Connect with us

Geral

Biblioteca Zink revisita os 151 anos das irreverentes tirinhas das HQs

Publicado

em

Inteligentes, divertidas ou críticas, as Histórias em Quadrinhos, as populares HQs são festejadas, há 151 anos, por todas as gerações pela maneira despojada de contar as histórias. A Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink”, de Campinas, sempre antenada ao segmento, realiza a sétima edição do “Dia Nacional do Quadrinho”, com programação até 29 de fevereiro, com curadoria da bibliotecária Suze Elias. A entrada é gratuita. No próximo sábado, dia 8 de fevereiro, haverá uma programação especial.

 

“A preocupação em todas as edições é o fazer conhecer e ler a HQ. Que dimensão do quadrinho pode ser evidenciada, que tipo de conversa ela permite. Essas questões são retomadas ao final de cada edição”, destaca Suze, lembrando também da participação de  Bernadete de Paula Alves Fernando Gonçalo na organização. “Nossas preocupações são partilhadas com parceiros e participantes  das edições anteriores,e assim as exposições são definidas. É uma atividade colaborativa”, frisa a curadora.

 

Entre os destaques, estão a abertura, neste próximo sábado, dia 8 de fevereiro, de duas exposições. Uma em homenagem ao quadrinista Laudo Ferreira, atuante há muitos anos no cenário dos quadrinhos no Brasil, transitando entre o cenário independente e editorial. Ao longo de sua carreira já ganhou vários prêmios da área, como HQMIX e Angelo Agostini, tanto como desenhista ou roteirista, como por seus trabalhos, destacando “Yeshuah Absoluto”, “Cadernos de Viagem” e a minissérie “Depois da meia-noite”. Laudo é autor da trilogia de álbuns “Yeshuah”, “História do Clube da Esquina”, “Cadernos de Viagem”; a série da personagem Tianinha, e as adaptações de “Auto da barca do inferno” e do filme “À meia-noite levarei a sua alma”, sucessos entre leitores e críticas.

 

A outra mostra dá destaque aos quadrinhos distópicos. A distopia é o oposto da utopia. A segunda prevê um sistema perfeito, um estado ideal, onde vigora a máxima felicidade e concórdia dos cidadãos. Ou seja, uma sociedade perfeita. No entanto, a distopia vai diretamente contra essa definição.

 

 

As atividades na Biblioteca tiveram início no dia 30 de janeiro, data do Dia Nacional do Quadrinho, em razão da publicação da primeira história de quadrinho brasileira: “As Aventuras de Nhô-Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte”. Desenhada pelo ítalo-brasileiro Angelo Agostini, foi lançada em1869 pelo jornal “Vida Fluminense”, e conta os causos do caipira Nhô-Quim, que parte do interior de Minas Gerais para conhecer a Corte Imperial.

 

Programação

Na agenda do próximo sábado, dia 8 de fevereiro, sábado, a partir das 11h haverá a abertura das exposições em homenagem a Laudo Ferreira e a sobre “Quadrinhos Distópicos. Panorama dos quadrinhos distópicos nacionais e releitura de HQs distópicas”, com Paulo Capilé, Diego Augusto e Synnöve Hilkner. As mostras poderão ser vistas até dia 29 de fevereiro.

 

 

Às 14h, será apresentado o documentário “Quadrinhos & Política”, de Digo Freitas.  Logo depois, às 15h, está programada a apresentação Shadevous Group Dance – K-pop, grupo formado por Leonardo, Hiago, Hellen, Guilherme, Richard, Igor e Alexandre, jovens de Campinas, Sumaré e Hortolândia que aos sábados repetem as rotinas desse estilo em frente à Biblioteca Zink.

Serviço:

Dia do Quadrinho Nacional na Biblioteca Zink – 7ª edição

Quando: de 30 de janeiro a 29 de fevereiro 2020

Local: Biblioteca Pública Municipal “Professor Ernesto Manoel Zink”, na Avenida Benjamin Constant, nº 1.633, no Centro

Entrada gratuita

Geral

Emdec reforça sinalização de velocidade máxima na Av. Washington Luiz

Publicado

em

Por

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) reforçará nesta quarta-feira, 14 de abril, a sinalização da variação da velocidade máxima permitida na Avenida Washington Luiz, no trecho sentido Centro após o cruzamento com a Rua Agnaldo Macedo, no Parque Prado.

