Connect with us

Geral

Avanço das obras do BRT Ouro Verde altera ponto de ônibus na Ruy Rodrigues

Publicado

em

O avanço das obras do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Ouro Verde promove mudanças em pontos de ônibus na Avenida Ruy Rodriguez, na região que está recebendo a construção da Estação de Transferência Santa Lúcia. A partir das 10h de segunda-feira, dia 4 de junho, os pontos localizados na altura dos números 1.700 e 1.795 da avenida serão extintos. E os demais pontos, localizados no canteiro central ao longo da região de obras, serão remanejados para as vias marginais, nos dois sentidos.

 

 

 

A medida afeta as linhas 116; 118; 121; 125; 130; 131; 132; 133; 134; 136; 140; e 142. Essas linhas, desde o dia 23 de abril, já trafegam pela marginal da avenida, na região do hipermercado Extra Amoreiras. Inicialmente, as alterações estavam previstas para o dia 28 de maio. Mas, por conta da situação de desabastecimento do País, em função da greve nacional dos caminhoneiros, teve que ser adiada.

 

 

 

Nessa nova fase de obras, os trabalhos na Avenida Ruy Rodriguez se estendem da futura Estação Santa Lúcia até a proximidade da Rua Dra. Joana Zanaga Aboim Gomes. Na Ruy Rodriguez, além da estação de transferência, ocorre a construção de uma ponte sobre o rio Capivari, no entroncamento com a Rua Antônia Ceregatti Albieri. Ao lado já existe uma ponte, que será duplicada. Essa obra não afeta diretamente o viário, pois é realizada em trecho sem pavimentação.

 

 

 

As duas obras estão dentro do trecho 2 do Lote 4 do BRT campineiro. O Lote 4 compreende os trechos 2 e 3 do Corredor Ouro Verde, fazendo a ligação da Estação Campos Elíseos até o Terminal Vida Nova. São 9,8 km de extensão. O responsável pelo Lote 4, que tem valor total de R$ 104,9 milhões, é o Consórcio BRT Campinas (Artec; Metropolitana).

 

 

 

Medidas operacionais

 

Para minimizar os impactos viários das obras na região, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) adota vária medidas operacionais. Elas ocorrem desde 23 de abril. A região recebe constante monitoramento do trânsito pelos agentes da Mobilidade Urbana. Também ocorrem reprogramações semafóricas. O estacionamento e a parada de veículos nas marginais de Avenida Ruy Rodriguez estão proibidos, como forma de proporcionar maior fluidez ao tráfego.

 

 

 

A Emdec traçou uma rota de desvio, para o motorista que não quer transitar pelo trecho com obras. No sentido bairro – Centro, pelas vias: Antônia Ceregatti Albieri, Maria Anna Cremasca Levantesi, Amoreiras, João Batista Alves da Silva Telles, Fausto Elisiário Ciribelli, Nelly Bontore e novamente a Amoreiras. Esse caminho é pelo interior dos bairros que circundam a Ruy Rodriguez, com passagem ao lado do chamado “Tancredão”. No sentido inverso, Centro – bairro, a rota também é a inversa.

 

 

 

A rota de desvio tem 5,06 km. A rota normal pela região de obras tem 3,56 km de extensão. A Avenida Ruy Rodriguez tem uma circulação média diária de 42,9 mil veículos.

Geral

Campinas tem 81,39% dos leitos de UTI-Covid ocupados

Publicado

em

Por

Campinas conta nesta sexta-feira, 15 de janeiro, com 231 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 188 estão ocupados, o que corresponde a 81,39%. Há 43 leitos livres somando as redes pública e particular.

Os leitos estão divididos da seguinte forma:
 
SUS Municipal: 84 leitos, dos quais 73 estão ocupados, o que equivale a 86,90%. Há 11 leitos livres.

SUS Estadual: 17 leitos, dos quais 15 estão ocupados, o que corresponde a 88,23%. Há dois leitos livres.

Particular: 130 leitos, dos quais 100 estão ocupados, o que equivale a 76,92%. Há 30 leitos livres.

Continue Lendo

Geral

Defesa Civil alerta pra risco de saturação do solo entre hoje e domingo

Publicado

em

Por

A Defesa Civil alerta para o risco de saturação do solo entre hoje, dia 15 de janeiro, e domingo, dia 17, em cidades que estão em estado de atenção devido ao volume de chuvas acumulado nos últimos dias.

Conforme o último balanço da Operação Verão desta manhã, são 23 cidades da região que estão em estado de atenção e uma em estado de alerta (Socorro).  Campinas permanece em estado de alerta com 127,4 mm de chuvas acumuladas nas últimas 72 horas.  

Segundo a Defesa Civil, o solo encharcado de água pelo alto índice pluviométrico pode causar deslizamentos de encostas – principalmente em cidades de montanha e litorâneas – e também provocar, em centros urbanos como Campinas, ocorrências como queda de árvores e de muros. “Não há uma região da cidade com maior ou menor risco, o alerta vale para o município como um todo”, salientou o diretor Sidnei Furtado.  

Caso ocorra uma situação de risco, a recomendação da Defesa Civil é nunca ignorar uma ordem de evacuação, nunca atravessar uma via com água ou lama de deslizamento e ficar alerta para outras ocorrências e, imediatamente, acionar a Defesa Civil pelo telefone 199. Evitar também ficar embaixo de árvores e próximo a muros. 

SMS Como medida de prevenção, o cidadão pode se cadastrar no Sistema de Alerta da Defesa Civil, que envia mensagens de texto com recomendações e avisos sobre chuva, raios e temporais. O serviço é gratuito.  Para se cadastrar, basta enviar um SMS para o número 40199 colocando o CEP da residência no assunto da mensagem.  Em Campinas, cerca de 100 mil pessoas são cadastradas neste sistema.

Continue Lendo

Geral

Cruzamento da Av. Francisco Glicério terá bloqueio total no domingo, 24/01

Publicado

em

Por

No dia 24 de janeiro, domingo da próxima semana, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) interditará totalmente o tráfego de veículos no cruzamento da Avenida Francisco Glicério com a Rua José Paulino, na região da Vila Itapura. A ação, programada, é necessária para a ligação de rede de esgoto, sob responsabilidade da Sanasa, no período das 8h30 até as 16h. 

 

 

A Emdec indica, como possibilidade de rota de desvio, as vias Dr. Alberto Sales, Barão Geraldo de Rezende, Barão de Itapura, Barata Ribeiro e Álvaro Muller. Agentes da Mobilidade Urbana estarão monitorando o trânsito e orientando os motoristas. 

 

 

A Emdec solicita que, caso possível, os motoristas evitem a circulação pela região, no período de obras. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 118, o “Fale Conosco Emdec”. 

Continue Lendo









<





Populares