Connect with us

Geral

Ceamo celebra 16 anos com 28 mil atendimentos a 10,6 mil mulheres

Publicado

em

O Centro de Referência e Apoio à Mulher (Ceamo) comemora 16 anos nesta terça-feira, dia 25 de setembro. Para celebrar a data, serão realizadas atividades entre o dia 24 e 26 de setembro incluindo palestras e rodas de conversa, além de festa para as mulheres atendidas no serviço e seus filhos.
O órgão, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, já realizou 28 mil atendimentos desde sua fundação. Como cada mulher pode passar várias vezes pelo serviço, para auxílio e acompanhamento, o total de atendidas passa de 10.600. O trabalho do Centro inclui orientação jurídica, atendimento social, psicológico, além de encontros em grupo.
A secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, ressalta que equipamentos de referência como o Ceamo são fundamentais para facilitar o rompimento do ciclo de violência doméstica contra mulheres. “Sua atuação é importante principalmente para agir preventivamente a essa grave violação de Direitos Humanos e, neste sentido, o CEAMO sempre esteve na vanguarda”.
A Coordenadora do Ceamo e da Coordenadoria da Mulher, Elza Frattini Montali, afirma que é uma grande satisfação comemorar mais um ano de aniversário do Serviço. “Já são 16 anos de trabalho e dedicação no enfrentamento à violência contra a mulher, construindo futuros à luz da liberdade. Acima de tudo, o Ceamo mostra que é possível viver de forma digna quando resgatamos a cidadania”.
Elza destaca que o Ceamo propicia um local de acolhimento, orientação e escuta a mulheres em situação de violência doméstica de gênero, visando romper o ciclo da violência e a reconstrução da sua autoestima. “O aniversário é nosso, mas os parabéns ficam para todas as mulheres que, corajosamente, batalham no dia a dia e em todos os espaços para terem seu valor reconhecido dentro de uma realidade cultural tão machista”.
Programação
As atividades começam com um ciclo de palestras e roda de conversa sobre o “Sistema Jurídico para mulheres em situação de violência doméstica em Campinas”, na segunda-feira, dia 24 de setembro, das 13h às 17h, no auditório do Sindicato dos Comerciários. O evento é voltado para profissionais da área de assistência social, direito e segurança, além de estudantes e demais interessados no tema. O espaço tem capacidade para 80 pessoas e não é necessário fazer inscrição.
A abertura contará com a apresentação da Banda da Polícia Militar e uma mesa com autoridades. Entre outros participantes, estarão presentes a secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, e a Coordenadora do Ceamo e da Coordenadoria da Mulher, Elza Frattini Montali.
Após breve introdução, terão início as palestras da promotora Maria Paula Machado, da Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; delegada Lícia Couto, da 1ª Delegacia da Mulher de Campinas; Maria Helena Jóia, da  2ª Delegacia da Defesa da Mulher; e da advogada Thaís Cremasco, do projeto Mulheres pela Justiça. Após as palestras, haverá uma sessão de perguntas e roda de conversa entre os participantes.
As atividades seguem com uma festa para mulheres atendidas pelo Ceamo e pelo Abrigo Sara M, além de seus filhos. O evento é fechado e será realizado no dia 25 de setembro.
A programação especial se encerra na quarta-feira, dia 26 de setembro, com uma roda de conversa em comemoração aos 16 anos do órgão, das 13h às 17h. O evento reunirá participantes da rede de serviços que atende mulheres em situação de violência em Campinas, como a ONG SOS Ação Mulher e Família, Casa Abrigo SARA M, Programa Guarda Amiga da Mulher da Guarda Municipal de Campinas, Caism Unicamp, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, além de representantes de movimentos da sociedade civil organizada. O evento tem como objetivo a troca de conhecimentos e experiências entre os
participantes. Não é preciso fazer inscrição.
Durante os eventos, haverá arrecadação de doações de produtos de higiene, em especial escova/pente de cabelo, aparelho de barbear, escova de dente, sabonete, shampoo, condicionador, entre outros. Os itens serão destinados a mulheres em situação de violência que utilizam os serviços da rede de proteção à mulher.
Com profissionais das áreas de Psicologia, Serviço Social e Direito, o Ceamo proporciona atendimento humanizado a mulheres em situação de violência de gênero no âmbito doméstico, com o intuito de romper o ciclo de violência. Sua missão é contribuir para a defesa dos direitos humanos das mulheres e a construção da igualdade nas relações de gênero, respeitando as diversidades, na perspectiva de uma cultura de paz.
Localizado na Avenida Francisco Glicério, 1269, 6º andar, no centro de Campinas, o Ceamo funciona das 9 às 17h de segunda a sexta-feira. A unidade pode ser contatada pelos telefones  (19) 3236-3619 / 0800 777 1050, além do e-mail ceamo@campinas.sp.gov.br.
Programação de Aniversário do Ceamo
Ciclo de palestras “Sistema Jurídico para mulheres em situação de violência doméstica em Campinas”
Data: 24 de setembro, das 13h às 17h
Local: Auditório do Sindicato dos Comerciários – Rua Ferreira Penteado, 865, Centro
Não é necessário fazer inscrição
Festa para usuárias do Ceamo e do Abrigo Sara M
Data: 25 de setembro, às 13h
Evento fechado.
Roda de Conversa em comemoração aos 16 anos do Ceamo
Data: 26 de setembro, das 13h às 17h.
Local: Auditório do Sindicato dos Comerciários – Rua Ferreira Penteado, 865, Centro
Não é necessário fazer inscrição

