Connect with us

Indaiatuba

Balanço do Saae traz planejamento e investimentos em obras e educação ambiental

Publicado

em

Foto: Eliando Figueira RIC/PMI

O Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos) fecha o ano de 2017 com a produção e distribuição diária de 64 milhões de litros de água tratada, através de uma rede de mais de 1.025 quilômetros, para 91,5 mil hidrômetros ativos, que atende 98,5% da população Indaiatubana.

Segundo o superintendente da autarquia, o engenheiro Sandro de Almeida Lopes Coral, com uma população de 239 mil habitantes, o cuidado para que todos tenham acesso à água de qualidade e à coleta e tratamento de esgotos é um trabalho constante da Prefeitura e do Saae. “Este ano continuamos seguindo um planejamento bem elaborado que permitiu dar continuidade ao desenvolvimento sustentável da cidade e da região. Com investimentos constantes, vamos continuar atendendo a população da nossa cidade da melhor forma possível”, resumiu.

Em 2017 foram finalizadas e tiveram início muitas obras importantes. Dentre os investimentos realizados para ampliar a atual oferta de água, para que a cidade consiga atender o crescimento populacional e o desenvolvimento de Indaiatuba, está a ampliação da ETA III – Pimenta, que em 2018 passará a tratar 450 litros por segundo. Hoje, a capacidade de tratamento é de 300 l/s, o que significa que haverá um aumento de 50% de sua capacidade de tratamento, reforçando o fornecimento de água para a Zona Sul, região que conta com bairros populosos como o Jardim Morada do Sol e o recente Parque Campo Bonito.

Mais dois novos reservatórios foram entregues esse ano: do Buru com 5 milhões de litros abastecendo a região do Campo Bonito, e do Regente com 1,2 milhão de litros, reforçando o abastecimento dos bairros Jardim Regente, Chácaras Polaris, Carlos Aldrovandi, Recreio Campestre Viracopos e adjacências. Dos nove reservatórios regionais planejados, sete já estão em funcionamento, elevando de 30,3 milhões de litros para 62,8 milhões de litros de água tratada reservada, aumentando em 107% a capacidade de reservação da cidade. Em 2017 teve início também a reforma do reservatório elevado da Morada do Sol, com mais de 23 anos de funcionamento. Ele será recuperado, impermeabilizado e pintado.

Publicidade

Também são necessárias adutoras e redes mantidas e implantadas pelo Saae, para que a água reservada chegue aos lares e estabelecimentos por toda cidade. Para isso acontecer com eficiência, com mínima perda, é necessária uma equipe multidisciplinar de vários departamentos. Este ano foram feitas implantações de novas adutoras para alimentar os Centros de Reservação do Regente, Campo Bonito e Santa Dulce e está em andamento a construção de 3,2 km de rede que irá reforçar o Reservatório do América e melhorar o abastecimento dos bairros Moacir Arruda, Castelo Branco e adjacências. Foram substituídos 2.460 metros de redes antigas para atender a região Central, Jardim Marina e Morada do Sol e 2018 terá início a troca de 11 km das redes antigas da região Central, diminuindo a perda de água na região.

Ações como estas ampliam a oferta de água tratada, que são planejadas através do Grupo Gestor de Perdas, que esse ano substituiu mais de 11 mil hidrômetros antigos, instalou Válvulas Redutoras de Pressão, fez o monitoramento de vazamentos, instalação de macromedidores para a setorização do município e diversos outros serviços que reduziram a perda de água em mais de 500 milhões de litros de água em relação a 2016.

Todo este esforço seria em vão se não houvesse uma preocupação com a manutenção dos corpos d´água de nosso município, que foi uma das prioridades da autarquia esse ano. Para melhorar o escoamento dos corpos hídricos foram feitos os desassoreamentos dos lagos do Jardim Europa, afluentes do Córrego do Barnabé e no próprio córrego Barnabé. A remoção do material de sedimentação acumulado nos rios e córregos deve ser constante e planejada, para aumentar a capacidade de reservação, evitar enchentes e vegetação nociva. Em 2018 o trabalho continuará.

Para que o ciclo da água esteja completo, os cuidados com os efluentes são essenciais. Buscando coletar e tratar 100% do esgoto da cidade, o sistema de esgotamento sanitário do município está sendo ampliado através da construção de novos interceptores, emissários e redes coletoras de esgoto e também da adequação e ampliação da Estação de Estação de Tratamento de Esgotos – ETE Mário Araldo Candello, que teve início em março de 2017 e é a maior obra de saneamento do município, elevando ainda mais a qualidade de vida da região. Uma inovação será um moderno sistema de tratamento que será possível armazenar e fornecer água de reuso para a indústria com um custo em torno de 30% menor do que se paga hoje. Com essa obra, Indaiatuba vai aumentando ainda mais sua contribuição para a despoluição dos rios Jundiaí e Tietê.

