Connect with us

Geral

Biblioteca Ernesto Manoel Zink ganha livros do Projeto Rodas Literárias

Published

on

O acervo da Biblioteca Pública Municipal Prof. Ernesto Manoel Zink ganhou reforço: novos livros doados pelo projeto Rodas Literárias. São obras de autores que participam do projeto, que aliás, inicia neste sábado, dia 19 de junho, a primeira das dez edições e duas oficinas de criação artística em Campinas. Todas as atividades são gratuitas e virtuais, transmitidas sempre aos sábados, das 10h às 12h. 

 

Entre as doações, há livros de Hilda Hilst, Conceição Evaristo, Clarice Lispector (cujo conto “O Jantar” será tema da próxima Roda Literária) e até obras infantis, como “A Parte que falta”, de autoria de Shel Silverstein, a obras de Bira Dantas, que é de Campinas e trabalha com HQs, ilustrações e charges desde 1979. Bira fará duas oficinas nos dias 22 e 24 de junho. 

 

Para participar das rodas literárias e das oficinas é preciso se inscrever no link: https://forms.gle/eBw2Dbmt9KsYBcXj9

 

As Rodas Literárias são encontros on-line semanais para leitura na íntegra de textos curtos em prosa (conto e/ou crônica) e posterior conversa sobre o conteúdo, com duração de duas horas cada atividade. A leitura será feita no dia, não sendo necessário que se conheça a obra ou os autores para participar.

 

A Biblioteca Pública Municipal Prof. Ernesto Manoel Zink é parceira do Rodas Literárias desde 2014. O projeto independente Rodas Literárias é coordenado pela educadora Mozí Neri. Ela também doou obras para a Biblioteca e fará uma oficina nos dias 3 e 5 de agosto. 

 

Rodas Literárias têm apoio do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC SP), edital nº 24/2019 – “Ações de incentivo à leitura”. Outro aspecto do projeto é estimular a participação de todas as pessoas, dizendo o que se pensa, o que é sentido durante esse processo criativo, ainda que tenha sido o primeiro contato delas com o texto. “Aliás, não é imprescindível que o leitor conheça a obra e/ou os autores para participar, deste modo colocamos em prática a perspectiva democrática da ‘palavramundo’, como diria Paulo Freire”, explicam os organizadores.

 

 

 

Programação das Rodas Literárias:

 

19.06 – Conto “O jantar”, de Clarice Lispector

 

26.06 – Conto “O pedestre”, de Ray Bradbury

 

3.07 – Crônicas de Hilda Hilst

 

10.07 – Conto “Venha ver o pôr do sol”, de Lygia Fagundes Telles

 

17.07 – Conto “Zaíta esqueceu de guardar os brinquedos”, de

Conceição Evaristo

 

 

 

24.07 – Texto de Lima Barreto

 

31.07 – Conto “As mãos dos pretos”, de Luís Bernardo Honwana

 

7.08 – Conto “I have shoes for you”, de Cidinha da Silva

 

14.08 – Conto “Telhado quebrado com gente morando dentro”, de Jarid Arraes

 

21.08 – Conto “Um general na biblioteca”, de Ítalo Calvino

 

 

Programação das Oficinas

 

1ª – Oficina on-line de HQs, com Bira Dantas

 

Esta oficina propõe a apresentação do gênero HQs, partindo da obra do autor, intitulada “Tatu-man”, além de orientar os participantes a criar sua própria História em Quadrinhos. Para isso, a oficina será dividida em dois momentos: no primeiro dia, será abordada a criação de personagens; no segundo encontro, a criação de roteiro da HQ.

 

 

Material necessário: 20 folhas de sulfite por participante; 1 lápis e 1 borracha branca.

 

Público-alvo a partir de 11 anos.

 

Duas turmas, com 20 vagas cada: 1ª turma– dias 22 e 24 de junho, 10h às 12h. 2ª turma – dias 23 e 25 de junho, 15h às 17h.

 

 

Bira Dantas trabalha com HQs, ilustrações e charges desde 1979. Foi desenhista da revista em quadrinhos “Os Trapalhões” (Bloch) de 1980 a 82, e intercalador de desenho animado no Estúdio Briquet (Bond Boca) em 85, quando fez parte da AQC (Associação dos Quadrinistas e Caricaturistas de SP).

