Connect with us

Geral

Câmeras identificam presença de veado na Mata de Santa Genebra

Avatar

Publicado

em

Um veado-catingueiro (Mazama guazoubira) foi flagrado pelas armadilhas fotográficas, um sistema de monitoramento, na Mata de Santa Genebra. Segundo biólogos da Fundação José Pedro de Oliveira, que administra a unidade de conservação ambiental, o animal era considerado extinto no local, já que não havia registro da sua presença há pelo menos 30 anos.

  


O veado-catingueiro é uma espécie presente em todo o Brasil, tendo nomes diferentes em cada região: veado-vira-vira, virote, guaçutinga, guaçucatinga, cabra silvestre e guaçubirá. É um cervo de pequeno porte, pesando em torno de 18kg, com altura média de 50 a 65 cm.

  

A presença do catingueiro foi registrada no dia 9 de dezembro, às 10h, no Marco Zero, um ponto central da Mata, onde foi realizada, em 1981, a cerimônia de doação da área para o município.


  

Segundo Thomaz Barrella, biólogo da Fundação, o retorno do animal foi motivo de grande alegria para os técnicos que atuam na Mata. “A princípio, não temos como saber se ele permanece na Mata ou não, pois até o momento o único registro são as imagens feitas em dezembro; não localizamos mais nenhum vestígio, como pegadas ou fezes. Mas a chegada dele demonstra que estamos no caminho certo com as ações de preservação e manutenção de habitat que já abriga muitas espécies e que pode atrair novas, dadas como extintas no local”, disse.

  

Barrella explicou, ainda, que a expansão urbana e alteração dos ambientes naturais para a produção agrícola tem feito com que os animais silvestres tenham que procurar cada vez mais longe por um habitat. “Com certeza esse animal correu muitos riscos para chegar até aqui, pois a nossa Unidade de Conservação é cercada por duas rodovias e uma ferrovia que representam um enorme risco de atropelamento”, afirmou. “Após o registro, estamos estudando que ações podem ser tomadas, caso ele permaneça no local, mas o controle de animais domésticos, especialmente cães, é uma prioridade, já que eles são, segundo estudos, a principal causa do desaparecimento dos veados, cotias e pacas da Mata”, concluiu.

  

As armadilhas fotográficas, que funcionam como um “Big Brother dos Animais” já registaram a presença de outros animais na Mata, entre eles jaguatirica, gato do mato pequeno, gambás, tatus, mão-pelada, cachorro-do-mato, seriema, gaviões, pombas, preá, tapiti, teiu, lontra, ratão-do-banhado e capivara.

  

Mata de Santa Genebra

 

Localizada no Distrito de Barão Geraldo, em Campinas, a Unidade de Conservação Arie Mata de Santa Genebra é o maior remanescente de Mata Atlântica da Região Metropolitana de Campinas e uma das maiores florestas urbanas do País.

 

A reserva ecológica possui 251,7 hectares de Mata Atlântica, totalizando um perímetro de 9 quilômetros. É uma Unidade de Conservação Federal com grande diversidade de fauna e flora nativa. São mais de 600 espécies de plantas e 337 espécies de animais, sendo 227 aves, 51 mamíferos, 33 répteis, 21 anfíbios e cinco peixes.

 

A Mata é administrada pela Fundação José Pedro de Oliveira, uma autarquia municipal, que desenvolve diversas linhas de pesquisa com o objeto de registrar as espécies presentes e preservar a área. Também é usada por pesquisadores de diversas regiões como fonte de estudo.

 

No local, também são realizadas diversas atividades voltadas para a população, também com o objetivo de aproximar a comunidade da floresta, sempre com foco na preservação. Mais informações podem ser obtidas no site: www.fjposantagenebra.sp.gov.br.

Geral

Campinas passa para a Fase Vermelha; medida entra em vigor na segunda, 6

Avatar

Publicado

em

Por

Campinas passou para a Fase Vermelha, conforme determinação do Plano São Paulo, do governo do Estado de São Paulo. A medida, que entra em vigor na segunda-feira, 6 de julho, foi anunciada pelo prefeito Jonas Donizette, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais na manhã desta sexta-feira, 3 de julho.

