Connect with us

Geral

Bolsa Atleta do governo federal tem inscrições abertas, por meio digital

Publicado

em

Atletas que participam de esportes de alto rendimento e obtêm bons resultados em competições nacionais e internacionais de sua modalidade podem se inscrever para o novo edital do Bolsa Atleta a partir desta terça-feira, dia 26 de janeiro. O prazo para inscrições vai até 15 de fevereiro e o resultado está previsto para 15 de abril.

O programa, realizado pelo governo federal desde 2005, passa a ser realizado por uma plataforma digital. O objetivo é facilitar as inscrições e o acompanhamento dos processos de análise e concessão do benefício.

O secretário municipal de Esportes e Lazer de Campinas, Fernando Vanin, acredita ser importante divulgar o Bolsa Atleta na cidade para que os esportistas que são elegíveis fiquem atentos e não deixem de se inscrever. “Neste momento de incertezas, é fundamental a tranquilidade proporcionada pelo Bolsa Atleta, pois, diante das dificuldades, sem competições sendo realizadas, os atletas acabam sobrevivendo do valor que é pago, inclusive para alimentação da família e despesas gerais”, avalia.

No ambiente virtual, os atletas candidatos poderão realizar a inscrição e enviar documentos pelo sistema, como declarações de clube e de patrocinadores. O candidato à bolsa deverá preencher o plano esportivo, acompanhar o andamento da análise da inscrição e verificar periodicamente a existência de pendências. Não será preciso enviar novos documentos pelos Correios.

Para o técnico de atletismo Evandro Lázari, do Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima e da Orcampi (Organização Funilense de Atletismo de Campinas), que treina nove atletas elegíveis para a Bolsa, hoje a renda pessoal para que se mantenham no esporte vem do benefício. Ele conta que nos últimos anos houve redução dos patrocínios das empresas nos clubes, e as equipes têm conseguido oferecer a estrutura básica que garante os treinamentos. “Mas o salário do atleta, a fonte de receita, vem do Bolsa Atleta”, explica o técnico.

Evandro Lázari, que orienta atletas em provas de velocidade e barreira, estima que apenas no atletismo existam hoje cerca de 220 esportistas treinando em Campinas. Desses, pelo menos 45 seriam possíveis candidatos ao Bolsa Atleta neste ano.
A expectativa é que, em 2021, o programa supere os números do último edital, que contemplou 6.357 atletas de modalidades olímpicas e paralímpicas.

O Programa Bolsa Atleta concede o benefício em cinco diferentes categorias (além da Pódio): Base, Estudantil, Nacional, Internacional e Olímpica/Paralímpica, com valores mensais que variam de R$ 370,00 a R$ 3.100,00. Cada uma delas tem pré-requisitos, como ter no mínimo 14 anos de idade, estar vinculado a um clube e filiado a uma federação e a uma confederação, além de ter participado de uma competição elegível e obtido até a terceira colocação (modalidades individuais) ou sido eleito entre os melhores atletas (modalidades coletivas).

Inscrições
O novo sistema do Bolsa Atleta está ativo a partir deste 26 de janeiro. Os candidatos elegíveis devem se cadastrar e criar senha no site do governo federal para depois ter acesso ao sistema do programa, por meio da área de Inscrições da página do Bolsa Atleta, no portal do Ministério da Cidadania, no endereço https://www.gov.br/cidadania/pt-br/acoes-e-programas/bolsa-atleta/inscricoes.
O cadastro deve ser feito em https://sso.acesso.gov.br/login?client_id=contas.acesso.gov.br&authorization_id=177400d3238 . É necessário acionar o portal do governo federal para ter acesso aos sistemas, quando será preciso inserir o CPF e a senha cadastrados. Já na área restrita, o atleta poderá efetuar a inscrição e enviar a documentação necessária.

O recurso para o Bolsa Atleta já está inserido na Lei Orçamentária Anual (LOA) do ano vigente. A previsão orçamentária para o Bolsa Atleta em 2021 é de R$ 145 milhões, a maior desde 2014 e superior, inclusive, ao investimento no programa em 2016, ano dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, que foi de R$ 143 milhões.

Geral

Unicamp e Santander criam hub para inovação e geração de tecnologias no Instituto de Computação

Publicado

em

Por

Uma parceria entre Unicamp e o Santander Universidades estabeleceu um hub de inovação no Instituto de Computação (IC) da Universidade, cujo espaço físico foi inaugurado nesta quarta-feira (24).

A parceria tem como objetivo o fomento da inovação e o desenvolvimento de tecnologias digitais e conta com R$2,5 milhões de investimento do Santander em bolsas de mestrado e doutorado. Serão estimuladas pesquisas em áreas como inteligência artificial, aprendizado de máquinas e internet das coisas.

O investimento inicial será utilizado para financiar nove bolsas de mestrado e oito de doutorado. O espaço do hub, conforme pontua o diretor do IC, Anderson de Rezende Rocha, funcionará como um laboratório onde pesquisadores possam desenvolver seus estudos. “Nosso objetivo é desenvolver pesquisa de ponta que leve à inovação e à geração de conhecimento e que ao mesmo tempo tratem problemas de interesse do parceiro”, afirma.

