Connect with us

Geral

Campinas recebe campanha de conscientização sobre esclerose

Publicado

em

 

Uma parceria entre a Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer (SMEL), a Philips Foundation e o Instituto Paulo Gontijo (IPG) promove, entre os dias 27 e 30 de março, ação de conscientização sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), enfermidade que acomete, atualmente, 12 mil pessoas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

 

 

Com o tema “Vamos! Vivendo com ELA”, a atividade acontece nos dias 27, 28 e 29 de março, das 10h às 16h, em frente à Catedral Metropolitana. Nova edição está marcada para o dia 30, das 8h às 13h, Parque Portugal (Lagoa do Taquaral).

 

 

Para o Secretário de Esportes e Lazer, Dário Saadi, trata-se de uma importante ação de conscientização sobre a patologia. Ele enfatizou a relevância de Campinas receber a iniciativa, já que “chama a atenção para a doença, desconhecida pela maioria da população”.

 

 

Campinas está entre as quatro cidades do Estado de São Paulo selecionadas para receber o evento, que tem como objetivo unir esforços para levar informação à população e a especialistas sobre a ELA. Segundo os organizadores, a previsão é que a campanha impacte dez mil pessoas diretamente e cerca de 1 milhão de brasileiros indiretamente.

 

 

Em Campinas, a ação contará com uma van personalizada e terá atividades interativas realizadas por profissionais de diversas áreas da saúde, que estarão à disposição da população para prestar esclarecimentos sobre a enfermidade. Haverá palestras clínicas para especialistas sobre práticas que contribuem para a melhor qualidade de vida de quem padece da doença. Também serão disponibilizados testes respiratórios, experiências sensoriais, atendimento de fisioterapia respiratória e motora, assessoria jurídica, psicológica e nutricional, além de terapia ocupacional e assistência social.

 

 

Numa segunda fase do “Vamos! Vivendo com ELA”, o Instituto Gotijo realizará seis meses de monitoramento dos pacientes identificados durante as ações.

 

 

ELA

 

 

A esclerose lateral amiotrófica, também conhecida como ELA, é uma doença neurodegenerativa que acomete os neurônios motores, gerando um quadro de fraqueza muscular progressiva até a morte do doente. A causa não é totalmente esclarecida ainda.

 

 

Embora a ELA seja considerada uma doença de incidência rara – cerca de cinco casos para cada 100 mil pessoas ao ano –, traz grande repercussão pessoal e socioeconômica para o indivíduo e para a sociedade. Os principais sintomas da ELA são: fraqueza muscular, cãibras nos membros, fenômenos musculares espontâneos (fasciculações) por todo o corpo, enrijecimento (espasticidade) dos membros, alterações de voz (disfonia), de fala (disartria) e de mastigação/ deglutição (disfagia).

 

 

Segundo o Ministério da Saúde, a ELA é uma das principais doenças degenerativas, ao lado de Parkinson e Alzheimer, sendo mais prevalente nos pacientes entre 55 e 75 anos. Estima-se que, no Brasil, 12 mil pessoas sofram da doença.

 

 

Philips Foundation

 

 

A Fundação Philips tem a missão de reduzir a desigualdade na saúde, fornecendo acesso a cuidados e tratamentos de qualidade para comunidades desfavorecidas ao redor do mundo. A entidade estabelece parceria com organizações humanitárias e empreendedores sociais, além de dispor de soluções significativas para atenuar o desequilíbrio no acesso à assistência médica. A Philips Foundation já apoiou mais de cem projetos em todo o mundo.

 

 

Instituto Paulo Gontijo (IPG)

 

 

O Instituto Paulo Gontijo (IPG) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), referência em conhecimento, pesquisa e atendimento sobre a esclerose lateral amiotrófica (ELA) e membro da Associação Internacional de Doenças Motoras (MND Association). Sua missão é disseminar informações e desenvolver ações para melhorar a qualidade de vida do paciente, qualificar a rede de atendimento multidisciplinar e congregar investimentos para a busca da cura da doença.

 

 

O IPG foi idealizado em 1999, após o físico e engenheiro civil Paulo Gontijo ter sido diagnosticado como paciente de ELA. Gontijo buscou incansavelmente a causa e a cura da doença e projetou os primeiros passos de como seria o instituto e qual deveria ser sua contribuição em prol da ciência. Em 2005, três anos após seu falecimento, a família fundou o IPG (www.ipg.org.br).

Geral

Ação autua estabelecimentos por descumprirem medidas sanitárias

Publicado

em

Por

Dois estabelecimentos foram autuados pela Vigilância Sanitária na noite de ontem (sábado, 10 de abril) por descumprimento das medidas sanitárias, como falta de máscaras por funcionários e por não haver controle de fluxo de pessoas no interior.