 


 

“Campinas foi reclassificada para a Fase Vermelha, pelas regras do Estado, e voltará a funcionar com os serviços essenciais. Embora estivéssemos na Fase Laranja, já havíamos restringido o funcionamento do comércio”, disse o prefeito.

 


 

De acordo com o secretário municipal de Assuntos Jurídicos, Petter Panutto, um decreto com o detalhamento das atividades essenciais que poderão funcionar será publicado em edição extraordinária neste sábado, 4 de julho. Como atividades essenciais, volta a valer o que foi estabelecido no dia 21 de março, pelo decreto 20.782. A cidade permanecerá nesta Fase até nova avaliação.

 

 

São consideradas atividades essenciais e que poderão funcionar na Fase Vermelha: assistência à saúde, incluindo serviços médicos, hospitalares e de óticas; serviços de segurança privada; transporte de passageiros por táxi ou aplicativo; serviços de alimentação, como restaurantes, bares e congêneres, por entrega (delivery) ou retirada (drive thru); padarias, supermercados, atacadistas e comércios que vendam gêneros alimentícios e produtos de limpeza; farmácias; serviços bancários, incluindo casas lotéricas; indústrias e fábricas, com a capacidade máxima de 30% nos refeitórios; hotéis, pousadas e outros meios de hospedagem; lavanderias e serviços de limpeza; entregas em geral; transportadoras, postos de combustíveis e derivados, armazéns, oficinas de veículos automotores, borracharias e serviços congêneres; construção civil com contratos para obras essenciais em vigor com a administração pública; veterinárias e pet; manutenção predial, elétrica ou hidráulica; lojas de materiais de construção; comércio de insumos para oficinas mecânicas; comércio de bens e serviços automotivos; abastecimento e logística de agropecuária e a agroindústria; serviços de entrega (delivery) ou retirada (drive thru) em geral; assistência técnica de eletroeletrônicos;  atividades internas em comércios, escritórios e prestadores de serviço, sem atendimento a clientes e os hospitais privados continuam proibidos de realizar cirurgias eletivas, até nova decisão e os serviços da Administração pública.

 

Os templos religiosos poderão permanecer abertos, com 20% da capacidade. mas maiores de 60 anos e pessoas com doenças prévias, não devem ir. A recomendação é de que os cultos sejam virtuais.   

 

Para quem descumprir as medidas, seja o de abrir ou não seguir as regras sanitárias, haverá multa de 400 UFICs, o que equivale a R$ 1.446,44. Em caso de reincidência, a multa dobra, e na terceira autuação o estabelecimento é fechado enquanto durar a quarentena.

 

Para a Fase Laranja

 

O prefeito Jonas Donizette avisou que foi permitido, pelo Estado que o comércio de rua e de shoppings poderão funcionar durante seis horas, em quatro dias da semana, de quarta-feira a sábado, para as cidades que estiverem na Fase Laranja.

 

Em Campinas, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, Alexandra Caprioli, disse que tem conversado com os comerciantes que atuam em lojas de rua e de shopping, para definir os horários do comércio, quando for novamente permitido. Os lojistas do comércio de rua demonstraram interesse em abrir, das 10h às 16h, e os de shopping, das 14h às 20h.

Continue Lendo

Geral

Hospital Ouro Verde terá mais 48 leitos para pacientes com Covid-19

Avatar

Publicado

em

Por

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, abordou na live desta sexta-feira, dia 3 de julho, a visita técnica que realizou ontem, quinta-feira, dia 2 de julho, no Hospital Ouro Verde. O objetivo foi conhecer os novos leitos que o hospital vai disponibilizar para pacientes com coronavírus.

 


A partir dos próximos dias, a Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência Hospitalar vai disponibilizar mais dez leitos de UTI e 38 de retaguarda para Covid-19 no Hospital Ouro Verde. Com isso, o hospital contará com um total de 55 leitos UTI Covid e 84 leitos de retaguarda Covid.

 

 


 

“Quero cumprimentar aos operários que estão trabalhando. No total, fizemos um aumento de quase 200% no número de leitos, tanto de UTI quanto de retaguarda somente na rede municipal”, afirmou o prefeito Jonas Donizette. 

