Connect with us

Geral

CDHU abre credenciamento de empresas para a construção das primeiras 7,2 mil moradias do Programa Nossa Casa

Publicado

em

Serão 7.278 unidades habitacionais nas regiões de Araçatuba,  Araraquara,  Barretos,  Bauru,  Campinas, Franca, Marília, Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), braço operacional da Secretaria de Estado da Habitação, abriu, nesta quinta-feira (31/10), o edital de credenciamento de empresas para a produção das primeiras de 7.278 unidades habitacionais do Programa Nossa Casa, em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Os empreendimentos serão viabilizados pela modalidade Nossa Casa-CDHU, que na primeira etapa irá construir 11 mil moradias, em parceria com a Caixa Econômica Federal, em 114 municípios paulistas. Nesta modalidade, as unidades serão edificadas em terrenos viabilizados pelos municípios. A construção das moradias será realizada com recursos da Caixa e da Secretaria da Habitação, por intermédio da Agência Casa Paulista.

Os imóveis vão atender famílias com renda entre 1,5 a 5 salários mínimos. A Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Agência Casa Paulista, concederá subsídios de até R$ 40 mil, conforme a renda das famílias. Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias. A seleção dos beneficiários será feita pelas prefeituras, com apoio da CDHU.

As 7.278 novas unidades estão distribuídas em 25 lotes de propriedade da CDHU nas regiões de Araçatuba (864 unidades), Araraquara (164 uhs), Barretos (528 uhs), Bauru (443 uhs), Campinas (840 uhs), Franca (323 uhs), Marília (487 uhs), Presidente Prudente (810 uhs), Registro (360 uhs), Ribeirão Preto (480 uhs), São José do Rio Preto (756 uhs), São José dos Campos (37 uhs) e Sorocaba (1.258 uhs).

As empresas interessadas deverão entregar os envelopes com a documentação solicitada no dia 2 de dezembro. A relação das empresas credenciadas, conforme a ordem de classificação, será encaminhada à Caixa, responsável pelas contratações. O edital completo pode ser acessado no site da CDHU – http://www.cdhu.sp.gov.br. A lista dos novos empreendimentos para os quais as empresas irão se credenciar pode ser consultada abaixo.

Programa Nossa Casa – O Nossa Casa foi instituído pelo Decreto estadual nº 64.419 e estima investimento de R$ 1 bilhão na construção 60 mil unidades até 2022. O programa promoverá parcerias entre o Estado, as prefeituras e a iniciativa privada para fomentar a produção de unidades habitacionais para famílias de baixa renda.

Além das 11 mil unidades serão construídas pela modalidade Nossa Casa-CDHU, outras 15.735 serão fomentadas pela modalidade Nossa Casa-Apoio, voltada para entidades e empresas. Neste caso, as entidades e empresas privadas colocam os terrenos à disposição do programa e constroem os empreendimentos.

O programa conta, ainda, com uma terceira modalidade, o Nossa Casa-Preço Social, que viabilizará a construção de moradias a preços reduzidos, abaixo do valor de mercado. Nesta modalidade, as prefeituras farão a oferta dos terrenos, que serão alienados, por meio de licitação, à iniciativa privada. As empresas vencedoras construirão o empreendimento e destinarão parte das unidades a preço social.

Empreendimentos onde serão construídas as 7.278 moradias:

Agudos F (103 uhs)
Alfredo Marcondes E (9 uhs)
Amparo D (38 uhs)
Amparo G (148 uhs)
Anhumas F (48 uhs)
Areiópolis E (73 uhs)
Auriflama F (170 uhs)
Auriflama G (130 uhs)
Bady Bassit B (115 uhs)
Bálsamo B (20 uhs)
Barra do Chapéu B (48 uhs)
Boituva G (116 uhs)
Boracéia G (30 uhs)
Borborema E (24 uhs)
Borebi D (58 uhs)
Caconde F (33 uhs)
Cajati D (65 uhs)
Campos Novos Paulista C (43 uhs)
Canitar C (121 uhs)
Casa Branca K (189 uhs)
Castilho E (128 uhs)
Charqueada C (40 uhs)
Corumbataí D (46 uhs)
Cosmorama F (54 uhs)
Cristais Paulista D (149 uhs)
Cruzália B (130 uhs)
Divinolândia C (80 uhs)
Dourado B (73 uhs)
Estrela D’Oeste I2 (53 uhs)
General Salgado E (70 uhs)
Guaíra J (232 uhs)
Guará F (174 uhs)
Guaraci B (225 uhs)
Guarantã E (152 uhs)
Guaratinguetá G (37 uhs)
Herculândia D (52 uhs)
Iaras C (161 uhs)
Icém E (140 uhs)
Indiaporã I (10 uhs)
Itapetininga L (77 uhs)
Itapira N (11 uhs)
Itapira Q (41 uhs)
Itapuí C (69 uhs)
Itatinga H (127 uhs)
Jaborandi G (71 uhs)
Joanópolis D (135 uhs)
José Bonifácio E (18 uhs)
Juquiá E (35 uhs)
Lucélia G (60 uhs)
Maracaí F (89 uhs)
Mirandópolis D (256 uhs)
Nova Europa E (67 uhs)
Nova Independência H (30 uhs)
Pacaembu F (29 uhs)
Pauliceia D (132 uhs)
Pedranópolis F (48 uhs)
Pilar do Sul D (68 uhs)
Piracaia C (79 uhs)
Planalto E (83 uhs)
Pongaí F (31 uhs)
Pontal D (205 uhs)
Porto Feliz E (197 uhs)
Pratânia E (17 uhs)
Presidente Prudente AB (208 uhs)
Presidente Venceslau G (65 uhs)
Queiroz D (52 uhs)
Registro E (260 uhs)
Riversul E (216 uhs)
Rosana F (100 uhs)
Rubineia D (60 uhs)
Sagres E (50 uhs)
Sales F (20 uhs)
Sandovalina D (109 uhs)
Santa Fé do Sul H (52 uhs)
Santa Rosa de Viterbo G (203 uhs)
Tatuí H (158 uhs)
Turmalina E (26 uhs)
União Paulista C (57 uhs)
Valparaíso F (80 uhs)

* uhs – unidades habitacionais

Geral

Oficina pedagógica discute conteúdos de mobilidade urbana com professores

Publicado

em

Por

A Semana Municipal do Trânsito (Semutran 2021) terá nesta terça-feira, dia 28 de setembro, às 9h, uma oficina pedagógica em que educadores da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) trabalharão conteúdos de educação para a mobilidade com profissionais das redes municipal, estadual e particular de ensino de Campinas. 
A oficina “Educação para Mobilidade na Primeira Infância – Intersetorialidade e Garantia de Direitos no Projeto Político-Pedagógico”, a terceira deste ano, é voltada a escolas da Educação Infantil ao Ensino Médio. Apesar do nome primeira infância, as discussões abrangem todas as faixas etárias de crianças e adolescentes. 
O evento será on-line, pelo Microsoft Teams. Os educadores devem se inscrever até as 23h59 desta segunda-feira, 27 de setembro, pelo formulário eletrônico bit.ly/educacao_mobilidade_pic. O link de acesso é enviado na confirmação da inscrição. 
Programação
Após a abertura, os profissionais da Emdec abordarão o tema “mobilidade e infância”, com estudos e diagnósticos das dificuldades encontradas por crianças, adolescentes e cuidadores no trânsito. 
Entrará em pauta o papel das escolas neste cenário: o que pode ser feito para melhorar a circulação, dentro e fora do espaço escolar?
A mobilidade urbana estaria presente na própria construção do projeto pedagógico da escola, pois envolve questões de acesso, de onde e como vêm os estudantes, aspectos de segurança (viária e pública) e de formação histórica dos bairros.  
Mais informações 
A Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) e a Emdec realizam o encontro em parceria com o Comitê Intersetorial pela Primeira Infância Campineira (PIC). 
Se precisarem de orientações, os educadores podem entrar em contato pelo e-mail [email protected]​​ ou telefone (19) 3772-7123​. 
Acesse a programação completa da Semutran em www.emdec.com.br/semutran2021. 

