Connect with us

Geral

Campinas recebe áreas para Ciatec e para Residencial Vila Francisca

Publicado

em

O governador do Estado de São Paulo, Márcio França, e o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, assinaram na noite desta terça-feira, dia 3 de julho, no Palácio dos Bandeirantes, termo de transferência para Campinas de uma área onde está instalada a Companhia de Desenvolvimento do Polo Industrial de Alta Tecnologia de Campinas (Ciatec). No mesmo dia, o superintendente da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), Robson Tuma, formalizou a transferência de uma outra área para o município para a regularização fundiária do Núcleo Residencial Vila Francisca. 

 

 

 

O prefeito Jonas Donizette ressaltou que com a transferência da área para a Ciatec, após mais de 30 anos, a companhia poderá pleitear o ingresso no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTEC). “É uma área de mais de 300 mil metros quadrados. Vamos poder trazer mais indústrias para Campinas e empregos para a nossa população”. Além de agradecer ao governador, o prefeito também ressaltou a atuação do vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira para que a negociação fosse realizada. 

 

 

Em sua fala, o governador destacou que a transferência para a Ciatec foi realizada dentro do prazo que a lei permite, antes do dia 6 de julho, oficializando a entrega a Campinas. “Vocês poderão fazer outro parque tecnológico, gerando empregos e renda na cidade que já é uma das mais desenvolvidas do Estado e poderá ficar melhor ainda.”

 

Jonas Donizette também reconheceu o papel da SPU pela contribuição que beneficiará 408 famílias, cerca de 1.600 pessoas, que vivem na Vila Francisca. “É uma luta de muitos anos dos moradores. No primeiro mandato nós já entregamos um certificado de posse e esta transferência dará a garantia definitiva da posse para os moradores”. O superintendente Robson Tuma destacou que para a SPU realizar entregas que beneficiam a área habitacional é muito recompensador. “O país inteiro tem um deficit habitacional muito grande e nossa meta este ano já chegou a 20 mil famílias atendidas somente no Estado de São Paulo.

 

 

 

 

A cerimônia de assinaturas também teve a presença do presidente da Ciatec, Sérgio Roberto Larret Cavalheiro; da primeira-dama, Sandra Ciocci; de autoridades legislativas do município de Campinas e técnicos da SPU. 

 

 

 

Com o ingresso no SPTEC, a Ciatec poderá obter financiamentos, incentivos fiscais e recursos estaduais. Um dos critérios de credenciamento é a comprovação de titularidade de área mínima de 200 mil metros quadrados. Os parques e as empresas instaladas também poderão utilizar créditos acumulados de Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) ou usar o imposto para pagamento de bens e mercadorias a serem utilizados em investimentos ou no pagamento de ICMS relativo à importação de bens; e também ter acesso aos incentivos do programa estadual pró-parques.

 

 

 

Campinas tem quatro parques credenciados. São eles os parques tecnológicos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI-TEC), da Fundação CPQD (Polis) e o Techno Park.

 

 

 

 

A negociação envolveu a transferência de titularidade de 32 lotes, da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) para a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo e, na sequência, para o município de Campinas. Para efetuar a transferência foi necessária aprovação da lei nº 15.540, de dezembro de 2017, que autorizou o Poder Executivo municipal a conceder remissão integral dos créditos tributários referentes ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), taxas de coleta e remoção de lixo e de combate de sinistros lançados sobre os 32 lotes, objetos da cessão, que equivalem a cerca de R$ 5,5 milhões.

 

 

 

Vila Francisca

 

 

Jonas Donizette também reconheceu o papel da SPU pela contribuição que beneficiará 408 famílias, cerca de 1.600 pessoas, que vivem na Vila Francisca. “É uma luta de muitos anos dos moradores. No primeiro mandato nós já entregamos um certificado de posse e esta transferência dará a garantia definitiva da posse para os moradores”. O superintendente Robson Tuma destacou que para a SPU realizar entregas que beneficiam a área habitacional é muito recompensador. “O país inteiro tem um deficit habitacional muito grande e nossa meta esse ano já chegou a 20 mil famílias atendidas somente no Estado de São Paulo.