Para ele, a parceria tem um grande potencial, tende a ser duradoura e trará benefícios tanto para a Universidade como para o Santander. “Para o IC, a parceria permite trabalhar em problemas em sintonia com a indústria, que são de interesse no momento e que podem gerar impacto direto, social e econômico, para a população. Para o parceiro, eles terão um contato direto com a academia e com a Universidade, onde há pesquisadores de ponta trabalhando em problemas que podem se converter em soluções importantes para serem aplicadas no dia-a-dia”, avalia.

Outra frente de desenvolvimento do hub está voltada para a troca de conhecimento e de experiências entre ambas as partes. Serão oferecidos regularmente workshops entre profissionais do Santander, alunos e pesquisadores da Unicamp. Também estão previstos eventos de recrutamento, feiras e hackathons [maratonas de programação].

Continue Lendo

Geral

Temporais são esperados entre quarta e quinta-feira (24 e 25/02)

Publicado

em

Por

O Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), divulgou boletim, afirmando que, “devido ao calor, podem ocorrer temporais localizados”, na região, entre esta quarta e quinta-feira (24 e 25/02).

Para minimizar o efeito das chuvas e tempestades, nesta época do ano, o Governo do Estado de São Paulo, realiza a “Operação Verão” 2020/2021. A iniciativa prevê a formulação tanto de planos preventivos, realizados durante todo o ano, quanto de contingência, feitos em conjunto com outros órgãos municipais e contando com a participação da sociedade. 

A operação começou oficialmente em dezembro e vai até, pelo menos, o final de março de 2021, podendo ser prorrogada, se necessário, por razões climáticas. Uma orientação importante, vinda da Defesa Civil municipal, para evitar acidentes, é que a população limpe as canaletas de vielas e descarte corretamente os resíduos, orgânicos e recicláveis, nos equipamentos disponibilizados pela Prefeitura, seja por meio da coleta porta a porta de material orgânico, seja por meio da coleta seletiva via PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de Entulho e outros Materiais Recicláveis) e LEVs (Locais de Entrega Voluntária de recicláveis). O descarte incorreto de garrafas pet, objetos plásticos e de material orgânico, em tempos de chuvas de verão, típica deste período, contribui para a obstrução de canaletas e bueiros, provocando alagamentos.

Confira abaixo as dicas da Defesa Civil de como se comportar durante os temporais, seja em casa, seja em espaços públicos.

Saiba o que fazer, quando:

1) há previsão de chuvas fortes:

– Verificar as condições de conservação das paredes e do madeiramento do telhado.

– Desligar os aparelhos eletrônicos e a chave geral de energia;

– Em locais de alagamento brusco, evitar caminhar, trafegar com bicicleta ou outro veículo, pois pode haver buracos, formação de enxurrada e outros riscos. Recomenda-se aguardar em local alto e seguro até a chuva passar.

2) Se está dentro do carro, durante chuva forte:

– Caso esteja em local seguro e ocorram chuvas fortes na cidade, não se aventure a enfrentar alagamentos, pois os riscos são muito grandes.

– Não feche cruzamentos e facilite a passagem de veículos de socorro.

– Quando possível, evite dirigir sob fortes chuvas. Pare em local seguro e espere a chuva passar. O mais importante é manter sempre a calma. Assim você consegue ajudar a si e a outras pessoas.

3) há ocorrência de raios:

Cuidados fora de casa:

– Abrigue-se em uma casa, edifício;

– Caso esteja em um veículo, não saia. Feche os vidros e não encoste nas parte metálicas;

– Evite lugares abertos, como estacionamentos, praias, campos de futebol, etc;

–  Se estiver no mar, rio, lago ou piscina, saia imediatamente;

– Mantenha distância de objetos altos e isolados, como árvores, postes, quiosques, caixas d’água, etc;

– Afaste-se de objetos metálicos grandes e expostos, como tratores, escadas, cercas de arame, etc;

– Evitar jogar bola, nadar e fazer exercícios em locais abertos, onde há risco de ser atingido por raio; 

– Evite soltar pipas e não carregue objetos, como canos e varas de pesca;

– Evite andar de bicicleta, motocicleta ou a cavalo;

– Se não houver nenhum abrigo por perto, fique agachado com os pés juntos até a tempestade passar. Não deite no chão.

Cuidados em casa:

– Afaste-se de aparelhos e objetos ligados à rede elétrica, como televisores, geladeiras e fogões;

– Afaste-se de janelas, tomadas, torneiras, canos elétricos e evite tomar banho.

Continue Lendo

Geral

Campinas tem 88,42% dos leitos de UTI-Covid ocupados nesta quarta, 24

Publicado

em

Por

Campinas conta nesta quarta-feira, 24/02, com 285 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 252 estão ocupados, o que corresponde a 88,42%. Há 33 leitos livres somando as redes pública e particular.

Os leitos estão divididos da seguinte forma:

SUS Municipal: 118 leitos, dos quais 115 estão ocupados, o que equivale a 97,46%. Há 3 leitos livres.

SUS Estadual: 30 leitos, dos quais 22 estão ocupados, o que corresponde a 73,33%. Há 8 leitos livres.

Particular: 137 leitos, dos quais 115 estão ocupados, o que equivale a 83,94%. Há 22 leitos livres.

Continue Lendo









<





Populares