 

 

Colaborou em revistas como Pântano, Tralha, Porrada, Megazine, Bundas, Em Ação (Caterpillar), EATON, IBM, 3M, Rockwell Fumagalli, Anglo, Bundas e jornais como Retrato do Brasil, Folha da Tarde (SP), Diário do Povo (Campinas), Pasquim 21 e jornais Sindicais. Ilustrou livros para Ed. Atual (O Caderno de Perguntas de Rebecca) e para Ática (Curso de Inglês) através da Agência de Design e Editoração Grafos.

 

 

Participou de livros cooperativados da Editora Virgo como “Brasil, 500 anos”, “Fome de ver estrelas”, “Tiras de Letras”, entre outros. Publicou quadrinhos literários pela Escala Educacional (Memórias de um Sargento de Milícias, D. Quixote e O Ateneu). Tem trazido as exposições da AQC (Brasil-África, Brasil-Paraguai, Zalla para sempre) para a Biblioteca Pública Municipal Prof. Ernesto Manoel Zink, em Campinas. É professor de charge, cartum e caricatura na Escola de Arte Pandora, em Campinas. Atualmente é contratado pelo Sinergia e Sindipetro.

 

 

2ª Oficina on-line de leitura e escrita literárias, com Mozí Neri

 

Esta oficina parte da leitura de formas breves da prosa – fragmentos, provérbios, diários, crônicas e contos – como provocação à escrita criativa. A oficina é dividida em dois movimentos: o primeiro, de apresentação, leitura e conversa com e sobre os textos; o segundo, de produção escrita das pessoas participantes. Os textos produzidos também serão lidos e comentados.

 

 

Turma  da noite – dias 3 e 5 de agosto, 20h às 22h. São 20 vagas.

 

Mozí Neri é mestra em Educação (Unicamp) e licenciada em Letras (UFRJ), tendo defendido dissertação sobre a importância da literatura em ambientes de coletividade e diálogo.

 

 

Atua em atividades educativas e culturais de incentivo à leitura e escrita literária; em coordenação e supervisão de projetos; docência; atendimento a escolas e ao público de bibliotecas e museus. Coordena o projeto “Rodas Literárias” desde 2012, que já foi realizado em bibliotecas públicas do RJ e de SP, via editais e/ou parcerias.

 

 

Em 2019, este projeto foi selecionado pelo Edital ProAC nº 24/2019, que visa a realização de ações de incentivo à leitura no Estado de São Paulo. Publicou textos ficcionais e não ficcionais, de diferentes gêneros, em periódicos e coletâneas. Ainda em 2019, publicou o ensaio “Da palavra ao gesto: o ato de ler literatura”, na coletânea Mediação da leitura literária em bibliotecas, pela editora Malê. No contexto pandêmico e on-line, em 2020 e 2021, vem realizando encontros quinzenais das Rodas.

Geral

Em transmissão ao vivo, prefeito anuncia implantação do Mário Gattinho

Published

on

By

O prefeito Dário Saadi anunciou nesta segunda-feira, 26 de julho, a implantação do Hospital Mário Gattinho, na Avenida das Amoreiras, onde está instalado o Hospital Mário Gatti-Amoreiras (antigo Metropolitano). Na última sexta-feira, a Rede Mário Gatti assinou o contrato de locação do imóvel e o início do funcionamento do hospital pediátrico dependerá da evolução da pandemia.

 

 

 

“Instalar esse hospital foi compromisso que assumi com a cidade. A locação do imóvel é um passo importante para viabilizar esse compromisso. Vamos implantá-lo quando a pandemia permitir”, disse Dário em transmissão pelas redes sociais. O aluguel será de R$ 72,1 mil mensais – o valor foi definido por avaliação realizada pela Cohab.

 

 

 

Dário também assinou decreto, que será publicado nesta terça-feira, 27 de julho, no Diário Oficial, que revoga a requisição administrativa do imóvel ocorrida em março, quando o Hospital Metropolitano ocupava as instalações. A requisição foi necessária para ampliar, em caráter de urgência, o atendimento a pacientes com Covid-19 em Campinas.