 

Jonas Donizette também reconheceu o papel da SPU pela contribuição que beneficiará 408 famílias, cerca de 1.600 pessoas, que vivem na Vila Francisca. “É uma luta de muitos anos dos moradores. No primeiro mandato nós já entregamos um certificado de posse e esta transferência dará a garantia definitiva da posse para os moradores”. O superintendente Robson Tuma destacou que para a SPU realizar entregas que beneficiam a área habitacional é muito recompensador. “O país inteiro tem um deficit habitacional muito grande e nossa meta esse ano já chegou a 20 mil famílias atendidas somente no Estado de São Paulo.

 

A área que pertencia à SPU tem mais de 81 mil metros quadrados e possibilitará a regularização das moradias. Com a doação ao município, a Cohab poderá dar seguimento ao processo, garantindo às famílias a escritura definitiva dos terrenos.

 

 

A negociação segue a mesma discussão que foi estabelecida com a SPU e que culminou, no início do ano, com a cessão de guarda provisória de 1,21 milhão de metros quadrados de antigos leitos ferroviários desativados que cortam a cidade e suas respectivas faixas de domínio.

 

 

 

Essas áreas serão destinadas à implantação do primeiro trecho do corredor Campo Grande do BRT e na construção de 3,3 mil unidades habitacionais de interesse social para famílias de baixa renda, que será desenvolvido pela Cohab-Campinas. São 21 áreas remanescentes das ferrovias Mogiana, Paulista, Sorocabana, Ituana e Funilense. Desde 2000, a Prefeitura tentava conseguir a doação das áreas. Além disso, foi feita a doação de um prédio de cinco andares na Avenida Francisco Glicério para instalar a Policlínica II. 

Geral

Saúde atualiza dados da pandemia do coronavírus nesta terça-feira, 11

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde atualizou, nesta segunda-feira, 11 de maio, dados sobre a pandemia do novo coronavírus em Campinas. Foram registrados 434 novos casos de Covid-19 e mais 32 mortes. Com os novos dados, Campinas totaliza 96.193 casos e 3.154 óbitos causados pelo novo coronavírus.

 

 

 

 

 

Dos novos casos fatais, 15 eram mulheres e 17 eram homens; 28 tinham outras doenças e quatro não tinham comorbidades. Da faixa etária, 24 tinham mais de 60 anos, um tinha 28 e outro, 58 anos.

 

 

 

 

 

No balanço consta que já foram aplicadas 366.457 doses da vacina contra a Covid-19. Desse total, 227.678 pessoas receberam a primeira dose e 138.779, a segunda.

 

 

 

 

 

Sobre as vítimas

 

 

– Mulher de 28 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 1 de maio.

 

– Homem de 58 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 2 de abril.

 

– Homem de 78 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 2 de maio.

 

– Mulher de 62 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 3 de maio.

 

– Homem de 66 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 4 de maio.

 

– Homem de 69 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 5 de abril.

 

– Homem de 56 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 6 de abril.

 

– Mulher de 60 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 6 de maio.

 

– Mulher de 61 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 6 de maio.

 

– Mulher de 54 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 7 de maio.

 

– Mulher de 62 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 7 de maio.

 

– Homem de 65 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 7 de maio.

 

– Mulher de 69 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 7 de maio.

 

– Homem de 69 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 7 de maio.

 

– Homem de 66 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de janeiro.

 

– Mulher de 47 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de abril.

 

– Homem de 38 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de maio.

 

– Homem de 61 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de maio.

 

– Mulher de 63 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de maio.

 

– Mulher de 64 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de maio.

 

– Mulher de 72 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de maio.

 

– Homem de 72 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de maio.