 

Os leitos de UTI serão montados no espaço anteriormente ocupado pela recuperação pós anestésica do centro cirúrgico ambulatorial – as cirurgias estão suspensas por causa da pandemia. Já os de retaguarda, serão instalados no espaço da recepção do ambulatório de reabilitação e no antigo salão de reabilitação. 

 

O grupo Expedicionários da Saúde (EDS), que montou o Hospital de Campanha, instalou a estrutura de rede de gases medicinais das áreas que serão destinadas aos leitos de retaguarda. O espaço destinado aos leitos de UTI já tinha estrutura adequada. “O Expedicionários estão fazendo toda a parte de instalações”, contou Jonas Donizette.

 

 

 

A visita foi acompanhada pelo presidente da Rede Mário Gatti, Marcos Pimenta, e pela diretora do Hospital Ouro Verde, Cynthia Herrera. 

 

O custeio dos leitos é de cerca de R$ 5 milhões por 60 dias. A Prefeitura vai utilizar R$ 2 milhões repassados pela Câmara de Vereadores, fruto de economia da casa. Atualmente, o Hospital Ouro Verde conta com 45 leitos de UTI Covid e 46 de Enfermaria Covid.

Continue Lendo

Geral

RH convoca 25 agentes de ação social aprovados em processo seletivo

Avatar

Publicado

em

Por

O Diário Oficial do Município traz na edição desta sexta-feira, 3 de julho, a convocação de 25 agentes de ação social aprovados no processo seletivo simplificado. A convocação é para a reunião de escolha de vagas, que acontecerá no dia 9 de julho, no Salão o Vermelho do Paço Municipal.

 


Dos candidatos convocados, 19 são da lista de ampla concorrência, cinco da lista especial de pessoas pretas e pardas e uma da lista especial de pessoas com deficiência.

 

Por conta da conferência dos títulos, os atendimentos serão individualizados, por isso, o candidato deve ficar atento ao horário da sua reunião.


 

Durante a reunião, os candidatos deverão apresentar, além dos documentos pessoais, a documentação referente aos títulos informados no formulário de inscrição, pelos quais receberam pontuação na classificação final do processo de seleção.

 

“Os títulos deverão comprovar a experiência que foi informada, pelo candidato, no formulário de inscrição. O candidato deverá nos apresentar o documento original – para conferência – e uma cópia simples, que ficará retida, sendo aceitos somente os comprovantes conforme consta no edital”, explicou Juliana Miorin, coordenadora de Concursos, Recrutamento e Seleção.

 

Ainda segundo Juliana, comprovada a informação cadastrada na inscrição e a experiência em atividades compatíveis com as da função de agente de ação social, a pontuação será confirmada e o candidato seguirá para a reunião de preenchimento de vagas. “Se não houver comprovação, a pontuação atribuída será retirada e o candidato será excluído do processo seletivo”, completou.

 

Os convocados que não puderem comparecer têm o direito de indicar um representante legal, que deve apresentar uma procuração simples, além da sua documentação pessoal e do candidato. O não comparecimento implica na perda dos direitos referentes ao processo seletivo.

 

Após a reunião de escolha de vagas, os candidatos serão encaminhados para exame médico. A previsão é que comecem a atuar ainda no mês de julho.

 

“Esses profissionais comporão a equipe de referência de vários serviços sociosssistenciais, e neste momento de pandemia serão fundamentais para as ações emergenciais em execução na Secretaria”, disse Eliane Jocelaine Pereira, secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

 

A relação com os nomes e os horários das reuniões está disponível na versão online do Diário Oficial, no endereço www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial/ .

 

Seleção

 

Esse é o primeiro processo de seletivo realizado com a aplicação da Lei Complementar nº 250 de dezembro de 2019, que estabeleceu cotas raciais para negros nos concursos e processos seletivos da Prefeitura.

 

Mais de 2,8 mil candidatos disputaram as 25 vagas que estão sendo oferecidas. Deste total, 952 disputaram vagas da cota racial e cinco para pessoas com deficiência.

 

Os agentes serão contratados pelo prazo de até 12 meses, sem possibilidade de prorrogação. O salário desses profissionais será de R$ 2.690,79, além do auxílio alimentação de R$ 1.041,51 e vale transporte nos mesmos moldes do pago aos servidores municipais.

Continue Lendo