Ainda pensando no desenvolvimento e progresso de Indaiatuba e região, duas grandes obras deverão ser iniciadas até 2019: A ETA VI – Tombadouro, que irá tratar a água do rio Jundiaí, que está com sua qualidade cada dia melhor e desde 2014 foi reclassificado; e a construção da Barragem do Ribeirão Pirai, através do Consórcio Intermunicipal composto por Indaiatuba, Itu, Salto e Cabreúva irá armazenar 9 bilhões de litros. Em 2017 o prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar, foi eleito presidente do Consórcio e conseguiu avançar em algumas frentes, como as desapropriações das áreas que serão ocupadas pelo empreendimento e também no trâmite para obtenção das Licença de Instalação e Licenças Prévias do CONDEPHAT, IPHAN e CETESB.

Publicidade

No início de 2018 a Prefeitura e o Saae vão inaugurar o Parque do Mirim, construído no entorno da barragem do rio Capivari-Mirim, e será mais um espaço para reforçar os programas de educação ambiental desenvolvidos pelo Saae. Os visitantes terão acesso a informações sobre Bacia Hidrográfica, Mata Ciliar, Fauna, Flora, Resíduos e muito mais, além da área de lazer que conta com academia, parquinho infantil, fonte interativa, quadras, lanchonete, pista de caminhada e um mirante com quase 30 metros de altura. A Barragem do Rio Capivari-Mirim, já está em funcionamento e regularizou a vazão do Rio Capivari-Mirim, manancial que hoje fornece cerca de 70% da água distribuída para a Zona Norte e que atende cerca de 120 mil habitantes, além de armazenar mais de 1,3 bilhão de litros, dando segurança hídrica à população.

Educação Ambiental

Para coletar e afastar os efluentes de 20 bairros na região do Recreio Campestre Internacional de Viracopos, na Zona Norte do município, foram construídas três Estações Elevatórias de Esgoto, 45 km de redes coletoras, emissários e linhas de recalque que beneficiaram 2.011 lotes, sem custo algum ao usuário. O Saae conseguiu através de um bem elaborado projeto, verba através do Reágua – Programa Estadual de Apoio à Recuperação de Águas, do Governo do Estado. Após a conclusão da obra o Saae também fez recapeamento asfáltico da Estrada do Fogueteiro. Também em 2017 teve início a obra de implantação do interceptor do Lagos do Shanadu, que irá coletar o esgoto do condomínio e de toda a região no entorno.

De acordo com Coral, outra preocupação que deve ser trabalhada se quisermos alcançar o desenvolvimento sustentável é a conscientização sobre a importância da água e a educação ambiental. “E para atingir esse objetivo, o Museu da Água, inaugurado em 2016, é reconhecido como uma referência em nossa região, e recebeu em 2017 cerca de 40 mil visitantes, entre famílias, grupos e escolas”, explicou o superintendente.

O Museu recebe através do Programa “Na Trilha das Águas” alunos dos terceiros anos do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino. O programa já atendeu desde seu início em 2009 mais de 24 mil crianças, por meio de uma parceria entre o Saae e a Secretaria Municipal de Educação. Com essa parceria a autarquia também desenvolve o programa Educa Água, que tem como objetivo reduzir o consumo de água nas escolas através de um cronograma de ações desenvolvidas durante todo ano. Entre as ações estão a abordagem do assunto em sala de aula; o acompanhamento da leitura do hidrômetro para que os alunos possam perceber o aumento e diminuição de consumo, verificar um possível vazamento; a participação nas Feiras de Ciências com o tema Água e Sustentabilidade; a realização de uma peça teatral e entrega de cartilha sobre o tema.

Publicidade

Para 2018, a Prefeitura e o Saae darão andamento aos projetos iniciados e já trabalham em novos projetos, sempre buscando a qualidade de vida da população.

Indaiatuba

Defesa Civil de Indaiatuba resgata jiboia próximo à vias públicas

Publicado

em

Por

A Defesa Civil de Indaiatuba realizou o resgate de uma cobra jiboia nesta quarta-feira (30), nas proximidades do Jardim Esplanada II. O animal estava próximo à vias públicas, mas não sofreu nenhum ferimento e foi solto novamente na área de mata localizada na região.

Conforme informou o coordenador da Defesa Civil de Indaiatuba, Paulo Cesar Feijão, na tarde de quarta-feira ele foi solicitado para auxiliar na captura da jiboia de aproximadamente 2,5 metros. “A cobra foi encontrada por uma equipe do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos) que estava roçando o entorno da mata localizada próxima à Prefeitura, quando encontrou a cobra. Depois da captura observei que a cobra estava saudável e sem ferimentos, por isso segui os protocolos de proteção da fauna silvestre e fiz a soltura imediata do animal em seu habitat natural, mas em segurança para ela não correr riscos”, contou Feijão.

O coordenador ainda explicou que se o animal estivesse machucado o procedimento seria entrar em contato com a equipe da Associação Mata Ciliar para que fossem tomados os cuidados necessários. “A Prefeitura mantém um convênio com a Associação para que animais encontrados feridos ou resgatados de cativeiros, sejam tratados e reabilitados antes de serem soltos, novamente, em áreas de mata do município”, explicou.