Geral

Campanha da Emdec de prevenção à Covid-19 é levada a agentes e escolas

Publicado

em

Por

A campanha “Em defesa da vida, faça a sua parte!” da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), voltada à prevenção da Covid-19 na mobilidade urbana, está na sua quarta semana de atividades. Neste início de maio, a campanha alcançou novos públicos estratégicos: a comunidade escolar e os agentes da mobilidade urbana da empresa.
 

 

Para as escolas, a Emdec elaborou dois materiais que abordam deslocamentos seguros na pandemia do coronavírus, disponibilizados no endereço eletrônico www.emdec.com.br/maioamarelo. O movimento Maio Amarelo visa a preservar a vida no trânsito, e, em Campinas, também estão sendo incorporados conteúdos de conscientização contra a doença.  

 
 

A Cartilha de Prevenção contra a Covid-19 na Mobilidade de Estudantes e Comunidade Escolar apresenta os cuidados necessários antes de sair de casa, o uso da máscara, a etiqueta respiratória, a higienização das mãos e orientações de prevenção para diferentes modos de deslocamento, seja a pé, de bicicleta, transporte escolar, transporte público, táxi ou viajando por aplicativos, por exemplo.  



Já a publicação Planos de Aula: Prevenção contra a Covid-19 na Mobilidade de Estudantes e Comunidade Escolar sugere, de forma detalhada, atividades a professores da Educação Infantil (para crianças de 4 a 5 anos), Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano), Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio, com ampla indicação de ferramentas e referências, tendo como tema a mobilidade urbana em tempos de coronavírus.  


 

Nas próximas semanas, ainda dentro do Maio Amarelo, as instituições de ensino também receberão materiais sobre circulação segura, cidadania, respeito e responsabilidade no trânsito.  



Agentes da mobilidade urbana  

 
A campanha “Em defesa da vida, faça a sua parte!” também está envolvendo os agentes da mobilidade urbana da Emdec. Na quarta, 5 de maio, agentes que exercem funções de liderança passaram por capacitação com pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, em dois períodos.  


 

O curso virtual “Orientações para os agentes da mobilidade urbana sobre medidas de prevenção e controle da Covid-19” foi apresentado por Priscila de Paula Marques, enfermeira e técnica da Vigilância Sanitária de Serviços Relacionados à Saúde, e Alexandre Beltrami, engenheiro de segurança do trabalho, chefe de setor no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador. Funcionários de outros setores da Emdec e da Saúde também acompanharam as palestras.  


 

“As instruções promovem autoproteção, prevenção e orientação aos munícipes. Este conhecimento será multiplicado pelos líderes aos quase 400 agentes da mobilidade urbana da empresa, que, por sua vez, poderão orientar os cidadãos”, destaca o presidente da Emdec, Ayrton Camargo e Silva. “Também vamos entregar cartilhas impressas e disponibilizar o curso completo aos agentes em uma plataforma de Educação a Distância (EaD)”, explica Camargo.


 

“Estamos reforçando as orientações dos órgãos de saúde junto à população e aos nossos colaboradores, para pleno enfrentamento da Covid-19”, comenta o secretário municipal de Transportes, Vinícius Riverete. “Se as viagens são necessárias, devem ser realizadas com todos os cuidados pelos transportadores, operadores e passageiros”.  

