Connect with us

Geral

Ailton da Farmácia e Luiz Rossini apresentam projeto de lei para proteger abelhas silvestres e nativas

Publicado

em

Na sessão desta quarta-feira, 4/10, os vereadores Ailton da Farmácia (PSD) e Luiz Rossini (PV) apresentaram projeto de lei que visa a proteção de abelhas silvestres nativas e sem ferrão, chamadas de meliponíneos. Essas abelhas são polinizadoras naturais das plantas, consideradas essenciais à sustentabilidade do meio ambiente.
A ação humana e a forma como o homem está usando a agricultura têm causado impactos severos na reprodução das abelhas, especialmente, com o uso indiscriminado de agrotóxicos. As abelhas surgiram há cerca de 125 milhões de anos; são 20 mil espécies no mundo, sendo 420 que vivem em comunidade. Destas, 300 espécies estão no Brasil.
De acordo com o biólogo e especialista em abelhas, Ricardo Rodrigues de Camargo, embora as abelhas sejam muito antigas e tenham sobrevivido a diversos fenômenos naturais, a ação do homem tem sido a mais contundente na destruição.
O vereador Ailton da Farmácia lembrou que, na última terça-feira, foi celebrado o Dia Nacional da Abelha. “Muitas pessoas, por desconhecimento, exterminam colmeias e outras, por maldade, estão acabando com as abelhas. O projeto incentiva o resgate de colmeias que estejam em locais de risco pelos produtores oficiais ou pessoa capacitada pelos órgãos ambientais. Quando uma pessoa vê um enxame, a primeira atitude é colocar fogo. Essa não é uma atitude correta. As abelhas precisam ser removidas, resgatadas e recuperadas”, disse Ailton.
Para o vereador Luiz Carlos Rossini, Campinas pode ser um diferencial na questão ambiental e ter papel fundamental para propagar ações educativas de proteção às abelhas. “Com o projeto, estamos envolvendo o Poder Público na educação ambiental. Estamos lançando a semente de uma série de ações, como transformar Campinas na primeira ‘Cidade Amiga das Abelhas’. Vamos despertar a nossa consciência e atenção para a garantia de biodiversidade e produção de alimentos”, frisou Rossini. 
Texto: Gabinete do vereador Ailton da Farmácia (PSD)
Foto: Central de Comunicação Institucional da CMC

Geral

Campinas tem 84,51% dos leitos de UTI-Covid ocupados nesta quarta, 20

Publicado

em

Por

Campinas conta nesta quarta-feira, 20/01, com 239 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 202 estão ocupados, o que corresponde a 84,51%. Há 37 leitos livres somando as redes pública e particular.

Os leitos estão divididos da seguinte forma:

SUS Municipal: 90 leitos, dos quais 85 estão ocupados, o que equivale a 94,44%. Há 5 leitos livres.
Os quatro novos leitos foram abertos no Hospital Mário Gatti.

SUS Estadual: 17 leitos, dos quais 16 estão ocupados, o que corresponde a 94,12%. Há 1 leito livre.

Particular: 132 leitos, dos quais 101 estão ocupados, o que equivale a 76,52%. Há 31 leitos livres.

Continue Lendo

Geral

Secretária de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas reúne equipe de gestores

Publicado

em

Por

A secretária de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Eliane Jocelaine Pereira, reuniu na tarde desta quarta-feira, 20 de janeiro, a equipe de gestores (diretores, coordenadores e chefes de setor) da Pasta. O objetivo do encontro foi informar as novas diretrizes, desafios e projetos que serão desenvolvidos na área.

Após contar um pouco sobre sua trajetória na Prefeitura de Campinas, Eliane Jocelaine explicou aos presentes a importância da mudança do nome da Secretaria. “Não é apenas uma mudança administrativa, mas sim de conceito, de filosofia; é uma nova política de gestão de pessoas. Este é o primeiro passo, mas a verdadeira reestruturação vai ser construída com vocês”, disse.

Outra mudança da Secretaria foi a inclusão de um novo departamento, o de Apoio à Gestão de Projetos Integrados. O DAGPI tem como missão realizar programas e projetos que envolvem as diretrizes de gestão de pessoas, com foco nas políticas afirmativas de direitos humanos e na política de paz. O departamento também será responsável pela Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor (EGDS), que cuida dos projetos de formação, treinamento e capacitação dos servidores municipais.

“Essa Secretaria é a força motriz da Administração Pública, porque o que faz com que as políticas públicas aconteçam são as pessoas, suas experiências, seu conhecimento, e nisso reside a atuação desta Secretaria, garantir a existência de pessoas para a atuação do Estado e atuar para a qualificação dessas pessoas para a eficiência dos serviços públicos. Além disso, nossa Secretaria é muito rica pela diversidade de conhecimento e experiências. Temos que ter um olhar com um foco maior em Direitos Humanos para a Prefeitura como um todo e por isso trouxemos este novo departamento, que vai agregar forças aos que a Pasta já possui”, explicou a secretária.

Eliane Jocelaine também falou das três ações que a Secretaria vai desenvolver no âmbito do plano dos 100 primeiros dias do governo municipal, e que estão dentro das atribuições da Secretaria . “Neste momento, elencamos três projetos, que eu julgo serem essenciais para a Secretaria e para a Prefeitura como um todo”.

O primeiro é a ampliação da licença paternidade de 5 para 20 dias. O segundo é uma capacitação em cuidados com animais para pessoas em situação de rua, que será feita em parceria com a Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Secretaria de Assistência Social, Pessoas com Deficiência e Direitos Humanos. E o terceiro, a criação de um grupo de trabalho para debater medidas que estimulem a participação de negros, mulheres e pessoas com deficiência em cargos de liderança e gestão na Prefeitura.

Continue Lendo

Geral

Prefeitura inicia amanhã (21/01) vacinação dos profissionais de saúde

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Campinas inicia nesta quinta-feira (21/01), às 10h, na sede administrativa da Rede Mário Gatti, a vacinação dos profissionais de saúde municipais que estão na linha de frente no combate à Covid-19.



Cerca de 24.900 doses da Coronavac chegam a Campinas, vindas do Instituto Butantan, em São Paulo, ainda na noite desta quarta-feira. O local onde as doses ficarão armazenadas será mantido em sigilo por questões de segurança.



As doses serão acondicionadas tecnicamente e disponibilizadas para as unidades públicas e privadas já a partir desta quinta-feira.



“Haverá controle por meio de nome, CPF, número de matrícula, função, local de trabalho e assinatura, além do endosso do responsável pela instituição”, disse o secretário municipal de Saúde, Lair Zambon.


O prefeito de Campinas, Dário Saadi, afirmou que é um momento histórico para Campinas e um motivo de esperança para controlar a pandemia.

Continue Lendo









<





Populares