A ação vistoriou 22 estabelecimentos comerciais nos bairros Vila Pompéia, Jardim Novo Campos Elíseos e Jardim Santa Lúcia, entre eles padarias, bares, restaurantes, lanchonetes, comércios de bebidas, lojas de variedades, lojas de conveniência, drogarias, lojas de departamento, supermercados, pizzarias e sorveterias.


A fiscalização é realizada com base em denúncias recebidas pela população por meio do 156 e baseada nas regiões da cidade com mais casos de Covid-19. Segundo mapeamento da Prefeitura, a região do Novo Campos Elíseos é a que apresenta maior taxa de letalidade por Covid-19 desde o início da pandemia. Em seguida, aparece a região do Jardim Eulina.
A multa prevista no decreto é de R$ 3.030,88 para o descumprimento dos protocolos sanitários.


A Vigilância pede a colaboração da população para denunciar irregularidades pelo 156 (telefone ou Portal do Cidadão no endereço https://cidadao.campinas.sp.gov.br) e também pelo número 0800-771-3541, do sistema Estadual.

Continue Lendo

Geral

Campinas Sem Fome: 12,8 mil quilos de alimentos apenas no 1º dia

Publicado

em

Por

O primeiro dia de mobilização no “Dia D” da Campanha Campinas sem Fome, ontem, sábado, 10 de abril, arrecadou 12,8 mil quilos de alimentos não perecíveis, o que corresponde a 656 cestas básicas e quase 1,2 mil quilos de alimentos avulsos. Além disso, foram doados pela população 700 quilos de produtos de higiene e limpeza. A ação continua hoje (domingo, 11 de abril) até às 17h. Entre 8h e 14h30 deste domingo foram 4.051 quilos de alimentos e 109,5 quilos de produtos de higiene e limpeza entregues pela população.

O Banco de Alimentos estima que desde o começo da campanha, em 22 de março, até a manhã deste domingo, mais de 250 toneladas de alimentos perecíveis já foram doados pelos campineiros.

A doação é no sistema de drive-thru no Paço Municipal, com acesso pela Rua Barreto Leme. Para evitar aglomeração, não é necessário descer do veículo para entregar os produtos. Basta parar num dos pontos de coleta, sendo o primeiro próximo à entrada do arruamento do Paço Municipal e o outro na entrada do estacionamento externo. Os voluntários retiram os produtos e direcionam para serem transportados em vans até o Banco de Alimentos.


Os donativos vão para o Banco de Alimentos, que repassa para 145 entidades cadastradas na rede assistencial da Prefeitura. As instituições distribuem para as famílias em situação de vulnerabilidade social e nutricional e que estão cadastradas no aplicativo Viva Vida.

A ação tem apoio das secretarias e autarquias municipais, da Guarda Municipal, Ceasa, Sanasa, Emdec e da Transurc. O Exército também apoia com duas equipes, uma no Paço e a outra na sede do Banco de Alimentos, onde será feita a triagem, pesagem e armazenamento adequado.

Continue Lendo

Geral

Ação da Vigilância Sanitária interdita um estabelecimento e autua quatro

Publicado

em

Por

A Coordenadoria da Vigilância Sanitária autuou quatro estabelecimentos e interditou um em ações de fiscalização ontem, sexta-feira, dia 9 de abril. A interdição se deu em um estabelecimento não essencial que estava funcionando e as autuações por serviços essenciais, que descumpriam os protocolos sanitários.


Com o objetivo de atender denúncias recebidas via 156, as equipes da Vigilância vistoriaram academias, salões de beleza, clínicas médicas, consultórios, supermercados, hortifrutis, padarias, açougues, sorveterias, lojas de suplementos, drogarias, comércios de vestuário, lanchonetes, bares, restaurantes e adegas. Os proprietários e responsáveis pelos estabelecimentos foram orientados sobre as medidas sanitárias obrigatórias previstas nos decretos municipais vigentes.


Durante a operação, houve colaboração da população, que abordou os fiscais para tirar dúvidas e fazer denúncias de estabelecimentos funcionando irregularmente.
Uma equipe de técnicos inspecionou uma instituição de longa permanência para idosos (ILPI), na Vila Industrial, para avaliação das medidas adotadas para a prevenção da Covid-19. Os fiscais constataram irregularidades sanitárias e abriram processo administrativo para apurar os fatos.


A Coordenadoria da Vigilância Sanitária reforça que a população pode denunciar situações em desacordo com os decretos municipais e demais medidas de controle para prevenção da Covid-19 pelo Portal do Cidadão – 156 (por telefone ou site) ou pelo Canal de Denúncias Estadual, tel: 0800-771 3541. O órgão também pede a colaboração dos cidadãos, com relação ao uso de máscara em locais públicos, higienização das mãos e para evitar aglomerações, principalmente festas clandestinas.

Continue Lendo







Populares