)

 

 

 

 

Observatório Municipal “Jean Nicolini”

 

Terça a sexta, das 15h às 21h

 

Domingo, das 17h às 21h

 

Fechado aos sábados e segundas-feiras

 

 

 

 

Casa de Cultura Andorinhas   

 

Segunda a sexta, das 9h às 17h

 

 

 

 

Casa de Cultura de Sousas

 

Segunda a sexta, das 9h às 17h

 

 

 

 

Casa de Cultura Itajaí

 

Segunda a sexta, das 9h às 17h

 

 

 

 

Centro Cultural Casarão

 

Segunda a sexta, das 9h às 17h

 

Agendamento conforme programação de eventos no local (oficinas, ensaios e apresentações com público limitado)

 

 

 

 

CEU Florence

 

Segunda a sexta, das 8h às 20h

 

Sábados e domingos, das 8h às 17h

 

 

 

 

CEU Esperança

 

Segunda a sexta, das 8h às 20h

 

Sábados e domingos, das 8h às 17h

 

 

 

Bibliotecas

 

Segunda a sexta, das 11h às 17h

 

 

 

 

Estação Cultura

 

Exposições – das 8h às 18h

 

Ensaios e oficinas – das 10h às 22h

 

 

 

 

Auditório “Beethoven” (Concha Acústica)

 

Conforme horário do Parque e programação do dia

 

 

 

 

Teatro Carlito Maia

 

Quarta a domingo 9h às 17h, conforme horário do Bosque e programação do dia

 

 

 

 

Espaço Cultural “Maria Monteiro”

 

Segunda a sábado, das 8h às 21h

 

Domingo, das 8h às 20h

 

 

 

 

Teatro Municipal “José de Castro Mendes”

 

Quarta a domingo, conforme horário agendado da programação

 

Bilheteria: das 16h às 21h

Continue Reading

Geral

Prefeitura faz audiência pública virtual da PPP do Lixo nesta sexta-feira

Published

on

By

A Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Serviços Públicos, fez a audiência pública virtual, transmitida pelo YouTube, para a apresentação da PPP (Parceria público-privada) dos Resíduos Sólidos Urbanos, a PPP do Lixo, na manhã desta sexta-feira, 23 de julho, coordenada pelo secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella. O vice-prefeito, Wanderley de Almeida abriu a audiência. A apresentação foi feita pelos assessores técnicos da Secretaria de Serviços Públicos, Fernando Carbonari e Paulo Adani. A audiência foi aberta a perguntas. Algumas serão respondidas por e-mail nos próximos dias. 

 

 

 

 

“O fruto desta PPP é conseguir excelência na destinação dos resíduos. Este é um desafio não apenas para Campinas, é um desafio para o país e o mundo. O modelo atual está saturado. A audiência é uma oportunidade para que todos tomem conhecimento e possam opinar”, disse o vice-prefeito e secretário de Relações Institucionais, Wanderley de Almeida 

 

 

 

 

O projeto da PPP prevê a concessão administrativa dos serviços de gestão integrada de resíduos sólidos urbanos (RSU) em Campinas, por um período de 30 anos, com o valor de investimento estimado, pelo parceiro, em mais de R$ 930 milhões, com o objetivo de implementar um novo modelo de gestão do lixo na cidade, mais sustentável, com ampliação dos serviços e maior reaproveitamento de todos os tipos de resíduos, de forma a reduzir significativamente a quantidade de material encaminhada ao aterro sanitário. A expectativa é que o edital seja publicado em 20 dias. 

 

 

 

 

“Hoje damos o pontapé neste processo de PPP, que tem como objetivo fazer as grandes transformações da destinação dos resíduos sólidos. É o cumprimento da lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que obriga os municípios a tratar os resíduos e conclama pelo reaproveitamento dos materiais, o que chamamos de sustentabilidade. O grande desafio do século 21 é o de transformar e é fundamental que o setor público esteja aliado ao privado e, por isso, uma parceria público-privada ”, considerou o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella.

 

 

 

“O processo está amadurecido e Campinas retoma a liderança quando o assunto é resíduos sólidos”, disse o secretário do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Rogério Menezes.

 

 

 

Para isso, os serviços já existentes serão ampliados e modernizados, gradativamente, e outros serão integrados: 

 

Coleta domiciliar – terá ampliação da coleta mecanizada (contêineres) e em áreas de difícil acesso (área rural e comunidades).

 

Coleta seletiva – ampliação da área de coleta seletiva no porta a porta; aumento do número de ecopontos; aporte financeiro e treinamento às cooperativas de reciclagem; ampliação de material reciclável coletado e de cooperativas. 

 

Limpeza urbana – ampliação do serviço de varrição e de lavagem; implementação de varrição mecanizada e contêineres subterrâneos; ampliação e modernização de limpeza de bocas de lobo.

 

Civar (Centro Integrado de Valorização dos Resíduos) – será instalado em área do complexo Delta, com maquinário para separar mecanicamente materiais recicláveis, orgânicos e rejeitos. Os materiais serão reaproveitados ao máximo e somente rejeitos irão para o aterro. Implantação de unidade de produção de combustível derivado de resíduos (CDR).

 

Aterro sanitário – encerramento técnico do aterro sanitário Delta A, que atingiu a capacidade em 2014.

 

Também participaram o vereador Juscelino da Barbarense, representando a Câmara dos Vereadores, diretores e funcionários. Dúvidas pelo e-mail [email protected]

Continue Reading

Populares