Connect with us

Geral

China passa a usar testes retais para detectar Covid-19, informa TV estatal

Publicado

em

A China está recorrendo a testes retais para detectar a Covid-19 em indivíduos de risco e em viajantes que chegam do exterior.

O país tem conseguido conter a pandemia com testes em massa e lockdowns onde novos casos são registrados. Mas, nas últimas semanas, surtos locais têm levado autoridades de saúde a testar dezenas de milhares de pessoas pelo método PCR.

As amostras geralmente são retiradas do nariz ou da garganta. Mas moradores de vários bairros de Pequim, onde foram descobertos casos recentemente, têm sido submetidos a testes retais, segundo a emissora pública CCTV.

A medida também está sendo imposta a pessoas em quarentena obrigatória em hotéis, incluindo viajantes do exterior.

O médico Li Tongzeng, do hospital You’an em Pequim, afirmou à CCTV que o teste retal “aumenta a taxa de detecção de pessoas infectadas” porque o coronavírus permanece mais tempo no ânus do que no trato respiratório.

Segundo a TV estatal, os testes retais não serão generalizados porque “não são práticos o suficiente”.

“Considerando que coletar swab anais não é tão conveniente quanto os de garganta, no momento apenas grupos-chave, como aqueles em quarentena, recebem ambos”, afirmou Tongzeng.

Testes em crianças e professores

Mais de mil crianças em idade escolar e professores foram testados em Pequim pelo ânus, pela garganta e pelo nariz na semana passada, além de fazer o teste de anticorpos, segundo a Bloomberg.

Os exames foram realizados após a descoberta de um caso assintomático, de acordo com autoridades locais.

Na segunda-feira (25), passageiros de um voo de Changchun (capital e maior cidade da província de Jilin) para Pequim tiveram de desembarcar após autoridades descobrirem que um pessoa de uma área considerada de alto risco para transmissão do vírus estava a bordo.

Segundo a Bloomberg, os passageiros foram levados a um hotel, onde profissionais de saúde coletaram amostras de nariz e do ânus.

Nas redes sociais, chineses têm reagido aos testes. “Não é muito doloroso, mas é super humilhante”, afirmou um usuário da rede social Weibo.

Restrições a viagens

A China, que já restringiu severamente os voos internacionais desde março de 2020, aumentou as restrições nos últimos meses.

Todas as pessoas que desejam viajar ao país devem apresentar dois testes negativos (PCR e sorológico) antes do embarque e, na chegada e por conta própria, precisam ficar em quarentena por ao menos 14 dias em um hotel.

Nesta quarta-feira (27), Pequim passou a restringir a entrada de viajantes e a exigir teste negativo de Covid-19 mesmo de quem viajar de regiões do país onde há baixa incidência da doença.

Após a chegada, os viajantes autorizados a entrar devem monitorar sua saúde por 14 dias, embora possam se locomover livremente, e serão feitos testes de Covid-19 no 7º e no 14º dia após a chegada.

Viajantes de áreas de alto ou médio risco, onde há mais infecções, estão proibidos de entrar na capital chinesa.

Com informações do G1.

Geral

Sanasa informa fornecimento de água no domingo (07)

Publicado

em

Por

A Sanasa informa que, em continuidade aos trabalhos de melhoria na oferta e distribuição de água da cidade, fará o serviço de capeamento de redes.

Para isso, será necessário interromper o fornecimento de água no domingo, dia 7 de março, das 8h às 17h, para os seguintes bairros: Parque Imperatriz Leopoldina, Vila Nova, Vila Del, Chácara João Hermann, Arruamento Rossi e Borghi, Jardim Dom Bosco e Jardim Brasil. Parte dos bairros Guanabara, Jardim Chapadão, Botafogo e Jardim Nossa Senhora Auxiliadora também será afetada.

A Sanasa recomenda aos moradores que façam a reserva antecipada ao período, para que não falte água.

