Connect with us

Geral

Campinas ganha nova Casa Lar para crianças e adolescentes

Publicado

em

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, entregou nesta quarta-feira, 30 de outubro, a 17ª unidade da Casa Lar, que atende crianças e adolescentes, de zero a 17 anos e 11 meses, vítimas de violência doméstica, que foram afastados do convívio familiar por meio de medida de proteção da Justiça.

 

“O maior investimento que existe é no ser humano. Alguns assuntos são complexos, reflexos de uma sociedade conturbada. Fico feliz em ter uma equipe tão bem preparada para lidar com essas situações. Nós podemos fazer as transformações que a cidade e o Brasil precisam, mas não podemos nos esquecer da proteção às pessoas”, disse o prefeito Jonas Donizette. 

 

Esta Casa Lar iniciou as atividades em setembro, tem capacidade para abrigar até 10 crianças e adolescentes e está com nove. A residência Casa Lar é o que mais se aproxima do ambiente familiar. Além de ser uma casa mesmo, com sala, quartos, cozinha, segue rotinas como ir à escola, ao supermercado, aos passeios, entre outros. 

 

A Casa Lar é um dos acolhimentos provisórios oferecidos pela Prefeitura. Nas unidades residenciais, também vivem as “mães sociais” que cuidam das crianças e dos adolescentes.

 

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Joceliane Pereira, o modelo de acolhimento nunca deve ser a primeira medida para a proteção da criança. Primeiro é feito de tudo para que a criança fique com uma família, biológica ou extensa. 

 

“Se precisar ficar em acolhimento, a Casa Lar é a reprodução mais próxima de um ambiente familiar. É um trabalho integral, árduo, não é fácil, mas tem de ser propiciado por esse cinturão de proteção para crianças e adolescentes. Ficamos felizes quando alcançamos o resultado esperado com essa excelente equipe”, completou a secretária Eliane Jocelaine.

 

A equipe de profissionais dessa Casa Lar tem duas “mães sociais”, uma cuidadora de apoio, uma coordenadora, um psicólogo e um assistente social. Atualmente, Campinas conta com 17 Casas Lares, que acolhem 176 crianças e adolescentes.

 

Serviços de acolhimento 

 

Os serviços de acolhimento são geridos pela Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos e executados por entidades socioassistenciais conveniadas com o poder público. A modalidade Casa Lar foi implantada no município em 2009. 

 

Além das Casas Lares, Campinas conta com mais quatro modalidades de acolhimento para crianças e adolescentes: dois serviços de acolhimento familiar, seis abrigos, uma Casa de Passagem e duas repúblicas para jovens. No total são 400 vagas para crianças e adolescentes, de 0 a 17 anos, e 12 para jovens de 18 a 21 anos.

Geral

Oficina pedagógica discute conteúdos de mobilidade urbana com professores

Publicado

em

Por

A Semana Municipal do Trânsito (Semutran 2021) terá nesta terça-feira, dia 28 de setembro, às 9h, uma oficina pedagógica em que educadores da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) trabalharão conteúdos de educação para a mobilidade com profissionais das redes municipal, estadual e particular de ensino de Campinas. 
A oficina “Educação para Mobilidade na Primeira Infância – Intersetorialidade e Garantia de Direitos no Projeto Político-Pedagógico”, a terceira deste ano, é voltada a escolas da Educação Infantil ao Ensino Médio. Apesar do nome primeira infância, as discussões abrangem todas as faixas etárias de crianças e adolescentes. 
O evento será on-line, pelo Microsoft Teams. Os educadores devem se inscrever até as 23h59 desta segunda-feira, 27 de setembro, pelo formulário eletrônico bit.ly/educacao_mobilidade_pic. O link de acesso é enviado na confirmação da inscrição. 
Programação
Após a abertura, os profissionais da Emdec abordarão o tema “mobilidade e infância”, com estudos e diagnósticos das dificuldades encontradas por crianças, adolescentes e cuidadores no trânsito. 
Entrará em pauta o papel das escolas neste cenário: o que pode ser feito para melhorar a circulação, dentro e fora do espaço escolar?
A mobilidade urbana estaria presente na própria construção do projeto pedagógico da escola, pois envolve questões de acesso, de onde e como vêm os estudantes, aspectos de segurança (viária e pública) e de formação histórica dos bairros.  
Mais informações 
A Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) e a Emdec realizam o encontro em parceria com o Comitê Intersetorial pela Primeira Infância Campineira (PIC). 
Se precisarem de orientações, os educadores podem entrar em contato pelo e-mail [email protected]​​ ou telefone (19) 3772-7123​. 
Acesse a programação completa da Semutran em www.emdec.com.br/semutran2021. 