A população pode colaborar com este trabalho. Quando encontrar um animal silvestre ferido ou em risco, é possível comunicar à Prefeitura por meio da Defesa Civil, da Secretaria de Serviços Urbanos ou do Corpo de Bombeiros. A comunicação pode ser feita pelos telefones 153, (19) 3936-2782 e 3894-1593. O Corpo de Bombeiros atende pelo telefone 193.

Defesa Civil

Publicidade

A Defesa Civil de Indaiatuba atua diante de situações de desastres naturais e apoia a população em ações emergenciais. De acordo com a situação vivenciada, é responsável por traçar um plano de ação e acionar todas as secretarias e ou órgãos competentes para prevenir, solucionar ou amenizar a ocorrência.

Programa Município VerdeAzul

Vinculado à Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, o Programa Município VerdeAzul – PMVA foi lançado em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo com o propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios. O objetivo é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado.
A participação do município no PMVA é um dos critérios de avaliação para a preferência na liberação de recursos do Fundo Estadual de Controle da Poluição – Fecop.

Continue Lendo

Indaiatuba

Secretaria da Fazenda lança formulário de sugestões para elaboração do planejamento orçamentário

Publicado

em

Por

Foto: Arquivo-Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria da Fazenda, lança na quarta-feira (10) o formulário de participação da população na elaboração do Plano Plurianual – PPA 2022-2025, e Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO 2022 e Lei Orçamentária Anual – LOA 2022. Para participar, basta acessar o link https://www.indaiatuba.sp.gov.br/fazenda/orcamento/, no período de 10 de março a 30 de junho.

Através do formulário eletrônico será solicitado o preenchimento de alguns dados pessoais e, logo em seguida, cada cidadão poderá selecionar dentre as opções disponíveis, 03 (três) áreas que em sua opinião necessitam de maior atenção da administração municipal, devendo ainda indicar 02 (duas) ações que considera prioritárias, nas áreas selecionadas.

Caso tenha sugestões adicionais, não contempladas nas opções disponíveis para seleção, o cidadão terá a oportunidade de registrá-las ao final do preenchimento do formulário.

Este canal de comunicação entre o poder público e a população visa tornar a administração pública municipal mais transparente, democrática e participativa. “Entendemos que este é o momento mais propício para a participação popular, pois é neste ano que a administração pública municipal tem a obrigação de elaborar todas as peças de planejamento, dentre elas o Plano Plurianual, que é a peça que norteará o planejamento orçamentário municipal para os próximos 4 anos, através da edição anual da LDO e da LOA”, explica o secretário da Fazenda, Orlando Schneider Vianna.

O objetivo desta ação, além de ampliar a participação de toda a população, é identificar as áreas prioritárias e aproveitar as sugestões para o aperfeiçoamento constante dos programas de governo possibilitando a construção de um orçamento voltado ao desenvolvimento social e econômico sustentável do município, proporcionando maior efetividade e dinamismo à gestão pública.

“Outro ponto positivo de realizar a audiência pública eletrônica nesta fase, é o tempo hábil para os órgãos técnicos e Administração avaliarem e decidirem quanto a viabilidade e possibilidade de inclusão das demandas no planejamento orçamentário”, conclui Vianna.

As demandas prioritárias identificadas nos canais disponíveis serão sempre submetidas primeiramente aos órgãos setoriais da administração municipal para análise técnica, o que envolve a verificação da pertinência, da validade/legalidade, da viabilidade e da oportunidade do seu acolhimento. Em seguida serão encaminhadas ao Chefe do Poder Executivo que poderá determinar a inclusão nas peças de planejamento, em função das diretrizes orçamentário-financeiras e de governo.

Importante frisar que as audiências públicas eletrônicas são instrumentos de consulta popular, sem caráter deliberativo, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que permitem aos cidadãos manifestarem suas demandas e participar da elaboração das peças de planejamento (Plano Plurianual – PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO e Lei Orçamentária Anual – LOA).

Continue Lendo

Indaiatuba

NOTA 323 / COVID-19 / terça-feira, 09 de março de 2021

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 9 de março, o registro de mais uma morte com diagnóstico positivo para Covid-19. Além disso, foram contabilizadas 297 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde) e outros 11 casos positivos e 276 descartados.

O óbito aconteceu no Hospital Santa Ignês, sendo uma mulher de 69 anos, internada desde o dia 5 de fevereiro e faleceu hoje (9), tinha antecedentes de hipertensão. A administração municipal lamenta a morte e presta condolências aos familiares e amigos.

Desde o início da pandemia, 15.495 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 15.051 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 369 evoluíram a óbito e 1.669 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 100 internados, dos quais 75 estão confirmados para Covid-19. Do total, 60 estão em leitos clínicos e 40 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte:

Leitos Clínicos

Haoc: 100%

Santa Ignês: 60%

UTI

Haoc: 96%

Santa Ignês: 100%

*Externa: 100%

MINHA SAÚDE

Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.

O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.

*Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS.

Continue Lendo

Populares