Continue Lendo

Geral

Campinas ganha destaque na União Internacional de Transporte Público

Publicado

em

Por

 

O presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Ayrton Camargo e Silva, que agora integra o Comitê de Autoridades Internacionais da União Internacional de Transporte Público / Divisão da América Latina (UITP), foi convidado para ser o anfitrião virtual da 49ª Reunião do Comitê, que contou com 20 autoridades mundiais, nesta última semana. 

 

 

A UITP é a única rede mundial que reúne todas as partes interessadas no transporte público e todos os modos de transporte sustentáveis. São mais de 1,8 mil membros no mundo, distribuídos em 16 escritórios, incluindo o da América Latina, que se encontra em São Paulo.  

 

 

Durante o encontro com autoridades dos Estados Unidos, Canadá, Rússia, China, Portugal, Singapura, França, Alemanha, Inglaterra, Suécia, Argentina, entre outros, Camargo apresentou um panorama geral do transporte público na América Latina e destacou a cidade de Campinas e o seu potencial econômico, turístico e social. Também apresentou dados da Região Metropolitana (RMC-Campinas).  

 

 

Os integrantes do Comitê Internacional puderam conhecer a estrutura organizacional da Emdec, suas ações, responsabilidades e diretrizes para a mobilidade urbana nos próximos anos. 

 

 

Camargo ressaltou o papel pioneiro da cidade em temas da mobilidade no Brasil, lembrando a adoção da fiscalização eletrônica digital e da tecnologia de pagamento por cartão nos ônibus do transporte público. A infraestrutura e a operação do transporte foram destacados. Camargo trouxe os dados de passageiros transportados, linhas, táxis, aplicativos, terminais e informações referentes ao BRT. 

 

 

Os participantes fizeram perguntas sobre o Sistema Bus Rapid Transit (BRT) – que vem sendo implantado, a integração entre os transportes, os dados de movimentação e Origem-Destino dos passageiros, e ainda sobre as ciclovias. 

 

 

Os participantes discutiram, ainda, a elaboração de dois documentos: um para orientar as autoridades sobre “Como ajudar na Sustentabilidade das Cidades”; e outro sobre “Como trazer passageiros que foram perdidos de volta ao sistema de transporte público”. 

 

 

A UITP tem o seu escritório central localizado em Bruxelas (Bélgica) e mais de 135 anos de história (foi fundada em 1885). 

 

Continue Lendo

Geral

Expresso Solidário inaugura roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas

Publicado

em

Por

Um grupo de 115 jovens, adultos e idosos embarcou no Expresso Solidário, passeio turístico de trem que partiu na tarde desta sexta-feira, dia 24 de setembro, da Estação Cultura de Campinas rumo a Valinhos. Foi a estreia do futuro roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas. A viagem foi uma realização das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo e de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

 

 

O Expresso Solidário contou com a participação de 20 jovens do Programa Juventude Conectada, 35 da Associação Beneficente Boa Amizade, entidade localizada no Jardim Eulina, e 60 da Guardinha Campinas. O grupo estreou o passeio de trem turístico pelo Vale das Frutas.

 

 

O Expresso Solidário é um projeto idealizado pelo Vale das Frutas Convention & Visitors Bureau e pela Associação de Preservação Histórica de Valinhos (APHV). A operação fica a cargo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), organização sem fins lucrativos com expertise na operação de trens turísticos e tem apoio da Rumo Logística, concessionária do trecho entre Jundiaí e Campinas.

 

Juventude Conectada

 

O Juventude Conectada de Campinas prevê a formação e atuação de jovens de 15 a 29 anos com oferta de bolsas pedagógicas e uma grade de formação em cidadania e desenvolvimento pessoal, cultura digital e gestão de telecentros, preparando esse jovem para atender o público do telecentro com a realização de oficinas e acesso livre à internet bem como, para o exercício da cidadania e o mercado de trabalho.

Continue Lendo

Populares