 

 

 

O presidente da Rede Mário Gatti, Sérgio Bisogni, informou que o Mário Gattinho abrigará o pronto-socorro infantil, a UTI e a enfermaria pediátrica que hoje funcionam no Hospital Mário Gatti. Com a transferência, as áreas hoje ocupadas por esses atendimentos serão destinadas à ampliação pronto-socorro e da enfermaria para atendimento de adultos.

 

 

 

O projeto de adequação do imóvel para receber o hospital prevê inicialmente a mesma estrutura que estava disponibilizada para atendimento pediátrico no Mário Gatti antes da pandemia, com dez leitos de UTI, 18 de enfermaria e 11 de observação no PS Infantil. A demanda em junho de 2019 era de média de 181 atendimentos diários no PS infantil e taxas de ocupação de 81,2% na enfermaria e de 98,6% na UTI pediátricas.

 

 

 

A pandemia levou a uma redução na demanda, que passou em junho deste ano a média diária de 64 atendimentos no pronto-socorro e a taxas de ocupação de 67% na enfermaria e de 51,6% na UTI pediátricas.

Continue Reading

Geral

Avanço da vacinação contra Covid-19 já reflete nos números da pandemia

Published

on

By

A vacinação contra a Covid-19 em Campinas atingiu 871.770 doses aplicadas nesta segunda-feira, 26 de julho. Até agora, 70,2% das 922.781 pessoas a partir de 18 anos que moram em Campinas foram vacinadas com a primeira dose (638.126) ou com a vacina em dose única (22.318). Os dados foram divulgados durante transmissão ao vivo nas redes sociais do prefeito Dário Saadi, nesta tarde.
Além disso, 24,5% dos maiores de 18 anos estão com a imunização completa, seja com as duas doses (211.326) ou com a dose única (22.318).
O avanço da vacinação em Campinas já reflete nos números da pandemia, que continuam estáveis, com tendência de queda. A taxa de transmissão nesta segunda-feira está em 0,9, com intervalo de confiança entre 0,77 e 1,12.
Os casos novos de Covid-19 tiveram uma diminuição de 16,6%. Enquanto os óbitos diminuíram 17%.
Apesar de os números estarem mais baixos e a vacinação estar avançando, ainda temos que continuar tomando cuidado, evitando aglomerações e mantendo o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social”, afirmou a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Andrea von Zuben.

Continue Reading

Geral

Parceria para acelerar a vacinação contra Covid-19 já atraiu 22 empresas

Published

on

By

Vinte e duas empresas de Campinas se cadastraram para firmar parceria com a Prefeitura e acelerar a vacinação contra a Covid-19 em Campinas. Os dados são desta segunda-feira, 26 de julho, e foram divulgados durante transmissão ao vivo nas redes sociais do prefeito Dário Saadi.
Juntas, as organizações representam 69.093 trabalhadores, sendo que 21.512 têm a partir de 30 anos, faixa etária contemplada atualmente na vacinação; e 15.005 já estão imunizados. O cadastro das empresas foi aberto em 20 de julho.
A adesão foi maior do que imaginávamos. Isso mostra que tem um contingente grande de empresas que considera importante vacinar seus trabalhadores”, afirmou o prefeito. Ele ressaltou que só serão vacinados os funcionários que estiverem dentro dos grupos contemplados pela vacinação do município. “Esse grupo será ampliado de acordo com a abertura de novas faixas etárias e categorias contempladas na imunização da cidade”, disse.
As empresas que fazem adesão são avaliadas pelo Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa). Se aprovadas, recebem treinamento, vacinas e insumos para aplicação. Em contrapartida, se responsabilizam por vacinar os funcionários dos grupos que estão sendo imunizados pela Secretaria de Saúde.
Para serem aprovadas, as empresas precisam cumprir alguns requisitos. Entre eles, ter um profissional de enfermagem para aplicar as doses e duas pessoas para cuidar da digitação dos dados exigidos pelo sistema.
A administração continua aceitando os formulários. As empresas que tiverem interesse devem acessar o site https://vacina.campinas.sp.gov.br/vacinas/covid-19 e fazer a adesão.

Continue Reading

Populares