 

Além de Camargo e Riverete, participam das palestras o diretor de Operações da Emdec, Wilson Folgozi de Brito; e a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Paula Bruno von Zuben. Nas próximas quartas-feiras, dias 12 e 19 de maio, ainda estão previstas apresentações para transportadores escolares e os demais funcionários da Emdec.
 

 

Histórico da campanha

 

A campanha “Em defesa da vida, faça a sua parte!”, lançada em abril, desde o início foi direcionada aos usuários do transporte público coletivo. Este público recebeu mensagens nos letreiros de ônibus, na frota do transporte e também nos terminais urbanos, que foram demarcados com orientações de solo para o distanciamento social. As mensagens ainda foram veiculadas na Rádio Educativa.  

 
 

A Emdec também instalou faixas informativas nos terminais urbanos, com alertas sobre higienizar as mãos e objetos tocados; jamais espirrar, tossir ou falar sem máscara; não comer ou beber dentro dos ônibus; e respeitar o distanciamento social.  

 

 
Durante a semana passada, a campanha contou com ações virtuais nas redes sociais da Emdec (Facebook, Instagram e Twitter), além do compartilhamento de mensagens via WhatsApp, focando em públicos específicos.  




O endereço eletrônico www.emdec.com.br/covid-19 (Mobilidade em Campinas na pandemia da Covid-19) traz todas as notícias da empresa relacionadas ao coronavírus, bem como informações de atendimento ao público, links e telefones úteis.

Continue Lendo

Geral

Setransp arrecada mais de 25 toneladas para campanha Campinas Sem Fome

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) enviou nesta quinta, dia 6 de abril, pela manhã, mais 578 cestas básicas para o Banco de Alimentos de Campinas. Foram mobilizados dois caminhões e uma equipe de 11 militares do 2º Batalhão Logístico Leve, que auxiliou no carregamento das cestas ao Banco de Alimentos de Campinas.

Esta é a segunda remessa que a Setransp encaminha para a campanha “Campinas Sem Fome”. Na primeira, em abril, foram entregues 905 cestas.  

Agora, as doações da Setransp somam 1683 cestas básicas, que totalizam cerca de 25,3 toneladas de alimentos e kits de higiene.

Segundo o secretário de Transportes, Vinícius Riverete, esse foi o resultado da mobilização que a Setransp fez com empresários da cidade, que responderam positivamente ao apelo do prefeito Dário Saadi e abraçaram a iniciativa.  

“Ficamos felizes com os esforços e gesto solidário do empresariado de Campinas, que devem servir de inspiração para que outras pessoas continuem as doações. Sabemos que a pandemia não passou e seu impacto na vida dos mais vulneráveis ainda persistirá.”

Outro fator destacado por Riverete é que as doações da Setransp, embora expressivas, não esgotam a mobilização. “Precisamos estar vigilantes permanentemente para reduzir a insegurança alimentar de toda a sociedade que sofre”, afirma o secretário.

Agradecemos, especialmente, ao apoio do empresariado; e, também, do tenente-coronel Vanderson Giacomini Savioli, que colocou a sua equipe à disposição para nos ajudar nesta logística de envio das doações ao Banco de Alimentos; e, ainda, ao próprio Banco, que realizou o transporte.

Continue Lendo

Geral

Campinas tem 81,87% dos leitos de UTI-Covid ocupados nesta sexta, 6

Publicado

em

Por

Campinas conta, nesta quinta-feira, 6 de abril, com 375 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública municipal e particular de saúde. Deste total, 307 estão ocupados, o que corresponde a 81,87%. Há 68 leitos livres nas redes municipal e privada.

Não há espera por leitos Covid-19 de UTI e enfermaria.

Os leitos estão disponibilizados da seguinte maneira:

SUS Municipal: 163 leitos, dos quais 157 estão ocupados, o que equivale a 96,32%. Há 6 leitos livres.

Particular: 212 leitos, dos quais 150 estão ocupados, o que equivale a 70,75%. Há 62 leitos vagos.

SUS Estadual: As informações sobre os leitos do Estado (HC e AME) estão disponíveis no www.saopaulo.sp.gov.br/planosp/simi/leitos/

Continue Lendo







Populares