Connect with us

Geral

Banco de Alimentos faz 15 anos e lança cartilha para orientar doadores

Publicado

em

O Banco Municipal de Alimentos de Campinas lançou nesta quinta-feira, 24 de maio, a cartilha “Como Doar Alimentos”, com informações objetivas sobre a forma correta de fazer doações, os procedimentos que devem ser seguidos e o que deve ser evitado na hora de dar a sua contribuição. A edição foi lançada durante a cerimônia que marcou a comemoração dos 15 anos do Banco, na sede da entidade, localizada na Ceasa Campinas. Durante o ato, também foi divulgada a Lei nº 15.611, que criou o Dia Municipal da Doação de Alimentos.

 

O evento – que reuniu cerca de 300 convidados – contou com as presenças do prefeito Jonas Donizette, do diretor-presidente da Ceasa Campinas, Wander Villalba, e da secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, além de entidades, vereadores, secretários municipais e outras autoridades. Na abertura, houve apresentações de grupos de hip-hop, capoeira e boxe, com jovens de entidades assistidas pelo Banco. 

 

“Nesse dia especial, gostaria de, em nome da cidade, dizer um muito obrigado a todos vocês das entidades. Gostaria de dizer que, sem vocês, as coisas seriam muito mais difíceis”, disse o prefeito, referindo-se aos representantes das entidades assistenciais beneficiadas pelo Banco de Alimentos que atendem a população de Campinas. 

 

“Aqui na Ceasa nós temos dois projetos sociais de fundamental importância para a cidade de Campinas: o ISA (Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação) e o Banco de Alimentos, que juntos alimentam mais de 60 mil pessoas. Nesses momentos de crise, os projetos sociais são fundamentais e o Banco de Alimentos tem garantido a alimentação de milhares de pessoas, com empenho e trabalho sério”, afirmou o prefeito.

 

Villalba também parabenizou o Banco de Alimentos pelos 15 anos de existência. “O nosso banco é o único do País filiado à Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, pois foi o único a cumprir as exigências impostas pela rede. E isso só foi possível graças ao excelente trabalho desenvolvido pela equipe do Banco, que é modelo no Brasil e no mundo”, disse o presidente da Ceasa. 

 

A secretária Eliane também destacou o trabalho do órgão. “O Banco de Alimentos é um equipamento fundamental para a política municipal de Segurança Alimentar. Sua história ao longo dos anos tem proporcionado uma qualificação na distribuição de alimentos saudáveis e adequados à população de Campinas que está em insegurança alimentar”, disse. 

 

A cartilha “Como Doar Alimentos” foi desenvolvida pela secretaria municipal, equipe do Banco de Alimentos e Departamento de Comunicação e Marketing da Ceasa. Com 12 páginas, o informativo será distribuído gratuitamente a empresas, pessoas físicas e entidades de Campinas e região e contém informações úteis como, por exemplo, os tipos de alimentos que podem ou não ser doados e as condições de higiene e conservação dos produtos e embalagens, entre outras. “A cartilha é um instrumento de sensibilização e informação importante para que a sociedade civil, junto com o poder público, possa ampliar a capacidade de atendimento às famílias e de qualidade dos produtos doados”, disse Eliane. 

 

 

 

Lei municipal

 

Durante o evento, também foi divulgada a Lei nº 15.611, publicada na edição do último dia 22 do Diário Oficial do Município. A lei institui no Calendário Oficial do Município de Campinas o Dia Municipal da Doação de Alimentos, uma demanda apresentada pelo Banco de Alimentos ao Executivo e ao Legislativo. A lei – de autoria do vereador Marcos Bernardelli – foi aprovada pela Câmara Municipal em abril e sancionada pelo prefeito Jonas Donizette. 

 

O Dia Municipal da Doação de Alimentos será comemorado anualmente no dia 19 de maio, que também é a data de aniversário do Banco de Alimentos. Neste dia, ocorrerá uma mobilização da sociedade em locais e horários preestabelecidos, sob a coordenação do Banco, para a arrecadação de produtos de gênero alimentício que serão repassados às entidades cadastradas.

 

O gerente do Banco de Alimentos, Osvaldo Vancini, comemorou a presença de 98 das 120 entidades cadastradas. “O evento foi um sucesso. Agradecemos a todas as entidades presentes. Essa presença maciça dessas entidades indica que elas estão dispostas não só a doar alimentos, mas também a contribuir para o sucesso do Banco”, afirmou.

 

 

 

Presença

 

Além do prefeito Jonas Donizette, o evento contou com as presenças de vereadores e dos secretários Dário Saadi e Rogério Menezes; do ex-vereador Romeu Santini, autor da lei que criou o Banco de Alimentos, e do diretor do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (DSAN) da Prefeitura, Domis Vieira Lopes, e o superintendente regional de São Paulo da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Nestor Amâncio Alves Júnior. 

