Connect with us

Geral

Campinas receberá R$ 3,2 milhões para ações de segurança no trânsito

Publicado

em

O prefeito Jonas Donizette participou nesta terça-feira, dia 12, com o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, da assinatura de convênios do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. Foram assinados 11 convênios de municípios com o Detran/SP e o Movimento Paulista, incluindo Campinas, que receberá R$ 3,2 milhões.
Durante o evento, o governador também assinou protocolo de intenções com 36 outros municípios paulistas para que possam aderir ao convênio. O intuito é reduzir pela metade o número de óbitos no Estado. As parcerias envolvem apoio técnico para novos projetos e recursos para melhorias viárias e programas de educação no trânsito.
O governador Geraldo Alckmin ressaltou que os acidentes no trânsito são a terceira maior causa de mortes no mundo inteiro e acontecem principalmente na proximidade das cidades. “Por isso, resolvemos fazer esse programa com o dinheiro das multas. Aquele que comete uma infração vai financiar a segurança no trânsito”. O projeto destinará, no total, R$ 110,5 milhões provenientes de multas aplicadas pelo Detran/SP.
De acordo com o prefeito Jonas Donizette, o objetivo é usar o recurso em ações voltadas à segurança viária. Ele apontou que Campinas vem diminuindo seus índices de mortalidade no trânsito com uma grande campanha, envolvendo a sinalização e estimulando a prudência dos motoristas. “Com esse convênio, Campinas terá R$ 3,2 milhões para investir em áreas de segurança no trânsito, sinalização e parte educacional, para que possamos ter um trânsito cada vez mais seguro. Essa campanha tem a participação do governo do Estado e da Prefeitura de Campinas. Um trânsito mais seguro salva vidas”, reforçou Jonas Donizette.
O conjunto de medidas implantadas e as que ainda serão reforçadas em Campinas abrange ações e projetos nas áreas de educação, engenharia, fiscalização, sinalização, planejamento e controle do trânsito. O recurso obtido por meio do convênio será usado para o incremento da sinalização viária, implantação de semáforos, projetos de reconfigurações geométricas e campanhas educativas com enfoque principal nos pedestres, motociclistas e motoristas de ônibus.
O secretário de Governo do Estado de São Paulo, Saulo de Castro, contou que o convênio abrange 103 cidades, aquelas em que “os indicadores de morte tinham tendência de crescimento. É uma nova política pública cirúrgica na questão dos acidentes”.
Serão 103 cidades a compor o movimento. Elas abrigam 78% da população e registram 69% das fatalidades. A seleção dos municípios foi feita com base na relação entre o número de habitantes e de óbitos em acidentes de trânsito.
Segundo o Movimento Paulista, as fatalidades nos novos 36 municípios conveniados correspondem a 10% das ocorrências do Estado em 2017. Os dados são informados por meio do sistema Infosiga SP, que compila informações mensais de óbitos e acidentes com vítimas nos 645 municípios do Estado.
Dados de acidentalidade em Campinas
Com ações contundentes de monitoramento e fiscalização de trânsito, utilização de pesada engenharia de tráfego na eliminação de gargalos, redução da velocidade em vias com intensa circulação de veículos e pedestres, além de campanhas educativas, Campinas vem reduzindo as mortes no trânsito.
São três anos consecutivos de queda. Em 2013 foram registradas 101 mortes no trânsito urbano campineiro. Em 2014, houve 96 óbitos, representando queda de 4,95%. Em 2015 foram 88 mortes, uma queda de 8,33% em relação à 2014 e de 12,87% em relação à 2013.
O balanço de acidentalidade divulgado pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas S/A (Emdec) em maio de 2017 aponta que no trânsito campineiro ocorreram 74 mortes em 2016. Recuo de 15,90% em relação a 2015; 22,92% em relação a 2014; e de 26,73% em relação a 2013.
Campinas é signatária da Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020 da Organização das Nações Unidas (ONU), lançada em maio de 2011. A cidade encampa, desde 2014, o movimento Maio Amarelo, criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária.
O índice de mortalidade no trânsito urbano em Campinas, para cada grupo de 100 mil habitantes, é de 6,3, comparado com o de países considerados como de primeiro mundo. Neste quesito, Campinas está atrás da Suécia (2,8), Reino Unido (2,9), Espanha (3,7), Alemanha (4,3), Japão (4,7), França (5,1) e Itália (6,1).
No entanto, Campinas fica à frente de Bélgica (6,7), Portugal (7,8), Estados Unidos (10,6), México (12,3), Chile (12,4), Argentina (13,6), Índia (16,6), Colômbia (16,8), China (18,8), Bolívia (23,2), entre outros.
O índice de Campinas de 6,3 mortes no trânsito urbano para cada grupo de 100 mil habitantes também é muito inferior ao registrado pelo Brasil, que é de 23,4.
Os dados de acidentalidade no mundo são da World Health Organization 2015.

Geral

Ações do Toque de Recolher fecham sete comércios e autuam 1 veículo

Publicado

em

Por

A fiscalização para cumprimento do Toque de Recolher resultou no fechamento de sete estabelecimentos e um veículo autuado com base na Lei do Pancadão em Campinas na noite de sexta-feira, 7 de abril.

As fiscalizações ocorreram na região da Praça da Concórdia, na Avenida John Boyd Dunlop (Estação Bela Aliança) e no Balão do Jardim Londres.

Na fiscalização, 383 veículos foram abordados, 1.089 pessoas orientadas e 109 estabelecimentos comerciais fiscalizados, resultando no fechamento de sete dele.

O objetivo da operação é restringir a circulação de pessoas na cidade durante a noite.
A partir deste sábado, 8 de maio, com a prorrogação da fase de transição e flexibilizações no Plano São Paulo até o dia 23 de maio, o toque de recolher passa a valer das 21h01 às 4h59.