Continue Lendo

Geral

Campinas recebe mais doses e reabre agendamento para idosos com mais de 77

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Campinas reabriu nesta quinta-feira, dia 4 de março, o agendamento para vacinação contra a Covid-19 para pessoas de 77 a 79 anos de idade que residem no município. O agendamento é obrigatório e deve ser feito prioritariamente pelo site www.vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160.

A reabertura do agendamento foi possível porque o município recebeu novas doses, que foram entregues pela Secretaria Estadual de Saúde. As doses são destinadas para aplicação nessa faixa etária.

Só receberá vacina quem tiver agendado previamente. Os idosos com boas condições de saúde devem optar, no momento do agendamento, pela vacinação nos centros de imunização. Há opção de receber a dose no carro, porém o Departamento de Vigilância em Saúde adverte que o número de vagas é controlado e é destinado exclusivamente para quem já fez o agendamento com essa opção.

No dia marcado, é obrigatório apresentar um documento de identidade com foto e um comprovante de endereço.

Esclarecimento

O pré-cadastro feito no Governo do Estado não garante um agendamento no Centro de Imunização de Campinas e não é uma reserva de doses. Mas é importante para adiantar o preenchimento de dados e tornar o atendimento mais rápido nos locais de vacinação. Para mais informações acesse: www.https://vacina.campinas.sp.gov.br/vacinas/covid-19/pre-cadastro.

Campinas tem cinco Centros de Imunização, sendo que quatro já estão funcionando e o último será aberto no sábado, dia 6 de março. O local já está liberado para receber agendamento.

Confira os endereços dos Centros de Imunização:

Centro de Vivência do Idoso

Endereço: Avenida Dr. Heitor Penteado, s/n – Portão 5 da Lagoa do Taquaral

Emef Caic Zeferino Vaz

Endereço: Rua José Augusto de Mattos, s/n – Parque Residencial Vila União

Casa da Criança Paralítica

Endereço: Rua Pedro Domingos Vitali, 160 – Parque Itália

Clube Círculo Militar

Endereço: Avenida Getúlio Vargas, 200 – Jardim Chapadão

Centro de Imunização Noroeste (antigo prédio da NAED Noroeste) – Rua Augusta Parreira Belintani, s/nº – Vila Castelo Branco (funcionará a partir do próximo sábado, dia 6).

Continue Lendo

Geral

GM e PM trabalharão juntas para evitar aglomerações em Campinas

Publicado

em

Por

A Guarda Municipal de Campinas e o 47º Batalhão da Polícia Militar vão somar esforços para realizar ações preventivas visando conter aglomerações em praças e vias públicas. O trabalho conjunto começa neste sábado. O esquema foi acertado em reunião na tarde de ontem, quarta-feira, dia 3, entre o comando das duas forças de segurança.

Os locais onde vão ocorrer as ações preventivas já foram mapeados pela Guarda Municipal em patrulhamentos anteriores, e identificados pelo Serviço de Inteligência da GM. São praças e ruas que costumam ter reunião de pessoas todo final de semana.

A ideia é intensificar o patrulhamento e colocar viaturas para monitorar as áreas e impedir a formação de fluxo de pessoas. “Vamos otimizar o efetivo e ampliar o patrulhamento, trabalhando juntos, para cobrir mais pontos da cidade. Nossa intenção é agir de forma preventiva, inibindo a formação das aglomerações nas praças”, informou o Secretário de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública de Campinas, Christiano Biggi.

Além da aglomeração, que pode causar propagação do coronavírus, os frequentadores destes locais fazem manobras perigosas com motocicletas. Os veículos são irregulares e de leilão. “Tanto a GM quanto a PM também vão agir para reprimir este tipo de atitude. As manobras dos motoqueiros podem causar acidentes e machucar as pessoas”, disse o secretário.

A GM e a PM vão, ainda, compartilhar informações dos serviços de inteligência. O Serviço de Inteligência da GM vem monitorando redes sociais para identificar possíveis festas clandestinas e essas informações também serão compartilhadas e embasarão as ações.

Continue Lendo









<





Populares