 

 

 

Banco de Alimentos

 

O Banco de Alimentos funciona numa área dentro da Ceasa Campinas e é resultado de um convênio entre a Ceasa e a Secretaria de Assistência Social. Fundado em 19 de maio de 2003, o Banco arrecada produtos fora da Ceasa, em eventos esportivos e culturais, em supermercados, empresas e por meio de parcerias. O Banco atende hoje a 120 entidades cadastradas e cerca de 32 mil pessoas.

 

 

 

 

SAIBA MAIS

 

Em 2017, o Banco de Alimentos arrecadou 834,8 toneladas de doações, o que dá uma média de 70 toneladas por mês. 

 

Foi escolhido pelo Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-SP) como modelo para a formulação de políticas de segurança alimentar para todo o Estado de São Paulo.

 

Foi uma das entidades escolhidas para integrar o programa Corporate Service Corps (CSC) da IBM global, com a presença de três “IBMistas” na Ceasa Campinas e Banco de Alimentos. 

 

Em 2017, recebeu pela segunda vez o prêmio “Josué de Castro de Combate à Fome e à Desnutrição”, do Governo do Estado de São Paulo.

 

Neste ano, o Banco de Alimentos de Campinas e a Ceasa Campinas se filiaram à Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, sendo os primeiros neste segmento a obter a filiação.  

Geral

Prefeito acompanha situação das UTIs para casos de Covid em Campinas

Publicado

em

Por

Continue Lendo

Geral

Segundo a Secretaria de Saúde de Monte Mor, foram realizados 66 novos exames

Publicado

em

Por

corona

A Secretaria de Saúde de Monte Mor informa que hoje (22) foram confirmados 5 novos casos de Covid-19 no município. Também foram realizados 66 novos exames.

A soma de exames realizados até o momento é de 7333 (sete mil trezentos e trinta e três), sendo 5183 (cinco mil cento e oitenta e três) casos negativos, e 2058 (dois mil e cinquenta e oito) casos positivos. São 72 (setenta e duas) pessoas esperando o resultado.

O número de pessoas curadas é de 1999 (mil novecentos e noventa e nove). Os casos de óbitos são de 50 (cinquenta) pessoas, outras 9 (nove) pessoas estão hospitalizadas, e 127 (cento e vinte e sete) estão em isolamento domiciliar.

A secretaria de saúde lembra a todos a importância do uso de máscara, a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel e o distanciamento social.

Continue Lendo

Geral

Campinas prevê vacinar mais de 2 mil nos 2 primeiros dias de imunização

Publicado

em

Por

Setecentos profissionais que trabalham na assistência direta a pacientes com Covid-19 foram vacinados contra a doença na quinta-feira, 21 de janeiro, no primeiro dia de imunização na Rede Municipal de Saúde de Campinas. Nesta sexta-feira, dia 22, a previsão é vacinar mais 1.440 pessoas nas unidades da Rede Mário Gatti, o que vai resultar em 2.140 vacinados em dois dias. A informação foi divulgada pelo prefeito Dário Saadi em transmissão ao vivo na internet na tarde desta sexta .

A vacinação ocorre até 22h para que os funcionários não precisem se deslocar fora do seu horário de trabalho para tomar a dose.

Em toda a rede serão 4.140 pessoas vacinadas no total. Estão incluídos nesse contingente os dois hospitais municipais – Mario Gatti e Ouro Verde, o Samu e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Campo Grande, Carlos Lourenço, São José e Anchieta Metropolitana.

“Como todo mundo sabe, nós recebemos 24,9 mil doses da vacina CoronaVac, do Butantan. Os critérios de distribuição foram os definidos pelos Ministério da Saúde e Secretaria de Estado de Saúde, priorizando os profissionais que atuam na linha de frente”, disse o prefeito.

Todas essas vacinas estão sendo aplicadas como primeira dose. A segunda já está provisionada pelo governo do Estado. A distribuição aos hospitais privados também está sendo realizada.
Até o presente momento estamos indo bem. Espero que Campinas continue fazendo essa vacinação com critério e com justiça. Isso é muito importante”, afirmou o prefeito.

Agendamento
Não há previsão da data em que será iniciado o agendamento para os outros grupos da primeira fase. A definição depende das vacinas que a cidade receberá. A prioridade é a imunização de quem atua no atendimento a pacientes com o novo coronavírus.
Quando a cidade receber novas doses, a prefeitura vai divulgar as ferramentas para facilitar o agendamento.

Centros de Imunização
As vacinas serão aplicadas em cinco centros de imunização (há possibilidade de ampliação), um por região:
– Casa da Criança Paralítica – Rua Pedro Domingos Vitali, 160 – Parque Itália (região sul)
– Naed Noroeste – Avenida Ibirapuera, s/nº, Jardim Londres (região noroeste);
– Centro de Vivência do Idoso – Lagoa do Taquaral – portão 5 (região leste);
– Círculo Militar – Avenida Getúlio Vargas, 200. Jardim Chapadão (região norte);
– Caic Sudoeste – Rua José Augusto de Mattos, s/nº, Vila União (região sudoeste

Continue Lendo









<





Populares