Connect with us

Geral

Artista moçambicano Makolwa Munguambe expõe na Casa de Cultura Tainã

Publicado

em

 

A Casa de Cultura Tainã recebe o artista moçambicano Makolwa Munguambe para uma residência artística com atividades programadas de exposição e oficinas. A mostra “O Diálogo”, em cartaz de 25 de outubro a 15 de novembro, reúne pinturas e esculturas construídas a partir da reciclagem de madeira, radiadores de automóveis, sucatas, entre outros.

 

 

Makolwa é autodidata e compõe seu trabalho a partir de experimentações de observação do mundo compondo um trabalho que alia criatividade, estética e preocupação com o meio ambiente.

Publicidade

 

O artista também domina o ofício de construção de marionetes gigantes, que aprendeu a construí-las a partir de oficinas realizadas com o grupo de teatro de rua “Companhia Francesa Grandes Personagens”. Atualmente, integra o coletivo Marionetes Gigantes de Moçambique.

 

 

Nas oficinas ministradas por Makolwa serão construídos bonecões gigantes a partir de barro e papel machê. Os bonecões irão representar Bispo do Rosário, Mestre Moa, Marielle Franco e demais personalidades que tragam discussões de temáticas atuais. As oficinas são gratuitas.

Publicidade

 

 

Para TC Silva, coordenador da Casa de Cultura Tainã, a importância de construir redes e conectar pessoas é essencial. “A Tainã constrói redes e se expande através da Rede Mocambos, composta por comunidades quilombolas, indígenas, urbanas, rurais, associações da sociedade civil, pontos de cultura, oriundos de norte ao sul do país, conectados através das tecnologias da informação e comunicação. Toda a história da Tainã é reunir gente de muitos lugares. As nossas ações sempre estão interligadas a outras frentes e questões de lutas”.

 

 

Publicidade

Serviço

 

Exposição “O Diálogo”. De Makolwa Munguambe

 

Abertura: 25 de outubro, quinta, às 20h. Até 15 de novembro.

Publicidade

 

 

Oficinas Marionetes Gigantes / Bonecões.

 

Quando: de 30 de outubro a 15 de novembro.

Publicidade

 

Onde: Casa de Cultura Tainã (Rua Inhambu, nº 645. Praça dos Trabalhadores, Vila Padre Manoel da Nóbrega. Campinas). Telefone (19) 3228-2993.

 

 

 

Publicidade

 

 

 

Geral

Estado de Alerta: Umidade do Ar em Campinas chega a 19,2%

Publicado

em

Por

Campinas está em Estado de Alerta pela baixa Umidade Relativa do Ar (URA). Às 14h20 desta terça-feira, dia 17 de maio, o índice atingiu 19,2%, conforme boletim emitido pelo Departamento de Defesa Civil do município, a partir de dado recebido da Estação Ciiagro/IAC Campinas Região Norte, responsável pela medição.

 

 

O Estado de Alerta é decretado quando a umidade relativa do ar registra índice entre 12% e 20%. Nesse caso, além de consumir muita água e ter cuidado especial com crianças e idosos é preciso suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas, evitar aglomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológico para olhos e narinas.

 

Publicidade

 

Também é aconselhado manter os ambientes umidificados com vaporizadores, toalhas molhadas ou recipientes com água.

 

 

É sugerido, ainda, aguar os jardins e, sempre que possível, permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas. Outra orientação é evitar queimadas que, além de proibidas por lei, prejudicam o meio ambiente e a saúde.

Publicidade
Continue Lendo

Geral

Saúde realiza ação educativa contra febre maculosa nesta quinta-feira, 19

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde realiza na próxima quinta-feira, 19 de maio, mais uma ação educativa sobre a febre maculosa no Parque Linear José Mingone, no Jardim Capivari, região Sudoeste da cidade.

Durante os eventos, as pessoas que estiverem no parque serão abordadas por profissionais de saúde para receber orientações sobre a doença (cuidados, sintomas, transmissão etc).

No dia 26 deste mês, uma nova ação está prevista no mesmo local.

Na segunda-feira, 16 de maio, foi confirmada a primeira morte por febre maculosa em Campinas em 2022. A vítima é um homem de 18 anos, que apresentou sintomas em 20 de abril e morreu no dia 24 do mesmo mês. O local provável de infecção fica na região Norte. Este também é o primeiro caso da doença confirmado este ano na cidade.

Em 2021, foram registrados 11 casos e cinco mortes. Em 2020, foram sete casos e cinco óbitos.

Publicidade

Cuidados

A febre maculosa é uma infecção grave, causada por uma bactéria e transmitida pelo carrapato conhecido como estrela.

Pessoas que residam, trabalhem ou tenham frequentando durante outras atividades, como lazer, áreas com vegetação, mata e próximos a rios, lagos e lagoas, devem ficar atentas aos sintomas da doença, que são febre, dor de cabeça, dor intensa no corpo, mal-estar generalizado, náuseas, vômitos e, em alguns casos, manchas vermelhas pelo corpo.

Ao apresentar um destes sinais, a pessoa deve procurar o serviço de saúde o mais rápido possível e descrever os sintomas e informar que teve contato com o carrapato e/ou esteve com locais de risco, pois os indicativos podem ser confundidos com outras doenças, como dengue, viroses respiratórias, entre outras.

Não existe vacina contra a febre maculosa e não é possível eliminar totalmente o carrapato. A doença tem cura, mas o tratamento com antibióticos apropriados deve ser iniciado precocemente.

Publicidade
Continue Lendo

Geral

Com umidade baixa, Campinas entra em Estado de Atenção

Publicado

em

Por

O município de Campinas está em Estado de Atenção pela baixa Umidade Relativa do Ar (URA). Às 12h40 desta terça-feira, dia 17 de maio, o índice atingiu 28%, conforme boletim emitido pelo Departamento de Defesa Civil do município, a partir de dado recebido da Estação Ciiagro/IAC Campinas Região Norte, responsável pela medição.

 

O Estado de Atenção é decretado quando a umidade relativa do ar registra índice entre 20% e 30%. Nesse caso, a principal recomendação é consumir muita água e ter cuidado especial com crianças e idosos.

 

Também é aconselhado que a população evite exercícios físicos ao ar livre, entre 11h e 15h, e mantenha os ambientes umidificados com vaporizadores, toalhas molhadas ou recipientes com água.

Publicidade

 

É sugerido, ainda, aguar os jardins e, sempre que possível, permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas. Outra orientação é evitar queimadas que, além de proibidas por lei, prejudicam o meio ambiente e a saúde.

 

 

 

Publicidade

 

 

 

Continue Lendo

Populares