A velocidade máxima já é reduzida de 60 km/h para 50 km/h no local, contando com as devidas placas de regulamentação, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A nova placa que será instalada amplia a comunicação com os motoristas, trazendo o texto “A partir deste ponto” ao lado da indicação de “50 km/h”.

A variação da velocidade é justificada pelo maior fluxo de pedestres e veículos no entorno do Shopping Prado Boulevard, da Estação de Transferência Parque Prado, Escola Estadual Professora Neli Helena Assis de Andrade e próximo aos condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais. Também há a Ciclovia Washington Luiz no canteiro central da avenida.

A Washington Luiz recebeu, em 2020, uma média diária de até 31 mil veículos, considerando os dois sentidos de circulação.

A nova placa abre a segunda etapa do reforço da sinalização em vias que possuem variações de velocidade, por características técnicas específicas”, explica o presidente da Emdec, Ayrton Camargo e Silva. “A instalação deverá aumentar a segurança viária. O principal objetivo é evitar acidentes e preservar vidas. O projeto também promove maior transparência na fiscalização de trânsito”.

Vias já sinalizadas
A Washington Luiz é o oitavo eixo viário que tem a sinalização reforçada.
Outros trechos viários já foram contemplados no município:
– Avenida Lix da Cunha (24/02);
– Túnel Joá Penteado e Avenida Dr. Ruy de Almeida Barbosa (03/03);
– Avenida Cônego Antônio Roccato / Rua Sylvia da Silva Braga (10/03);
– Avenida Comendador Aladino Selmi (17/03);
– Rodovia Dr. Heitor Penteado / Avenida Dr. Antônio Carlos Couto de Barros (24/03);
– Avenida Antônio Carlos de Salles Júnior (31/03);
– Avenida Theodureto de Almeida Camargo (07/04).

Todos estes locais possuem equipamentos de fiscalização eletrônica de velocidade (radares) e grande fluxo de veículos.

A segunda fase do projeto alcançará, ainda, o eixo composto pela Avenida Prefeito Magalhães Teixeira e Rua Dr. Celso da Silveira Rezende.

Continue Lendo

Geral

Saúde divulga alerta de alta incidência de dengue em diversos bairros em Campinas

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde de Campinas emitiu, nesta terça-feira, dia 13 de abril, um alerta para alta incidência de casos de dengue nas regiões Sudoeste (especialmente nos bairros Jardim Profilurb e Parque Universitário de Viracopos), Noroeste (Jardim Florence II e Jardim Satélite Iris I), Norte (Bosque das Palmeiras ,Vila Boa Vista e Jardim Campineiro) e Leste (Vila Costa e Silva).

Quem mora nesses bairros citados acima deve intensificar o controle dos criadouros em suas residências para evitar o ciclo de vida e reprodução do mosquito Aedes Aegypti, já que, segundo a Secretaria de Saúde, 80% dos focos estão nos quintais e dentro de casa.

Entre os cuidados, os moradores devem manter caixa d’água fechada ou telada; limpar as calhas e, caso necessário, desentupi-as; trocar a água de vasos de plantas e lavar o recipiente com bucha e sabão para remover os ovos do mosquito.

As pessoas que têm bromélia devem regar a planta com mangueira de pressão uma vez por semana e limpar a face interna de todas as folhas (onde a água fica acumulada, o que favorece a proliferação de ovos e larvas do mosquito).

Outra recomendação é evitar o acúmulo de entulho e recicláveis. Quem precisa descartar este material, deve levar até um dos 16 ecopontos da cidade. Os endereços podem ser consultados na página http://www.campinas.sp.gov.br/governo/servicos-publicos/ecopontos/index.php.

As equipes da Secretaria de Saúde realizam diariamente, de segunda a sábado, ações de nebulização para o controle do mosquito. No entanto, o combate à dengue depende também da colaboração da população.

Continue Lendo

Geral

Prefeitura publica decreto de combate contra a corrupção na Administração

Publicado

em

Por

Continue Lendo







Populares