 

– Homem de 38 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 9 de maio.

 

– Mulher de 48 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 9 de maio.

 

– Mulher de 66 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 9 de maio.

 

– Homem de 68 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 9 de maio.

 

– Homem de 72 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 9 de maio.

 

– Homem de 64 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 10 de maio.

 

– Mulher de 72 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 15 de abril.

 

– Homem de 85 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 19 de fevereiro.

 

– Mulher de 73 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 20 de abril.

 

– Homem de 84 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 26 de abril.

Continue Lendo

Geral

Reunião marca início da implantação do Plano Municipal de Igualdade Racial

Publicado

em

Por

A secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas, Vandecleya Moro, abriu oficialmente na tarde desta terça-feira, 11 de maio, a reunião inicial do Comitê de Implantação do Plano Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

 

 

 

 

A solenidade aconteceu no Salão Vermelho do Paço Municipal. “Faço votos que os trabalhos que se iniciam agora sejam produtivos e consigam alcançar resultados que promovam os direitos e reparem injustiças”, afirmou Vandecleya Moro.

 

 

 

 

O ato antecipa também a celebração do Dia de Luta pela Reparação para o Povo Negro do Brasil, celebrado em 13 de maio em Campinas e estabelecido pela Lei 14.053, de 27/04/2011. A reunião deu início a uma série de discussões sobre normas e protocolos para assegurar a promoção da igualdade racial na Prefeitura de Campinas.

 

 

 

 

O Plano Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial pode ser consultado no site da Prefeitura (http://www.campinas.sp.gov.br/arquivos/direitos-deficiencia/plano%20igualdade%20racial_%20compl.pdf). 

Continue Lendo

Geral

Novo alerta de dengue traz dez bairros com risco de transmissão

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde divulgou nesta terça-feira, 11 de maio, o Alerta 18 de Dengue na cidade. O documento traz novas áreas com risco de transmissão da doença. São dez bairros: Jardim Novo Campos Elíseos, Parque Vista Alegre, Jardim Telesp, Jardim San Diego, Jardim Proença, Jardim Itatiaia, Vila Padre Anchieta, Núcleo Residencial Boa Vista, Vila Régio e Cidade Universitária II (Barão Geraldo).

 

 

  

 

Conforme a coordenadora do Programa de Arboviroses de Campinas, Heloísa Malavasi, o objetivo dos boletins é alertar a população sobre novas áreas de transmissão da dengue e mobilizar as pessoas para que contribuam com o controle de criadouros do mosquito.

 

 

  

“É essencial que as pessoas verifiquem seus quintais, vasos de plantas e outros possíveis criadouros, e nos ajudem no controle da doença em nossa cidade. É muito importante que a população assuma sua responsabilidade no controle dos criadouros”, falou Heloísa.

 

  

 

O trabalho de controle da dengue continua sendo realizado pelas equipes da Secretaria de Saúde, mas os cidadãos precisam tomar os cuidados necessários para evitar o ciclo de vida e reprodução do mosquito Aedes aegypti. Isso porque 80% dos criadouros estão nos quintais e dentro de casa.

 

 

 

Entre os cuidados, os moradores devem manter caixa d’água fechada ou telada; limpar as calhas e, caso necessário, desentupi-las; trocar a água de vasos de plantas e lavar o recipiente com bucha e sabão para remover os ovos do mosquito.

 

 

 

As pessoas que têm bromélia devem regar a planta com mangueira de pressão uma vez por semana e limpar a face interna de todas as folhas (onde a água fica acumulada, o que favorece a proliferação de ovos e larvas do mosquito).

 

 

 

Outra recomendação é evitar o acúmulo de entulho e recicláveis. Quem precisa descartar este material, deve levar até um dos 16 ecopontos da cidade. Os endereços podem ser consultados na página http://www.campinas.sp.gov.br/governo/servicos-publicos/ecopontos/index.php.

Continue Lendo







Populares