Decreto publicado na edição deste sábado do Diário Oficial alterou as penalidades para quem descumprir o Toque de Recolher. Quem descumprir não será mais levado ao distrito policial para eventual apuração de crime contra a saúde pública. Nesse caso, caberá apenas orientação. O encaminhamento ao distrito permanece em relação às festas clandestinas e reuniões familiares com mais de dez pessoas.

Continue Lendo

Geral

Emdec reforça sete linhas e disponibiliza frota reserva nos terminais

Publicado

em

Por

A partir de segunda-feira, dia 10 de maio, sete linhas do sistema de transporte público receberão mais veículos na frota em circulação. Já no sábado, dia 8, e na próxima semana, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) também disponibiliza frota reserva nos principais terminais.


 

As ações buscam atender ao aumento da demanda de passageiros ocasionado pela frequente alternância de fases do Plano São Paulo. Nesse período, a gestão do transporte público realizada pela Emdec é impactada pela conjuntura externa, que implica na variação da demanda de usuários e exige ajustes constantes na operação das linhas.  
 

 

Na segunda-feira, dia 10 de maio, recebem veículos adicionais as linhas 231 (Satélite Íris I), 252 (Parque São Jorge), 253 (Swift / Vila Boa Vista), 265 (Padre Anchieta), 369 (Parque Imperador), 414 (Parque Oziel) e 434 (Nossa Senhora de Lourdes).  



 
Reserva para novo horário

 

Nesta sexta-feira, dia 7 de maio, o governo estadual prorrogou, até o dia 23 de maio, a fase de transição do Plano São Paulo de enfrentamento da pandemia de coronavírus e expandiu o horário de funcionamento de todos os setores até as 21h.  
 

 

Para atender ao novo horário de fechamento dos shoppings centers, neste sábado, dia 8, a Emdec mantém frota reserva nos terminais Shopping Dom Pedro e Shopping Iguatemi. E para atender ao eventual aumento da demanda de passageiros, veículos reservas estarão disponíveis nos principais terminais, também nos dias úteis, nos horários de pico. A medida é válida para os terminais Barão Geraldo, Campo Grande, Central, Ouro Verde, Shopping Dom Pedro e Iguatemi.

 

Outros ajustes



Entre este sábado e a segunda-feira, a Emdec também promove alterações na programação horária de sete linhas, visando otimizar a operação e atender aos horários de funcionamento dos shoppings centers. Recebem os ajustes as linhas 240 (Jardim Garcia / Shopping Dom Pedro), 244 (Vila Teixeira / Shopping Dom Pedro), 249 (Jardim Flamboyant / Parque dos Eucaliptos), 273 (Jardim Eulina), 333 (Terminal Barão Geraldo), 381 (Shopping Dom Pedro / Shopping Iguatemi) e 413 (Jardim São José).  

 

 
Para mais informações sobre o transporte público, a população conta com o aplicativo “Cittamobi”, disponível para sistemas operacionais Android e iOS. Ele informa, em tempo real, o horário da chegada do ônibus no ponto e itinerários, entre outras funcionalidades.

 
 

Para esclarecer dúvidas sobre trânsito e transporte, acesse os canais do Fale Conosco Emdec, pelo telefone 118; consulte o site (portal.emdec.com.br/faleconosco); ou baixe o aplicativo “Emdec”, disponível para download no Google Play e App Store.

Continue Lendo

Geral

Prefeitura publica decreto que prorroga Fase de Transição com mudanças

Publicado

em

Por

A partir deste sábado, 8 de maio, os estabelecimentos de serviços da cidade poderão funcionar entre 6h e 21h. As novas regras da fase de transição valem até 23 de maio. A capacidade para atendimento presencial também foi ampliada para 30%.

O decreto municipal com as alterações será publicado neste sábado, 8 de maio, em edição extraordinária do Diário Oficial (www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial/).
 

As mudanças seguem as alterações do Plano São Paulo, anunciadas pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria, nesta sexta-feira, 7 de maio.




Os estabelecimentos estão autorizados a atender presencialmente, porém, a orientação é que eles continuem priorizando os serviços de entrega e retirada, que dão mais segurança para os colaboradores e aos clientes.


Os parques municipais manterão o horário de funcionamento das 6h às 18h.



As lanchonetes, padarias, restaurantes e congêneres (exceto bares), localizados nos postos de combustíveis e derivados, podem atender presencialmente com 30% de capacidade, entre 6h e 21h.



As atividades religiosas e culturais em cinemas, teatros e salas de espetáculos são permitidas também entre 6h e 21h, com público sentado, mantendo distanciamento de 1,5m.
 


Os bares continuam proibidos de realizar atendimento presencial. Devem manter apenas delivery e drive-thru.

O toque de recolher continuará sendo realizado entre 21h01 e 4h59.

 


Serviços municipais



Na Administração Municipal, direta e indireta, deve priorizar o teletrabalho. O trabalho presencial e o atendimento ao público deve ser limitado a uma capacidade de 30%.



“O fluxo dos processos administrativos físicos volta, a partir de agora, a ser tramitado normalmente, com a retomada dos prazos. Antes, apenas os processos eletrônicos estavam tendo trâmite regular”, explicou o secretário de Justiça, Peter Panutto.
 

O que pode funcionar das 6h às 21h, com capacidade de 30%:

Comércios (galerias, shoppings e congêneres); atividades religiosas; restaurantes e similares; salões de beleza, clínicas de estética e barbearias; eventos culturais e sociais; clubes sociais; academias e centros de ginástica; cursos não-regulamentados; e áreas comuns de condomínios e hotéis.

Continue Lendo







Populares