Continue Lendo

Geral

Campinas ganha destaque na União Internacional de Transporte Público

Publicado

em

Por

 

O presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Ayrton Camargo e Silva, que agora integra o Comitê de Autoridades Internacionais da União Internacional de Transporte Público / Divisão da América Latina (UITP), foi convidado para ser o anfitrião virtual da 49ª Reunião do Comitê, que contou com 20 autoridades mundiais, nesta última semana. 

 

 

A UITP é a única rede mundial que reúne todas as partes interessadas no transporte público e todos os modos de transporte sustentáveis. São mais de 1,8 mil membros no mundo, distribuídos em 16 escritórios, incluindo o da América Latina, que se encontra em São Paulo.  

 

 

Durante o encontro com autoridades dos Estados Unidos, Canadá, Rússia, China, Portugal, Singapura, França, Alemanha, Inglaterra, Suécia, Argentina, entre outros, Camargo apresentou um panorama geral do transporte público na América Latina e destacou a cidade de Campinas e o seu potencial econômico, turístico e social. Também apresentou dados da Região Metropolitana (RMC-Campinas).  

 

 

Os integrantes do Comitê Internacional puderam conhecer a estrutura organizacional da Emdec, suas ações, responsabilidades e diretrizes para a mobilidade urbana nos próximos anos. 

 

 

Camargo ressaltou o papel pioneiro da cidade em temas da mobilidade no Brasil, lembrando a adoção da fiscalização eletrônica digital e da tecnologia de pagamento por cartão nos ônibus do transporte público. A infraestrutura e a operação do transporte foram destacados. Camargo trouxe os dados de passageiros transportados, linhas, táxis, aplicativos, terminais e informações referentes ao BRT. 

 

 

Os participantes fizeram perguntas sobre o Sistema Bus Rapid Transit (BRT) – que vem sendo implantado, a integração entre os transportes, os dados de movimentação e Origem-Destino dos passageiros, e ainda sobre as ciclovias. 

 

 

Os participantes discutiram, ainda, a elaboração de dois documentos: um para orientar as autoridades sobre “Como ajudar na Sustentabilidade das Cidades”; e outro sobre “Como trazer passageiros que foram perdidos de volta ao sistema de transporte público”. 

 

 

A UITP tem o seu escritório central localizado em Bruxelas (Bélgica) e mais de 135 anos de história (foi fundada em 1885). 

 

Continue Lendo

Geral

Expresso Solidário inaugura roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas

Publicado

em

Por

Um grupo de 115 jovens, adultos e idosos embarcou no Expresso Solidário, passeio turístico de trem que partiu na tarde desta sexta-feira, dia 24 de setembro, da Estação Cultura de Campinas rumo a Valinhos. Foi a estreia do futuro roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas. A viagem foi uma realização das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo e de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

 

 

O Expresso Solidário contou com a participação de 20 jovens do Programa Juventude Conectada, 35 da Associação Beneficente Boa Amizade, entidade localizada no Jardim Eulina, e 60 da Guardinha Campinas. O grupo estreou o passeio de trem turístico pelo Vale das Frutas.

 

 

O Expresso Solidário é um projeto idealizado pelo Vale das Frutas Convention & Visitors Bureau e pela Associação de Preservação Histórica de Valinhos (APHV). A operação fica a cargo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), organização sem fins lucrativos com expertise na operação de trens turísticos e tem apoio da Rumo Logística, concessionária do trecho entre Jundiaí e Campinas.

 

Juventude Conectada

 

O Juventude Conectada de Campinas prevê a formação e atuação de jovens de 15 a 29 anos com oferta de bolsas pedagógicas e uma grade de formação em cidadania e desenvolvimento pessoal, cultura digital e gestão de telecentros, preparando esse jovem para atender o público do telecentro com a realização de oficinas e acesso livre à internet bem como, para o exercício da cidadania e o mercado de trabalho.

Continue Lendo

Populares